Adrenalina da classe C30 espanta o frio em Ilhabela

285853_612263_c30_warm_largada_edu_web_

A segunda etapa do Circuito Ilhabela de Oceano, considerada o Wam Up para a Semana de Vela, transformou-se literalmente em aquecimento para a classe C30 apesar de a temperatura não ter ultrapassado os 15°C neste fim de semana (11 e 12). Com as tripulações muito bem preparadas, e agasalhadas, o líder geral Caballo Loco venceu duas das cinco regatas, enquanto o vice +Realizado obteve um primeiro lugar, contra dois do Caiçara, terceiro na parcial da temporada.

Entre 30 embarcações, Kaikias e Barracuda completaram a flotilha da C30. Após nove regatas o equilíbrio é extremo. Caballo Loco e +Realizado somam 20 pontos perdidos contra 21 do Caiçara, considerando-se um descarte. “Foi um fim de semana intenso com regatas difíceis, repletas de manobras. A movimentação e a concentração exigidas a bordo fizeram com que o frio passasse quase despercebidamente”, contou o proeiro do Caiçara, Gabriel de Capitani.

O vento sul com intensidade de até 15 nós (27 km/h) predominou durante as regatas com sede no Yacht Club de Ilhabela. O comandante do Caiçara, Marcos de Oliveira Cesar, ficou empolgado com o nível técnico apresentado pelas tripulações da C30. “Percebi que estão todos muito bem preparados, tanto para o Campeonato Brasileiro quanto para a Semana de Vela, ambos na primeira semana de julho, também em Ilhabela. Estamos animados com o desempenho do Caiçara”.

O comandante Marcos está ciente de que a igualdade entre os barcos deve se estender às duas próximas competições. “Este fim de semana foi muito mais frio do que é costume. A massa de ar polar trouxe também bons ventos que permitiram grandes disputas. O Caballo Loco mostrou entrosamento, o +Realizado foi muito regular e o Kaikias está evoluindo. O Warm Up foi importante para mostrar os pontos a serem melhorados nas regulagens e manobras das equipes”.

A Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Oceano – voltará a ser disputada em sua terceira etapa nos dias 10 e 11 de setembro. Antes, a classe C30 terá como foco as regatas da Semana de Vela de e do Campeonato Brasileiro, entre 2 e 9 de julho e que contarão com o retorno à raia do barco Loyal na defesa dos dois títulos conquistados em 2015.

Classificação após duas etapas e nove regatas (um descarte)

1. Caballo Loco (Mauro Dottori) – 5, 4, 1, 2, (6-DNF), 1, 4, 1, 2 = 20 pp
2. +Realizado (José Luiz Apud) – 1, 3, 4, 1, 3, (5), 1, 4, 3 = 20 pp
3. Caiçara (Marcos de Oliveira Cesar) – 4, (5), 2, 3, 1, 4, 3, 3, 1 = 21 pp
4. Kaikias (Felipe Echenique) – 3, 1, 3, 4, 4, 2, 2, (5), 4 = 23 pp
5. Barracuda (Humberto Diniz) – 2, 2, (5), 5, 2, 3, 5, 2, 5 = 26 pp

Fonte: assessoria

Classe C30 se prepara para a disputa do Warm Up da SVI

284193_606959_img_1240_web_

A maratona de regatas para a competitiva classe C30 terá início nos próximas dias com a segunda etapa do Circuito Ilhabela de vela oceânica, tradicionalmente considerada como Warm Up para a Semana de Vela de Ilhabela que neste ano chega à 43ª edição. Paralelamente, será disputado o Campeonato Brasileiro de C30, com expectativa da flotilha nacional completa, com os nove barcos na raia.

As regatas do Warm Up serão distribuídas em dois finais de semana (3 e 4, 10 e 11/6) no Canal de São Sebastião. Entre os dia 1º e 9 de julho as competições da C30 chegam ao ápice com regatas simultaneamente válidas, tanto pela Semana de Vela de Ilhabela quanto pelo Campeonato Brasileiro da classe. Na abertura do circuito de 2016, em março, a C30 foi emoção até o final. O barco Caballo Loco venceu a etapa com apenas um ponto de vantagem sobre o Caiçara, que também ficou um ponto à frente do terceiro colocado Barracuda.

“Para a próxima etapa da Copa Suzuki (Circuito Ilhabela) esperamos contar com seis barcos na raia, e para a Semana de Vela estamos considerando a participação dos nove barcos que compõem a flotilha de C30”, projeta o comandante do Caiçara, Marcos de Oliveira César. “Tenho observado a maioria dos comandantes reforçando suas equipes e mantendo segredo sobre novos tripulantes. Não será surpresa se os barcos se atracarem em match race (duelo barco a barco) durante as regatas em Ilhabela”, considera Marcos.

A flotilha da C30 é composta pelas seguintes embarcações: Caballo Loco (Mauro Dottori), Caiçara (Marcos de Oliveira César), Loyal (Marcelo Massa), Kaikias (Felipe Echenique), Barracuda (Humberto Diniz) e +Realizado (José Luis Apud), todos de São Paulo, além das três embarcações de Florianópolis: Zeus (Inácio Vandersen), Corta Vento (Gustavo Marcos) e Katana (César Gomes). O Loyal defende os títulos, Brasileiro e da Semana de Vela, enquanto o Caiçara é o atual campeão do Circuito Ilhabela.

Tripulação internacional – O barco de Florianópolis, Katana, correrá o Campeonato Brasileiro de C30 e a Semana de Vela de Ilhabela com uma equipe mesclada por norte-americanos e catarinenses. O comandante César Gomes Neto, recém-chegado de Miami onde residiu nos últimos nove anos, esteve no Brasil em meados de 2015 e disputou a Semana de Ilhabela como tático do Zeus, do Iate Clube de Santa Catarina, chegando em terceiro lugar na C30.

“Retornei ao Brasil em novembro de 2015 e terei de me adaptar ao barco. Velejei muito nos Estados Unidos, mas em outra classe, a Melges 20, tripulada por três velejadores. É bem diferente. Será um desafio divertido formar tripulação binacional com amigos que me sempre me acompanham na vela, nos dois países”, assegura o timoneiro César, do Katana.

Fonte: assessoria