Ouro, prata e bronze para o Brasil na Copa do Mundo de Vela

O ano que antecede o dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começou muito bem para a vela brasileira. Neste sábado, dia 2, o país subiu duas vezes no pódio da etapa de Miami da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram mais um ouro na classe 49er FX, com um grande desempenho na regata decisiva. E Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino ganharam uma prata inédita, a primeira medalha do Brasil na história da classe Nacra 17.

A Copa do Mundo de Miami é a primeira grande competição de classes olímpicas de 2019. Nas regatas da medalha deste sábado, o dia começou com a disputa da 49erFX. Para chegar ao ouro, Martine Grael e Kahena Kunze precisavam tirar uma diferença de 12 pontos em relação às neozelandesas Alexandra Maloney e Molly Meech. E conseguiram, de forma brilhante. Com o vento fraco, as brasileiras não arriscaram na largada e velejaram quase sempre pelo lado esquerdo da raia. Terminaram em segundo lugar na prova, somando 58 pontos perdidos no geral. As neozelandesas ficaram em nono lugar (60 p.p.).

“Nosso objetivo era ter uma largada limpa e tivemos sucesso nessa saída”, disse Martine.

“Foi difícil decidir para que lado da raia ir, mas fizemos uma boa regata”, acrescentou Kahena.

Na Nacra 17, Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino subiram pela primeira vez no pódio de uma etapa da Copa do Mundo. A dupla velejou com consistência na regata da medalha, acabando em terceiro lugar e somando 58 pontos perdidos na classificação geral. Os brasileiros ficaram à frente dos campeões olímpicos Santiago Lange e Cecilia Carranza Saroli, da Argentina, que levaram o bronze (72 p.p.).  Prata nos Jogos Rio 2016, os australianos Jason Waterhouse e Lisa Darmanin dominaram a prova decisiva e conquistaram o ouro (50 p.p.).

Na 470 feminina, após uma semana consistente no top 10 da classificação, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan entraram na regata da medalha deste domingo na quarta colocação no geral. Velejando em ventos fracos, as brasileiras se mantiveram o tempo todo no pelotão da frente. Na descida do último popa, consolidaram a segunda posição na prova, suficiente para garantir um lugar no pódio, com 64 pontos perdidos, um ponto à frente da atual campeã olímpica, a britânica Hannah Mills, que ficou em quarto ao lado de Eilidh McIntyre.

A próxima competição de classes olímpicas do calendário é o Troféu Princesa Sofia, a partir de 29 de março, em Palma, na Espanha.

RESULTADOS COMPLETOS DO BRASIL NA COPA DO MUNDO DE MIAMI:

49er FX

1 – Martine Grael e Kahena Kunze (BRA), 58 pontos perdidos

2 – Alexandra Maloney/ Molly Meech (NZL), 60 p.p.

3 – Chalotte Dobson/ Saskia Tiden (GBR), 63 p.p.

Nacra 17

1 – Jason Waterhouse/ Lisa Darmanin (AUS), 50 p.p.

2 – Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino (BRA), 58 p.p.

3 – Santiago Lange/ Cecilia Carranza Saroli (ARG), 72 p.p.

470 feminina

1 – Frederika Loewe/ Anna Markfort (ALE), 60 p.p.

2 – Fabienne Oster/ Anastasiya Winkel (ALE), 62 p.p.

3 – Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (BRA), 64 p.p.

Finn

13 – Jorge Zarif, 76 p.p.

Laser Radial

21 – Gabriela Kidd, 215 p.p.

49er

23 – Marco Grael/ Gabriel Borges, 174 p.p.

RS:X feminina

29 – Bruna Martinelli, 169 p.p.

Laser

56 – João Pedro Souto de Oliveira, 170 p.p.

Mais informações sobre a etapa de Miami da Copa do Mundo:
http://miami.ussailing.org/

Resultados completos: http://sailing.org/worldcup/results/index.php

Da assessoria / foto: Sailing Energy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s