Hyères: Brasil aparece no top 10 em quatro classes

 

O segundo dia de regatas em Hyères, na França, foi bem diferente do primeiro, quando os velejadores que estão disputando a Copa do Mundo de Vela mais sobreviveram do que velejaram. O vento diminuiu bastante e as regatas começaram a ser disputadas com cerca de 10 nós. As gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, que foram muito bem no vento forte, inclusive vencendo uma regata, caíram uma posição neste segundo dia e agora estão em quarto lugar na classe 470. Apenas três pontos as separam das líderes, as inglesas Hanna Mills e Sáskia Clark.

Jorginho Zarif, na Finn, também caiu mas, na 13ª colocação geral, ainda segue na briga pelo top 10. Quem também está na briga pelos top 10 é Bimba, que ocupa a 11ª colocação na RS:X. Patrícia Freitas já está na zona da medal race, em 9º também na RS:X. Bruna Martinelli é 39ª.

Na Laser, Fernanda Decnop foi penalizada por um OCS, mas ainda assim subiu uma posição e aparece em 28º.  Entre os homens, o Brasil não tem representantes.

Na 49er, que já completou seis regatas, Marco Grael e Gabriel Borges estão em 25º. Os dois tiveram reparadas as duas primeiras regatas da série e não completaram a terceira. Entre as meninas, Martine Grael e Kahena Kunze aparecem em sexto lugar após quatro regatas. As líderes do ranking mundial estão voltando com calma para a água após uma lesão no joelho da Kahena.

Depois de não completarem a única regata de ontem, Samuel Albrecht e Isabel Swan aparecem em 10º na Nacra 17 com quatro regatas disputadas hoje.

Os resultados completos podem ser vistos aqui.

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan estreiam em terceiro na Copa do Mundo da França

O primeiro dia da etapa francesa da Copa do Mundo de Vela que está sendo disputada em Hyères, não foi nada fácil. O vento forte, com mais de 25 nós, que soprou o dia todo fez com que muitos velejadores capotassem e saíssem com alguns roxos pelo corpo. A dupla gaúcha Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, conseguiu administrar bem a situação extrema e estreou na terceira colocação, com uma vitória na primeira regata e um sétimo lugar.

Na 49er, Marco Grael e Gabriel Borges não completaram a segunda regata do dia e começam o evento francês em 29º. Na Finn, Jorge Zarif ocupa a 12ª colocação. Na Laser Radial, Fernanda Decnop sofreu com o vento e encerrou o dia também na 29ª colocação. Na Nacra 17, Samuel Albrecht e Isabel Swan capotaram na única regata do dia e assim como outras 18 duplas não completaram. Patrícia Freitas fez três regatas na RS:X e aparece em 13º.  Martine Grael e Kahena Kunze devem fazer sua estreia nesta quinta. Robert Scheidt não disputa o evento.

A previsão para esta quinta-feira não é das mais animadoras e o vento forte deverá continuar. Para ver o resultado completo, clique aqui.

Equipe Brasileira inicia disputa da Copa do Mundo de Vela nesta quarta

Jorge Zarif.jpg

Pela última vez antes dos Jogos Rio 2016, em agosto, a Equipe Brasileira de Vela estará reunida para uma competição. A partir desta quarta-feira (dia 27), a cem dias da cerimônia de abertura olímpica, 12 dos 15 velejadores brasileiros classificados para o maior evento esportivo do planeta vão participar da tradicional etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo da Federação Internacional de Vela (World Sailing). A disputa vai até domingo, quando serão realizadas as regatas da medalha.

Dos classificados para os Jogos Olímpicos estão em Hyères Martine Grael e Kahena Kunze (classe 49erFX); Marco Grael e Gabriel Borges (49er); Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (470 feminina); Jorge Zarif (Finn); Fernanda Decnop (Laser Radial); Samuel Albrecht e Isabel Swan (Nacra 17); Ricardo Winicki, o Bimba (RS:X masculina); e Patricia Freitas (RS:X feminina). Além deles, o Brasil terá Bruna Martinelli na RS:X feminina.

Bicampeão olímpico, Robert Scheidt optou por não disputar a etapa de Hyères para focar na preparação para o Mundial de Laser, entre os dias 12 e 18 de maio, no México. Na 470 masculina, Henrique Haddad e Bruno Bethlem também não vão competir. A dupla preferiu ficar no Rio de Janeiro treinando na Baía de Guanabara, palco da vela nos Jogos Olímpicos.

“A etapa de Hyères da Copa do Mundo será nossa última competição internacional antes dos Jogos Olímpicos. Estamos em fase final de treinamentos técnicos e definição de equipamentos. É uma etapa tradicional da Copa do Mundo e teremos todas as nossas adversárias também em ajustes finais”, afirmou Fernanda Oliveira, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, na classe 470 feminina ao lado de Isabel Swan.

A etapa de Hyères da Copa do Mundo proporcionou alegrias recentes para os velejadores brasileiros. Em 2013, Fernanda e Ana ficaram com a medalha de ouro, enquanto Scheidt faturou a prata. Em 2014, foi a vez de Martine e Kahena conquistarem o ouro. E, no ano passado, a festa foi grande: Fernanda e Ana ganharam o ouro novamente, Martine e Kahena levaram a prata e Scheidt e Patricia Freitas ficaram com o bronze.

“Para nós, competir em Hyères fechando nosso ciclo antes dos Jogos Olímpicos será especial, pois foi onde ganhamos duas medalhas de ouro. Daremos o nosso melhor, procurando repetir nossos resultados dos últimos meses”, disse Fernanda. Na atual temporada, ela e Ana foram ao pódio em quatro das cinco competições que disputaram.

No total em etapas da Copa do Mundo (desde 2009), o Brasil soma 37 medalhas, sendo 19 de ouro, nove de prata e nove de bronze.

Fonte: assessoria

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan são bronze no Europeu de 470

12967292_1310746958952156_955964209286313658_o.jpg

As gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan conquistaram nesta terça-feira mais uma medalha para a coleção. O bronze no Europeu de 470 veio após a segunda colocação na medal race. O ouro ficou com as austríacas Lara Vadlau e Jolanta Ogar e a prata com as holandesas Afrodite Kyranakou e Anneloes Van Veen. A competição foi realizada em Palma de Maiorca e contou com 57 duplas.

Esta é a segunda medalha que as meninas conquistam em 15 dias. Na semana passada elas ficaram com a prata no concorrido Trofeo Princesa Sofia. Fernanda e Ana estão se preparando para a disputa da segunda olimpíada juntas. Fernanda tem, ao lado de Isabel Swan, o bronze nos Jogos de Pequim, única medalha da vela feminina brasileira.

O resultado completo do Europeu pode ser visto aqui.

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan disputam a medal race do Europeu de 470

12961674_971672876220268_117283421753845373_n.jpg

A dupla gaúcha Fernanda Oliveira e Ana Barbachan segue mostrando seu talento nas competições de 470. Nesta segunda-feira as meninas se classificaram para a medal race do Europeu, que está sendo disputado em Palma de Maiorca. Elas entrarão na regata na terceira colocação, ainda com chances de brigar pela prata.

Fernanda e Ana serão as representantes brasileiras na modalidade nos Jogos Olímpicos. Na semana passada elas conquistaram a prata no Trofeo Princesa Sofia, último grande evento antes do Rio 2016.

Entre os homens, os também representantes olímpicos Henrique Haddad e Bruno Bethlem encerraram a sua participação no Europeu na 31ª colocação.

Para ver o resultado completo, clique aqui.

Brasileiros disputam o Europeu de 470

12801582_966330923421130_6490859666284023591_n

A partir desta sexta-feira 250 velejadores da classe 470 estarão nas águas de Palma de Maiorca para a disputa do Campeonato Europeu. As gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, que acabaram de conquistar a prata no Trofeo Princesa Sofia estarão lá, assim como os cariocas Henrique Haddad e Bruno Bethlem. Esta será a maior competição da classe antes dos Jogos Olímpicos do Rio e, por isso, o nível será altíssimo. Estão programadas 11 regatas mais a medal race em seis dias de competição e você poderá acompanhar os resultados aqui no site.

 

61 países estão classificados para as Olimpíadas

12377765_912475352133750_546013181088793480_o

Faltando pouco mais de 120 dias para o início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, 388 velejadores, de 61 países já podem comemorar o carimbo no passaporte e a viagem rumo ao Brasil. O caminho não foi fácil e começou em Santander, em 2014, na disputa do Mundial da Isaf que classificou metade dos países. A outra metade foi sendo definida nos Campeonatos Mundiais das classes, em 2015 e nos eventos regionais. Com as vagas em mãos, cada país classificado definiu a sua equipe.

O Brasil,a França, a Inglaterra, a Nova Zelândia e os Estados Unidos serão os únicos países a ter um time completo, com 15 atletas, ou seja, um barco em cada uma das dez classes. Do total de atletas, 207 são homens e 154, mulheres.

O Notícias Náuticas vai estar presente, trazendo as notícias mais quentinhas da vela para você que nos acompanha!

Para conferir o critério de classificação, clique aqui.

Para saber quantos atletas cada país vai enviar ao Rio de Janeiro, clique aqui.

 

Brasil conquista duas pratas no Princesa Sofia

image

Terminou neste sábado em Palma de Maiorca, na Espanha, o tradicional Trofeo Princesa Sofia. O Brasil disputou qiatro4medal races e conquistou duas medalhas de prata com Fernanda Oliveira e Ana Barbachan na 470 e Robert Scheidt na Laser.

Scheidt chegou na regata na terceira colocação e venceu, terminando com a prata.  Já Fernanda e Ana chegaram na liderança,  mas terminaram em sétimo,  caindo para a segunda colocação geral no final.

Jorginho Zarif, , que chegou em 10o na Finn, foi terceiro na medal race e encerrou o campeonato em nono.

Marco Grael e Gabriel Borges, que também chegaram em 10o, foram sétimo na regata e também terminaram o campeonato em nono.

O resultado completo pode ser visto  em: http://bit.ly/1NA4ipB

Brasil disputa 4 medal races no Princesa Sofia

12417729_965872276800328_2924149980579780901_n

Terminou nesta sexta-feira em Palma de Maiorca, Espanha, a fase final do Trofeo Princesa Sofia e neste domingo o Brasil estará na medal race em quatro classes: 470 feminino, 49er, Finn e Laser Standard.

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan entrarão na água como líderes da 470, empatadas com as inglesas Amy Seabright e Anna Carpenter. As meninas precisam vencer a regata para garantir o ouro.

Quem também briga por medalha é Robert Scheidt, que fechou a sexta-feira na terceira colocação da Laser. Ele não pode conquistar o ouro, já que o neozelandês Andrew Maloney está 27 pontos na sua frente, mas ainda pode tentar a prata, já que o croata Tonci Stipanovic tem 10 pontos a menos. Lembrando que a medal race tem pontuação dobrada.

Já Jorginho Zarif, na Finn, e Marco Grael e Gabriel Borges, na 49er, não têm chances de medalha, já que ambos estão na 10ª colocação.

Os resultados completos podem ser vistos aqui:

Fernanda e Ana seguem na liderança do Princesa Sofia

12919722_963409967046559_8446442761557613100_n

Mais um dia de regatas em Palma de Maiorca, na Espanha, e mais um dia na liderança para a dupla Fernanda Oliveira e Ana Barbachan. As meninas foram penalizadas com uma bandeira preta na segunda regata do dia e ainda assim sem mantêm na primeira posição da classe 470 do Trofeo Princesa Sofia, agora com dois pontos de vantagem sobre as holandesas Afrodite Kyranakou e Anneloes Van Veen, segundas colocadas.

Marco Grael e Gabriel Borges também estão indo muito bem na 49er e, com um segundo lugar na 7ª regata da série ocupam a sexta colocação. Robert Scheidt venceu a última regata do dia e segue em quinto na Laser Standard.

Jorginho Zarif, da Finn, também tomou uma bandeira preta e acabou o dia fora do Top 10, em 11º. Nesta sexta-feira ele precisa se recuperar se quiser disputar a medal race no sábado, já que apenas os dez primeiros colocados participam desta regata.

Já para as líderes do ranking mundial Martine Grael e Kahena Kunze a competição acabou ontem. Isto porque Kahena pegou uma virose que a impediu de continuar velejando.

Os resultados completos podem ser vistos aqui: http://bit.ly/1NA4ipB