Gustavo Nascimento é campeão do Sudeste de Laser

O velejador Gustavo Nascimento, do Iate Clube do Rio de Janeiro, sagrou-se campeão do 38º Campeonato Sudeste Brasileiro de Laser 2019, após vencer cinco das seis regatas realizadas entre os dias 20 e 22 de junho, na Baia de Santos.

No total, o evento reuniu mais de 30 velejadores de Brasília, Maceió, Vitória, Rio, São Paulo, São Sebastião, Praia Grande, São Vicente e Santos. A competição acirrada garantiu vaga para a 1ª Seletiva do Campeonato Mundial da Classe Laser, que ocorrerá em 2020, nas categorias Standard e Radial masculino e feminino.

Organizado pelo Clube Internacional de Regatas e pela Flotilha 013- Laser Santos, o campeonato contou com apoio da CA Pier Boat Volvo Penta, Veleiro Manu, Escola de Vela Oceânica Cusco Baldoso e Kiart.

“O Campeonato foi fantástico, muito bem organizado e bem disputado com condições de vento, maré e correnteza diferentes”, afirmou o velejador Eduardo Guimarães, que representou Maceió.

A equipe de São Sebastião também ficou satisfeita com os resultados: “Foi um evento extremamente técnico, disputado e organizado. Os atletas tiveram a oportunidade de velejar com vagalhões no primeiro dia, com mar médio. No segundo e no terceiro, fechamos com chave de ouro aproveitando a natureza, que proporcionou excelente condição de regata”, disse o técnico Rafael Mendes.

Durante os três dias de Campeonato, foram realizadas duas regatas por dia. “O primeiro teve ventos do quadrante sudoeste, o mar estava bem agitado e as regatas foram muito técnicas. No segundo, o vento rondou para o quadrante leste com boas rajadas, as duas regatas do dia foram realizadas próximas a orla da praia de Santos e exigiu bastante concentração dos velejadores”, explicou o velejador do Inter Leonardo Patané.

Ele ainda ressaltou que nas duas últimas regatas, o vento veio do quadrante sudeste, com bastante intensidade e condições perfeitas, além do dia estar lindo, com muito sol e vento.

As cerimônias de abertura, premiação e encerramento do Campeonato aconteceram na Sede Náutica do Inter, que fica na Praia Nossa Senhora dos Navegantes, no Guarujá, mais conhecida como Pouca Farinha. Confira toso os resultados:

Classe Laser Standard
Categoria Geral: 1º Gustavo Nascimento- ICRJ do Rio de Janeiro/RJ; 2º Lucas Bueno- YCP de São Paulo/SP; 3º Ian McKee- ICB/CAER de Brasília/DF

Categoria pré master: 1º Felipe Pereira Meira- ICB de Brasília/DF; 2º Johann Fenselau de Felippes- ICB de Brasília/DF; 3º Leonardo Patané- CIR de Santos/SP.

Categoria Master: 1º Ian McKee- ICB/CAER de Brasília/DF; 2º Walter Alemani- CIR de Santos/SP; 3º Rogério Miranda de Carvalho- CIR de Santos/SP.

Categoria Grand Master: 1º Ricardo Scheible- YCP de São Paulo/SP; 2º Gustavo Guimarães- ICP de Maceió/AL; 3º Fernando Hackerott- YCP de São Paulo/SP.

Categoria Jumbo Master: 1º Fernando Boani- ICB de Brasília/DF

Classe Laser Radial
Categoria Geral: 1º Lars Kunath- YCSA de São Paulo/SP; 2º Mathias Marie Reimer- YCSA de São Paulo/SP; 3º Felipe Fonseca- YCSA de São Paulo/SP

Categoria Sub 17: 1º Lars Kunath- YCSA de São Paulo/SP; 2º Mathias Marie Reimer- YCSA de São Paulo/SP

Categoria Sub 19: 1º Felipe Fonseca- YCSA de São Paulo/SP; 2º Guilherme Faria Marciani- EVSS de São Sebastião/SP; 3º Leonardo Vinicius da Silva- EVSS de São Sebastião/SP

Categoria pré Master Feminino: 1ª Queila Maria de Jesus

Categoria Grand Master Feminino: 1ª Patrícia Gatti

Classe Laser 4.7
Categoria Geral: 1ª Julliétty Angioletti Tesch- CNRAC de Vitória/ES; 2ª Júlia Vilas Boas de Azevedo Sampaio- ICB/CBC de Brasília/DF; 3ª Mariana Groba- NSPPG de Praia Grande/SP

Categoria Sub 16: 1ª Júlia Vilas Boas de Azevedo Sampaio- ICB/CBC de Brasília/DF

Fonte: CIR

Bruno Prada conquista seu quinto título mundial da classe Star

Terminou neste final de semana em Porto Cervo, na Itália, o Mundial da classe Star. Com 63 duplas inscritas, mais uma vez o Brasil fez bonito, subindo nos dois lugares mais altos do pódio. Bruno Prada, que velejou na proa de Mateusz Kusznierewicz, conquistou seu quinto título mundial, e Henry Boening, o Maguila, ficou com a prata na proa de Augie Diaz. Arthur Lopes, na proa de Paul Cayard terminou o evento na 6ª colocação, enquanto Pedro Trouche, na proa de Haico de Boer, ficou com a 15ª posição. Marcelo Bellotti e Guilherme Almeida, foram a melhor dupla 100% brasileira, na 26ª posição, enquanto Admar Gonzaga e Alexandre Freitas ficaram em 47º.  

Resultado final

Guarapiranga recebe Brasileiro de HPE25 e Semana de Vela de São Paulo

O feriado de Corpus Christi foi agitado na capital paulista. Isto por que a Represa de Guarapiranga recebeu a Semana de Vela de são Paulo e o Brasileiro de HPE25. As três raias foram utilizadas por barcos das classes Optimist, Snipe, Laser, Prancha, Hobie Cat, Star, 29er e 420 e pelos rápidos monotipos de 25 pés, que reuniram uma flotilha de 23 barcos. Os dois eventos começaram na quinta-feira, mas no sábado o vento não deu as caras, deixando a disputa acirrada no domingo.

Os resultados dos dois eventos podem ser vistos no app Apvela ou nos links abaixo

SVSP:
HC, Snipe, Star, Laser
29er, 420, Raceboard

Brasileiro de HPE25

Scheidt embarca para o japão em busca de vaga olímpica

Robert Scheidt embarca nesta segunda-feira (24) para o Sakaiminato, no Japão, onde fará um período de aclimatação antes da estreia no Campeonato Mundial da Classe Laser, dia 3 de julho (as regatas começam no dia seguinte). O bicampeão olímpico vai em busca da classificação para representar o Brasil nos Jogos do Tóquio, em 2020. Para atingir seu objetivo, precisa ficar no top 18 da competição de altíssimo nível e que reunirá 160 barcos.

“É uma viagem longa, dura e com muito fuso. Por isso, vou chegar uma semana antes para fazer uma boa aclimatação. Afinal, sempre é um desafio saber dosar o quanto treinar antes para chegar bem preparado e não muito cansado. Além disso, fazer um bom reconhecimento da raia é importante”, explica o maior medalhista olímpico do Brasil, com cinco pódios.

Scheidt chega para o Mundial embalado pelo título europeu da classe Star. “Apesar de ser outra categoria, é sempre bom voltar a vencer uma competição grande e de alto nível. Isso motiva bastante para essa reta final de preparação para o Mundial. Foi uma emoção grande”, conta Robert, que formou dupla com Henry Boenning, o Maguila, no campeonato disputado no Lago Di Garda, na Itália, onde mora com a família e de onde embarca diretamente para o Japão.

Continuar lendo “Scheidt embarca para o japão em busca de vaga olímpica”