Batida entre Emirates Team New Zealand e Land Rover BAR marcam segundo dia de regatas treino da America´s Cup

A contagem regressiva para a 35ª America´s Cup segue a todo vapor. Os times já estão fazendo as regatas treino antes do primeiro match, que está marcado para o dia 26 de maio. E nesta terça-feira o negócio ficou tão intenso que teve até colisão entre o Land Rover BAR e o Emirates Team New Zealand.

“Foi uma pena que na última pré-largada tínhamos o sotavento bem protegido, e o Ben chegou um pouco atrasado e bateu na nossa popa. Totalmente desnecessário faltando uma semana para a America´s Cup. Estamos todos aqui para aprender e temos um buraco de um metro na nossa popa”, disse Peter Burling, timoneiro do ETNZ.

“Conhecemos bem o Ben. Ele é um cara bom, mas está ficando frustrado e agora temos um belo dano no nosso barco, com pouco tempo para arrumá-lo”, disse o CEO do ETNZ Grant Dalton.

Apesar do incidente, o dia foi bastante positivo para os neozelandeses, que venceram as duas regatas contra o Land Rover BAR e contra o Groupama. Oracle e Softbank Team Japan não quiseram competir contra os kiwis.

 

 

 

 

Emirates Team New Zealand laça barco para a America´s Cup com novidade no grinder

m1793_crop169014_1024x576_proportional_1487221466E355.jpg

Assim como fez o Oracle Team USA nesta quarta-feira o Emirates Team New Zealand também mostrou para o mundo o seu novo catamarã, que será usado na próxima edição da America´s Cup. Porém, diferente do concorrente, que, apesar de ter um barco super tecnológico não apresentou nenhuma nova solução, os Kiwis inovaram nos grinders. Ao invés de manivelas comuns, do jeito que estamos acostumados, reguladas com as mãos, os grinders que produzem energia para a regulagem do sistema hidráulico do novo barco são regulados com os pés.

“Quando sentamos para pensar no design do barco três anos atrás os benefícios do ciclismo ao invés dos grinders regulares eram óbvios, mas é claro que com alguns problemas e dificuldades de funcionalidade e foi nisso que trabalhamos incrivelmente bem nos últimos anos”, disse Dan Bernasconi, coordenador de designer da equipe.

Não é novidade que muitos velejadores usam outros esportes para complementar o treinamento para a vela e a bike é um deles. Aqui no Brasil diversos grupos de velejadores também competem de bicicleta, o que acaba dando mais resistência física na hora de escorar, por exemplo.

 

Trofeu mais antigo do mundo, América´s Cup divulga calendário das finais em 2017

 

ac-calendario2

A organização da America´s Cup divulgou nesta terça-feira o calendário da 35ª edição da competição. O evento vai ser disputado nas Bermudas, no Caribe, entre os dias 26 de maio e 23 de junho de 2017.

As primeiras regatas serão disputadas pelos seis times (cinco possíveis desafiantes mais o defensor do título) em uma série classificatória, chamada de Louis Vuitton America´s Cup Qualifiers, com dois round robins, ou seja, os seis times se enfrentarão duas vezes. A primeira regata será disputada pelo Oracle Team USA (defensor do título) e pelo Groupama Team France no dia 26 de maio. Esta fase termina no dia 3 de junho. Um detalhe interessante é que os dois primeiros colocados da America´s Cup World Series, evento que terminará em novembro próximo em Fukuoka, no Japão, chegarão nesta fase com dois e um pontos de vantagem respectivamente. O vencedor desta fase classificatória também terá um ponto de vantagem caso seja o OTUSA ou outro time que chegue na America´s Cup Match.

A partir do dia 4 de junho, os quatro melhores da fase classificatória, com exceção do OTUSA que avança direto para a America´s Cup Match, disputam as semifinais e nos dias 10, 11 e 12, os dois melhores disputam as finais. Esta fase será chamada de Louis Vuitton America´s Cup Challenger Playoffs.

Nos dias 17, 18, 24 e 25 de junho todos os olhares do mundo da vela estarão voltados para a disputa da America´s Cup Match e o título vai para aquele que marcar sete pontos primeiro. Caso seja necessário, as equipes poderão competir nos dias 26 e 27 de junho também.

VEJA O CALENDÁRIO COMPLETO

“As pessoas vão testemunhar as regatas da America’s Cup como nunca antes. O esforço mental e físico que é exigido dos atletas cresceu muito. Os catamarãs serão mais rápidos do que da última edição, mais manobráveis e deverão voar sobre foils em praticamente todo o percurso, desde que haja a condição perfeita. Mais importante, acho que a competição vai ser acirrada. Temos seis times excelentes se preparando para o próximo ano e tudo indica que teremos uma das mais difíceis e competitivas America´s Cup dos últimos 165 anos”, disse James Spithill, skipper do OTUSA.

jvon3573

Competições paralelas:

Enquanto o defensor e o desafiante se preparam para a grande disputa da America´s Cup, duas outras competições serão disputadas nas águas transparentes das Bermudas. A primeira será a Red Bull Youth America´s Cup, nos dias 12, 13, 15, 16, 20 e 21 de junho, que terá até 16 times de jovens velejadores a bordo dos AC45, catamarãs que estão sendo usados na ACWS, e a America´s Cup J Class Regatta, nos dias 16, 19 e 20 de junho, que reunirá os clássicos barcos da classe J.

Sobre a America´s Cup:

Trofeu mais antigo do mundo ainda em disputa, foi conquistado pela primeira vez em 1851 pela escuna America, em uma regata de volta a ilha de Wight, na Inglaterra. Atualmente está sob os cuidados do Golden Gate Yacht Club, que é representado pelo Oracle Team USA.

 

Ben Ainslie vence etapa de Omã da America´s Cup World Series

 

Neste final de semana foi disputada em Omã a primeira etapa de 2016 da America´s Cup World Series. E o Inglês Sir Ben Ainslie, do Land Rover BAR, foi o grande campeão com apenas dois pontos de vantagem sobre os favoritos e defensores do título da AC Oracle Team USA, comandado por Jimmy Spithill.

“Ainda precisamos provar que conseguimos competir no topo da flotilha e acho que estamos conseguindo fazer isso. Temos um excelente time de designers, construtores e staff que está trabalhando duro para nós e eles querem que vençamos esta parada”, disse Ainslie.

Esta etapa foi marcada por algumas novidades, dentre elas o Super Sunday, ou super domingo, em que as regatas tiveram pontuação dobrada. Com isso, o time inglês conseguiu sair do final da tabela para a liderança em três regatas, mesmo largando escapado em duas delas.

Com o resultado de Omã, o time de Ainslie se torna o primeiro a vencer duas etapas da competição.

Resultado final da etapa de Omã:
Land Rover BAR – 8, 10, 10, 18, 14, 16 – 76 points
ORACLE TEAM USA – 9, 6, 9, 12, 20, 18 – 74 points
Emirates Team New Zealand – 10, 7, 5, 20, 16, 12 – 70 points
Groupama Team France – 5, 8, 7, 10, 18, 20 – 68 points
SoftBank Team Japan – 6, 9, 6, 16, 10, 14 – 61 points
Artemis Racing – 7, 5, 8, 14, 12, 10 – 56 points

Resultado acumulado da Louis Vuitton America’s Cup World Series:
Emirates Team New Zealand 192
ORACLE TEAM USA 186
Land Rover BAR 185
SoftBank Team Japan 161
Artemis Racing 161
Groupama Team France 150