World Sailing confirma barco offshore misto para Paris 2024

18839786_10155562322530757_7642181670893026497_o

A reunião anual da World Sailing que terminou neste final de semana definiu mudanças importantes nas classes que disputarão os Jogos Olímpicos de Paris 2024. A maior delas é a saída do Finn e entrada de uma classe mista de barcos offshore. Este barco deverá ter entre 4 e 6 metros e deverá ser capaz de velejar em condições que variem de 4 a 40 nós de vento. Além do barco offshore, também foi confirmada a entrada do Kite Foil.

O programa olímpico de Paris 2024 será o seguinte:

Men’s Windsurfer – RS:X*

Women’s Windsurfer – RS:X*

Men’s One Person Dinghy – Laser*

Women’s One Person Dinghy – Laser Radial*

Mixed Kite – A ser confirmado

Mixed Two Person Dinghy – A ser confirmado

Women’s Skiff – 49erFX

Men’s Skiff – 49er

Mixed Two Person Multihull – Nacra 17

Mixed Two Person Keelboat Offshore – A ser confirmado

*sujeito a nova avaliação de equipamento.

Foto: Pedro Martinez / Sailing Energy

 

Precisamos de tantas mudanças na vela? Texto de Ricardo Lobato

A Federação Internacional de Vela está reunida para definir o futuro da vela olímpica mundial e algumas mudanças estão sendo propostas. A pergunta é: será que precisamos de tantas mudanças? O velejador e juiz de regatas Ricardo Lobato fez uma análise muito boa (em inglês. Matéria original aqui).

By Ricardo Lobato: Former Brazilian Sailing MNA Executive Secretary and former Snipe Class Commodore.

Many years have passed since I learned how to sail. But, I still remember two sailing lessons. Our first class was at the Iate Clube do Rio de Janeiro swimming pool. We learned how to right the boat and how to bail water out. In fact, Bibi Juetz, our instructor, wanted to make sure we were able to swim with our sailing gear on, before sending us to the Guanabara Bay. I also remember the last sailing class of this year. It was about racing. We learned that a regatta had seven races and one discard. The course was known as “Olympic Course” and we sailed all wind angles (three up wind legs, two reaches and one downwind). We also had a sticker showing all flags we needed to know. That was all the information I needed for the next 20 years and we had great races. Continuar lendo “Precisamos de tantas mudanças na vela? Texto de Ricardo Lobato”

Martine Grael e Kahena Kunze fecham a temporada no Japão com mais um ouro

unnamed (36)

Depois da medalha de ouro no evento teste em Enoshima, raia olímpica dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram mais um ouro na temporada asiática. A dupla disputou a Olympic Week e subiu ao lugar mais alto do pódio, acompanhadas das suecas Klara Wester e Rebecca Netzler, medalha de prata, e da dupla britânica Sophie Weguelin e Sophie Ainsworth, medalha de bronze.

“A competição foi um pouco dura pela falta de vento e poucas regatas no total, mas deu para conhecer bem a raia olímpica e saber o que esperar daqui”, comentou Martine Grael.

As regatas aconteceram no fim de semana e terminaram nesta segunda-feira. A dupla retoma os treinos no Brasil em outubro. De acordo com o calendário programado, até o final do ano Martine e Kahena disputam regatas aqui no país.

Da assessoria

Grael/Kunze disputam últimas regatas na raia olímpica de 2020

Martine Grael e Kahena Kunze_Crédito Divulgação CBVela

Uma semana depois da conquista da medalha de ouro no evento-teste para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze voltam para águas de Enoshima para disputar a Olympic Week. A competição será o último contato da dupla com a raia olímpica neste ano.

“A gente quer sugar todas as informações possíveis da raia, nos familiarizarmos com ela, e aproveitar os últimos dias aqui no Japão. Queremos aproveitar ao máximo o nosso tempo na água e nos divertir velejando, como sempre fazemos”, declarou Kahena Kunze.

O evento começa nesta sexta-feira, dia 21, mas as regatas acontecem a partir de sábado, 22/09. Serão três dias de competição, que termina no dia 24, segunda-feira. A dupla retoma os treinos no Brasil em outubro. De acordo com o calendário programado, até o final do ano Martine e Kahena disputam regatas aqui no país.

Mais informações:

https://www.jeow.org/

Da assessoria

Zarif termina evento-teste para Tóquio 2020 em quarto lugar

Japan World Cup Series

A Equipe Brasileira de Vela encerrou neste domingo, dia 16, sua participação no primeiro evento-teste para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, na raia de Enoshima, no Japão. No último dia de competição, a expectativa era pela regata da medalha da classe Finn, com Jorge Zarif em busca de mais um pódio. Mas a prova foi cancelada pelas más condições do clima e o velejador brasileiro terminou em quarto lugar, com 43 pontos perdidos.

O evento-teste em Enoshima também foi válido como primeira etapa da temporada 2018/2019 da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela), e o Brasil conquistou uma medalha de ouro na última sexta-feira, com Martine Grael e Kahena Kunze na classe 49er FX. Continuar lendo “Zarif termina evento-teste para Tóquio 2020 em quarto lugar”

Em Enoshima, Martine e Kahena garantem o primeiro ouro para o Brasil

unnamed (35)

O Brasil já tem um ouro garantido antes mesmo do fim do primeiro evento-teste da vela para Tóquio 2020. Dominantes durante toda a semana, Martine Grael e Kahena Kunze entram na regata da medalha da madrugada deste sábado para domingo, às 3h15 (de Brasília), com a primeira posição garantida na classe 49er FX, com 11 pontos perdidos. A disputa na raia de Enoshima, no Japão, é a mais importante competição de 2018 no caminho rumo aos Jogos Olímpicos. Nesta sexta-feira, o mau tempo cancelou as regatas, o que confirmou que as brasileiras não podem mais ser alcançadas pelas rivais.

“A gente nunca venceu um campeonato por antecipação, é o primeiro. Para a gente é bem importante saber que consegue velejar bem na raia olímpica. Fizemos uma preparação boa para cá”, afirmou Martine Grael.

“Estou muito feliz. A gente teve uma semana muito produtiva, velejou com a cabeça. Apesar do tempo que ficamos sem velejar juntas, estamos muito sincronizadas e conseguimos fazer um belo campeonato”, disse Kahena. Continuar lendo “Em Enoshima, Martine e Kahena garantem o primeiro ouro para o Brasil”

No Japão Brasileiros seguem no Top 10 no Evento Teste da Olimpíada

unnamed (34)

O terceiro dia de competições do evento-teste de Vela para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 apresentou um novo desafio para os velejadores. Depois de dois dias muito constante, o vento não apareceu por lá nesta quinta-feira, 13/09. A classe 49erFX completou apenas uma regata, que Martine Grael e Kahena Kunze venceram. A dupla abriu 26 pontos na liderança para as britânicas Charlotte Dobson e Saskia Tidey, que estão em segundo lugar com 11 pontos. Jorge Zarif, na Finn, caiu para a terceira colocação, mas segue na briga pelo título. Patrícia Freitas, na RS:X, aparece em 12º.

A disputa da classe 49erFX conta com 24 barcos e esta sexta-feira, 14/09, será o último dia e regatas classificatórias para a medal race, que acontece no sábado. O evento reúne 450 velejadores de 45 países e é o primeiro contato dos atletas com a região e uma ótima oportunidade para conhecer o local há pouco menos de dois anos para os Jogos Olímpicos.

Mais informações: https://wcs-enoshima.org/

Clique aqui para resultados

Martine Grael e Kahena Kunze disparam na liderança do evento-teste no Japão

unnamed (33)

Seis regatas, três vitórias e a liderança absoluta do evento-teste de Vela para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze está fazendo uma excelente participação na competição, que também é válida como uma das etapas da Copa do Mundo de Vela. Nesta quarta-feira, 12/09, as campeãs olímpicas venceram duas das três regatas do dia e descartaram um 13º lugar, somando 10 pontos. Também estão representando o Brasil no evento Jorge Zarif, da classe Finn, que venceu uma regata nesta quarta-feira e ocupa a segunda colocação, empatado com o primeiro, e Patricia Freitas, na RS:X, que ocupa a oitava colocação.

“É bom ter a Martine e a Kahena de volta, acho que isso só eleva o padrão das regatas”, comentou Alex Maloney, medalha de prata na Rio 2016. “Eles estão navegando bem e é ótimo tê-los na corrida novamente”.

Vale lembrar que essa é a segunda competição da dupla brasileira em 14 meses, uma vez que Martine Grael disputou a Volvo Ocean Race na última temporada. Para esta quinta-feira, 13/09, estão previstas mais três regatas. A disputa da classe 49erFX conta com 24 barcos e a medal race acontece para sábado, 15/09.

Também estão representando o Brasil no evento Jorge Zarif, da classe Finn, que venceu uma regata nesta quarta-feira e ocupa a segunda colocação, empatado com o primeiro, e Patricia Freitas,

Mais informações: https://wcs-enoshima.org/

Clique aqui para resultados

Grael/Kunze estreiam com vitória e lideram evento-teste em Enoshima

unnamed (32)

Na madrugada desta terça-feira (11/09) a dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze estreou no evento-teste de Vela para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 com vitória. Nas três regatas disputadas as campeãs olímpicas garantiram o primeiro, o segundo e o quinto lugar, resultado descartado até o momento. A dupla está apenas um ponto na frente das neozelandesas Alex Maloney e Molly Meech e das dinamarquesas Ida Marie Baad Nielsen Marie Thusgaard Olsen, empatadas com 4 pontos.

A dupla da Nova Zelândia já é adversária conhecida de Martine e Kahena. Elas brigaram pelo ouro na Rio 2016 com um diferença de apenas 2 segundos. E se o primeiro dia de regatas em Enoshima valesse o pódio de Tóquio 2020 essa margem seria ainda menor. A disputa ao longo dessa semana promete grandes emoções. A competição também é válida como a primeira etapa da temporada 2018/2019 da Copa do Mundo de Vela. Para essa madrugada estão previstas mais três regatas para a classe 49erFX.

O evento reúne 450 velejadores de 45 países e é o primeiro contato dos atletas com a região e uma ótima oportunidade para conhecer o local há pouco menos de dois anos para os Jogos Olímpicos. A disputa da classe 49erFX conta com 24 barcos e a medal race está prevista para sábado, 15/09.

Mais informações: https://wcs-enoshima.org/

Clique aqui para resultados

Da assessoria

Equipe Brasileira disputa primeiro evento-teste para os Jogos de Tóquio 2020

Martine Grael e Kahena Kunze_Crédito Divulgação CBVela

A Equipe Brasileira de Vela estreia na próxima terça-feira, dia 11, no primeiro evento-teste para Tóquio 2020, a mais importante competição de 2018 no caminho rumo aos Jogos Olímpicos. Os velejadores Jorge Zarif (classe Finn), Patrícia Freitas (RS:X feminina), Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX) representarão o país no campeonato, que é válido também como primeira etapa da temporada 2018/2019 da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). As regatas serão na raia de Enoshima e, por causa do fuso em relação ao Japão, serão disputadas na madrugada de segunda para terça-feira no horário de Brasília, a partir de 23h.

“A expectativa é boa. A gente chegou com antecedência para conhecer o lugar e ir se adaptando ao fuso, à temperatura, à cultura japonesa. Esse evento serve para testar o hotel, a estrutura, e também conhecer as condições de Enoshima, que é um local quente e úmido nessa época. Tudo para a gente chegar bem preparado a Tóquio 2020”, afirma Kahena Kunze, campeã olímpica da 49erFX ao lado de Martine Grael. Continuar lendo “Equipe Brasileira disputa primeiro evento-teste para os Jogos de Tóquio 2020”