Brasileiros disputam final da Copa do Mundo de Vela na França

Patricia Freitas_Credito Robert Hajduk  ShutterSail.jpg

A temporada 2017/2018 da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela) chega ao fim nesta primeira semana de junho. E o Brasil estará na água com oito velejadores na Final do circuito, que terá as primeiras regatas nesta terça-feira, dia 5, em Marselha, na França. A delegação inclui Patrícia Freitas, que recentemente voltou às competições internacionais após período de treinos no Brasil; e Jorge Zarif, da classe Finn, medalha de ouro na etapa de Hyères, no fim de abril.

“Minha expectativa é pôr em prática tudo que estou treinando e desenvolvendo nos últimos meses. Estou direto na Europa desde Hyères, então é tentar utilizar todas essas novas informações com equilíbrio”, afirma Jorginho.

A temporada tem sido muito positiva para Zarif até aqui. Além do ouro na França, o brasileiro ficou em 4º lugar na Copa do Mundo de Miami (EUA), foi 5º no Troféu Princesa Sofia e 7º no Campeonato Europeu, ambos na Espanha. Continuar lendo “Brasileiros disputam final da Copa do Mundo de Vela na França”

World Sailing confirma classes para Paris 2024

Depois de um longo dia de reuniões, durante o evento de meio de ano, a World Sailing confirmou quais as classes serão mantidas e quais sairão do programa de Paris 2024. Além disso, três novas classes estarão em disputa:

Estão mantidos sem nenhuma alteração:
• Men’s One Person Dinghy – Laser*

  • Women’s One Person Dinghy – Laser Radial*
  • Women’s Skiff – 49erFX
  • Men’s Skiff – 49er
  • Mixed Two Person Multihull – Nacra 17

*poderão ser reavaliados

Serão mantidos/acrescentados:
• Men’s Windsurfer (pode sofrer alterações o user escolhido outro equipamento)

  • Women’s Windsurfer (pode sofrer alterações o user escolhido outro equipamento)
  • New Event, Mixed One-Person Dinghy
  • New Event, Mixed Two Person Dinghy
  • New Event, Mixed Kite

Jorge Zarif vence Copa do Mundo da França

WhatsApp Image 2018-04-29 at 9.05.32 AM.jpeg

Com um desempenho brilhante na regata da medalha, Jorge Zarif conquistou neste domingo, dia 29, o ouro na etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). O brasileiro venceu a prova decisiva da classe Finn de ponta a ponta, com grande vantagem sobre os adversários. Com esse resultado, terminou o campeonato com 38 pontos perdidos, deixando o holandês Nicholas Heiner (46 p.p.) com a prata e o turco Alican Kaynar com o bronze (50 p.p.).

O triunfo de Jorge Zarif pode ser visto na íntegra, em alta definição, no link abaixo, que começa na marca de 1h39min20s da transmissão em vídeo feita pelo canal da World Sailing no YouTube:

https://youtu.be/wPJ4KJQKCC0?t=1h39m20s

“Foi muito bom. É a terceira etapa de Copa do Mundo que eu ganho. É a oitava vez que venho para a Hyères e a primeira que consigo medalhar aqui. Logo de cara conseguir o ouro me deixa muito feliz. É muito importante para o resto da campanha este ano”, afirmou Jorginho, que já havia sido campeão duas vezes da etapa de Miami da Copa do Mundo (2016 e 2017). Continuar lendo “Jorge Zarif vence Copa do Mundo da França”

Na França, Zarif disputa pódio na Copa do Mundo de Vela neste domingo

Jorge Zarif 01_Credito Jesus Renedo_Sailing Energy.jpg

Jorge Zarif vai em busca de um lugar no pódio neste domingo, dia 29, na etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). Após passar a semana toda no pelotão da frente da classe Finn, o velejador brasileiro chega à disputa em segundo lugar, com 36 pontos perdidos, quatro atrás do holandês Nicholas Heiner, líder da classificação (32 p.p.), e dois à frente do turco Alican Kaynar, terceiro colocado (38 p.p.). Com uma diferença tão pequena, a regata de medalha, prevista para 7h48 de Brasília, será praticamente um confronto direto para definir ouro, prata e bronze, com pouca margem de erro.

“Hoje (sábado) chegamos a largar para uma regata da fase de classificação, mas não tinha condição nenhuma. Então está tudo bem parelho, do primeiro ao quarto lugares. Vamos com tudo para brigar por uma medalha”, disse Jorge Zarif, lembrando que o tcheco Ondrej Teply (48 p.p.) também corre por fora na briga pelo pódio. Continuar lendo “Na França, Zarif disputa pódio na Copa do Mundo de Vela neste domingo”

Zarif vence regata e é destaque no primeiro dia em Hyères

No primeiro dia de competição na etapa de Hyères da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela), Jorge Zarif foi o principal destaque da delegação brasileira. Após um quinto lugar na regata de abertura, o velejador paulista venceu a segunda prova desta terça-feira, dia 24. Com seis pontos perdidos, aparece em segundo lugar na tabela da classe Finn, atrás apenas do francês Jonathan Lobert (5 p.p.).

A disputa continua até o próximo fim de semana, com as regatas da medalha do campeonato marcadas para sábado (28) e domingo (29).

“Não queria que tivesse a segunda regata, mas deu certo e consegui ganhar. É só o começo, tem muito campeonato pela frente. Mas foi um bom primeiro dia”, afirmou Jorginho, depois de uma tarde de ventos inconstantes na cidade francesa.

O Brasil tem ao todo 13 velejadores competindo em Hyères, em seis classes diferentes. Na Nacra 17, Samuel Albrecht/Bruna Martinelli e João Bulhões/Gabriela Nicolino terminaram o dia no top 20, em 12º e 17º lugares, respectivamente, à frente dos campeões olímpicos Santiago Lange/ Cecilia Carranza, da Argentina, que não completaram a prova.

Um dos palcos mais tradicionais das classes olímpicas, Hyères este ano recebe cerca de 670 atletas de 46 países em mais de 400 barcos. Será a última etapa antes da Final da Copa do Mundo, que reunirá os melhores velejadores da temporada em Marselha (França), de 3 a 10 de junho.

Resultados completos: http://sailing.org/worldcup/results/index.php

Mais informações sobre a Copa do Mundo de Hyères:
http://swc.ffvoile.fr/

Zarif é o melhor brasileiro no Princesa Sofia

Jorge Zarif_Crédito Tomás Moyá_Sailing Energy.jpg

Jorge Zarif deu mais uma prova de que está firme na elite da classe Finn. O velejador terminou em quinto lugar na classificação geral do Troféu Princesa Sofia, em Palma, na Espanha, com 113 pontos perdidos. Neste sábado, dia 7, Jorginho teve bom desempenho na regata da medalha e cruzou a linha de chegada em terceiro. Foi o segundo resultado de top 5 do brasileiro em 2018, após a quarta colocação na Copa do Mundo de Miami, em janeiro.

A regularidade no topo da classe aumenta a confiança do velejador à medida que se aproxima o Campeonato Mundial de Classes Olímpicas, marcado para começar no dia 30 de julho, em Aarhus, na Dinamarca. O evento valerá classificação para os países nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

“Fico contente de ficar mais uma vez entre os melhores, embora um pouco decepcionado pela medalha que não veio. Agora é continuar treinando e melhorando para ir forte a Aarhus. O principal objetivo de 2018 é terminar o Mundial entre os oito primeiros, e os três resultados deste começo de ano dariam a vaga olímpica para o Brasil”, disse Zarif, lembrando ainda o sétimo lugar que conquistou no Campeonato Europeu, há três semanas.

O britânico Giles Scott, campeão olímpico nos Jogos Rio 2016, garantiu a medalha de ouro em Palma com apenas 57 pontos perdidos. Completaram o pódio o holandês Nicholas Heiner, com a medalha de prata (84 pontos perdidos); e o neozelandês Andy Maloney, com o bronze (95 p.p.)

“Foi uma semana muito difícil. O atual campeão mundial terminou em décimo. O campeão europeu ficou em 14°. O medalhista de bronze no Rio 2016 acabou em 27°”, analisou Zarif.

A tradicional competição espanhola reuniu este ano cerca de 1.200 inscritos, numa disputa de alto nível técnico. O Brasil esteve presente em Palma com uma delegação de 16 velejadores, com um perfil mais jovem e o foco em desenvolver talentos.

A próximo compromisso da Equipe Brasileira de Vela é a etapa de Hyères, na França, da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela), a partir do próximo dia 22.

Resultados completos do Troféu Princesa Sofia:
http://www.trofeoprincesasofia.org/en/default/races/race

Da assessoria / foto: Sailing Energy

Samuel Albrecht e Bruna Martinelli são confirmados na Equipe Olímpica

SamucaBrunaS.jpg

A velejadora pernambucana Bruna Martinelli (TimePE/Marinha do Brasil/ CBvela-Bradesco/VDS),  juntamente com Samuel Albrecht (Samuca), foram confirmados nesta sexta-feira como titulares da Equipe Brasileira de Vela, pela classe olímpica Nacra 17.

A seletiva para a vaga ocorreu no Troféu Princesa Sofia, em Palma de Maiorca, na Espanha, conforme definido pela CBVela, a Confederação Brasileira de Vela. A dupla brasileira melhor colocada no referido campeonato ficaria com a vaga na equipe para a temporada 2018.

Bruna e Samuca terminaram o campeonato em 14º lugar, com 139 pontos perdidos, 35 de diferença para a dupla João Bulhões/Gabriela Nicolino. Continuar lendo “Samuel Albrecht e Bruna Martinelli são confirmados na Equipe Olímpica”

Brasileiros são campeões Centro Sul-Americano de Laser

Terminou neste domingo no lago Rapel, no Chile, o Campeonato Centro Sul-Americano da classe Laser. E o Brasil foi o grande vencedor nas categorias 4.7 com Odile Ginaid e Radial, com Tiago Quevedo. A competição garantiu a vaga pan-americana para Argentina e Uruguai na classe Radial com Lucia Falasca e Dolores Moreira, segunda e terceira colocadas respectivamente. Odile ficou com a quarta colocação geral e a terceira feminina. Leonardo Mota foi o 5º colocado, equanto Gabriela Kidd ficou em 8º.

“Seria ótimo ter classificado o país agora, mas ainda temos chances de pegar a vaga. Não importa qual velejadora que irá conquistar a vaga, depois teremos uma seletiva interna”, explicou Odile.

O Brasil ainda tem mais duas chances de conquistar a vaga pan-americana: durante o Norte Americano, que será disputado em julho em Los Angeles, e em Paracas, no Peru, sede do Pan, em março de 2019.

Laser/Radial, 49er/49erFX e Nacra 17 estão mantidos para Paris 2024

João Bulhões e Gabriela Nicolino 01_Crédito Didier Hillaire

A World Sailing anunciou esta semana que as classes Laser/Radial, 49er/49erFX e Nacra 17 estão garantidas no programa olímpico para os Jogos de Paris 2024. As outras cinco classes que fazem parte do programa hoje (470 M/W, Finn e RSX M/W) já não têm tanta certeza.

A decisão foi tomada pelo conselho da WS por 21 votos a favor e 17 contra, baseada em duas iniciativas. O COI irá analisar os eventos e não apenas o esporte e a WS já avisou que vai trabalhar pela igualdade na participação de homens e mulheres e que, para isso, mudanças deverão ser feitas.

Os próximos passos serão definir o que terá que ser revisado, decidir quais os eventos que serão disputados e quais equipamentos serão usados em cada evento.

Jorge Zarif é campeão brasileiro de Finn

O Iate Clube do Rio de Janeiro recebeu entre os dias 15 e 18 deste mês o Brasileiro da classe Finn. O evento contou com 25 velejadores e teve oito regatas disputadas. Jorge Zarif, representante brasileiro nas Olimpíadas do Rio de Janeiro e em Londres, levou a medalha de ouro com seis vitórias. André Mirsky, que homenageou a filha recém nascida com o nome do barco, ficou com a prata, enquanto João Pedro de Oliveira, campeão brasileiro de Laser, ficou com o bronze.

Confira os resultados

fotos: Fred Hoffmann