Robert Scheidt decide até fevereiro se inicia mais um ciclo olímpico na Laser

Robert Scheidt encerrou a temporada 2018 no lugar onde se habituou a frequentar ao longo da carreira, o pódio. Após o vice-campeonato da Star Sailors League Finals, em Nassau, nas Bahamas, o bicampeão olímpico faz um balanço positivo do ano e começa a pensar nos desafios para 2019. A principal decisão será sobre iniciar ou não um novo ciclo para lutar por uma vaga na equipe do Brasil na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

Continuar lendo “Robert Scheidt decide até fevereiro se inicia mais um ciclo olímpico na Laser”

Com Zarif e Trouche, Brasil é campeão da Star Sailors League Finals nas Bahamas

Três vitórias seguidas no mesmo dia levaram Jorge Zarif e Pedro Trouche ao inédito título da Star Sailors League Finals neste sábado, na sexta edição do campeonato disputado anualmente nas Bahamas. Foi a primeira vez que o campeão venceu quartas de final, semifinal e final. Com mais uma vitória na fase de classificação, a dupla levanta a taça e o prêmio de 40 mil dólares com quatro triunfos em 14 regatas entre as 25 duplas repletas de medalhistas olímpicos e campeões mundiais.

O primeiro título brasileiro em Nassau veio em 2013, com Robert Scheidt e Bruno Prada na edição de estreia da SSL Finals. Neste ano, ao lado de Henry Boenig, Scheidt repetiu a medalha de prata de 2017, após o bronze com o mesmo proeiro em 2016. Foi a primeira dobradinha de um país na SSL Finals. Em um ano vitorioso, Zarif conquistou duas etapas da Copa do Mundo na Classe Finn na França e o título mundial de Star em outubro com Guilherme de Almeida em Oxford (EUA), tornando-se apenas o quarto velejador da história a vencer os mundiais de Star e Finn (2013).

Continuar lendo “Com Zarif e Trouche, Brasil é campeão da Star Sailors League Finals nas Bahamas”

Recorde histórico marca os 50 anos de Regata Volta à Ilha

Nem os mais otimistas velejadores poderiam prever o que o sábado (8) reservava para as tripulações que participaram da histórica 50ª edição da Regata Volta à Ilha. Comemorando meio século de muitas emoções, a principal disputa de vela oceânica do estado foi premiada com um dia perfeito de velejo e após 7h43m46s, o Itajaí Sailing Team quebrou o recorde da competição, que pertencia ao Mano Champ´s – 8h43m01s – desde 2011. Com vento sul de 12-15 nós, a última etapa da Copa Veleiros de Oceano teve um altíssimo nível técnico com mais três tripulações superando a barreira das nove horas.

Durante todo percurso as condições de vento foram perfeitas e propícias para a quebra de recorde. Já no início Itajaí Sailing Team, Catuana Kim, Zeus Team, Katana/Portobello, Kiron 4 e Corta Vento aproveitaram as boas rajadas na Baía para velejar com velocidade até o extremo sul da ilha. Com as condições mantendo pressão, os veleiros levantaram balão e navegaram em linha reta por todo leste da ilha até a chegada ao norte. Ao passar pelo través de Jurerê, a equipe itajaiense já abria boa diferença e ao que tudo indicava a quebra de recorde era mera questão de tempo. Ao aparecer na Baía Norte, o IST acertou os últimos pontos até cruzar a linha entre a Comissão de Regatas e bóia, nas proximidades de Forte Sant´Anna, com a Ponte Hercílio Luz de fundo.

Continuar lendo “Recorde histórico marca os 50 anos de Regata Volta à Ilha”

Final da SSL começa com vitórias brasileiras

O adiamento das regatas na véspera por falta de vento foi compensado nesta quarta-feira (05) com rajadas de 25 nós, tempestade e adrenalina na Baía de Montagu. A esquadra brasileira soube lidar com as condições meteorológicas de Nassau, nas Bahamas. As duplas Scheidt/Boening e Lars/Samuca venceram as duas primeiras provas da Star Sailors League Finals com vento de oeste a noroeste com cerca de 12 nós (20 km/h).

Na segunda metade da quarta e última regata do dia, a situação se tornou extrema. As rajadas chegaram a 25 nós e uma tempestade momentânea contemplou a vitória de Bruno Prada ao lado do norte-americano Augie Diaz. A raia virou um campo de batalha e uma das vítimas foi o neozelandês Hamish Pepper, que teve o mastro de seu barco quebrado.  

Continuar lendo “Final da SSL começa com vitórias brasileiras”

Falta de vento adia início da Final da Star Sailors League

A expectativa de 50 velejadores de 19 países será mantida pelo menos por mais um dia. A falta de vento impediu que a Comissão de Regatas (CR) realizasse as duas provas previstas para esta terça-feira em Nassau. Além da intensidade fraca, não ultrapassando 4 nós (7 km/h), os ventos estavam muito rondados, ou seja, sem direção definida. Nesta quarta (05), as regatas começam às 11h local (14h em Brasília) com transmissão ao vivo em starsailors.com.

O programa da fase de classificação, em que as 25 duplas velejam juntas, prevê 11 regatas, que agora terão de ser distribuídas em apenas três dias, em vez de quatro. A intenção da CR, se o vento permitir, é de organizar quatro provas quarta e quinta-feira, mais três na sexta, quando serão definidas as dez duplas classificadas para as eliminatórias no sábado, com quartas de final, semifinal e final no mesmo dia.  

Continuar lendo “Falta de vento adia início da Final da Star Sailors League”

Regata Volta à Ilha completa 50 edições neste sábado

Encerrando o calendário náutico do Iate Clube de Santa Catarina, acontece neste sábado (8) a Regata Volta à Ilha, com largada na Sede Central, às 10h. Principal competição de vela oceânica do estado, a edição deste ano marca uma data especial na história do evento, já que essa será a 50ª vez que a regata, realizada desde 1969 pelo Veleiros da Ilha, acontece.

Com percurso de 75 milhas náuticas, aproximadamente 120 quilômetros, a Regata Volta à Ilha conta com disputas emocionantes todos os anos. Com largada em direção ao Sul da Ilha a regata termina nas proximidades do Forte de Sant´Ana, próximo à Ponte Hercílio Luz, com as tripulações sendo recebidas pelo público que acompanha a chegada na Avenida Beira-Mar Norte. A Volta à Ilha é aberta às classes, ORC, IRC, C30, RGS A, RGS B, RGS Cruzeiro, Bico de Proa e Multicascos e vale ainda como última etapa da Copa Veleiros de Oceano.

O recorde da competição pertence ao Mano Champ´s, com a marca de 8h43m01s, estabelecida em 2011. Assim como em todos os anos, a expectativa é que algum barco consiga superar a marca que já dura sete edições. Antes do Mano Champ´s quebrar a barreira das nove horas, o recorde pertencia ao Catuana Kim,  que em 2005 estabeleceu 9h13. Atual Fita Azul, o Itajaí Sailing Team marcou 9h21 no ano passado, terceiro melhor tempo da história.

Em 2014 e 2015 a vitória ficou com o Katana, enquanto em 2016 deu Zeus Team, ambos da Classe C30. Com tantas embarcações de alto nível fica difícil prever um favorito para a edição de 2018.

18ª Regata Ilha do Largo: Paralelo à Regata Volta à Ilha de Santa Catarina ocorre a 18ª Regata Ilha do Largo, destinada aos barcos de menor porte, como HPE-25, Bico de Proa B e Carmelitas e tem largada no mesmo local e horário, mas com um percurso mais curto. Os veleiros contornam a Ilha do Largo, próximo ao Ribeirão da Ilha, sentido norte, passando entre os vãos centrais das pontes Colombo Salles, Pedro Ivo Campos e Hercílio Luz. Depois, um contorno será feito na Ilha de Ratones Pequeno, próximo a Ponta de Sambaqui, encerrando a regata em frente ao Forte de Sant´Ana.

Reunião de Comandantes:Nesta quarta-feira (5), acontece a Reunião de Comandantes, a partir das 19h30, na Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina. Na ocasião, a organização se reúne com os participantes da regata para tirar as dúvidas e passar as instruções de regata aos velejadores.

Café da manhã:A partir das 7h30 deste sábado, será oferecido um café da manhã para os velejadores, assim como a Tradicional Canja de Galinha, entre as 20h de sábado e 8h de domingo.

É importante também ressaltar o convite aos associados para que aguardem a chegada do Fita Azul na Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina, bem como a entrega do Troféu Transitório Professor Martins. A premiação da Regata Volta a Ilha acontece na quarta-feira, 12, a partir das 20h, no salão social do ICSC.

Da assessoria
Continuar lendo “Regata Volta à Ilha completa 50 edições neste sábado”

Organização divulga a IR da regata Preben Schmidt

No dia 15 de dezembro o Rio Yacht Club vai promover mais umaedição da tradicional Regata Preben Schmidt, que junto com a Regata Neptunos, encerra o calendário da vela carioca. Para a Preben estão convidados os barcos das classes Clássicos, Antigos, Bico de Proa, Monotipos Clássicos de Madeira,BRA-RGS, IRC e ORC. As inscrições poderão ser feitas na secretaria do RYC, por WhatsApp (21) 99362-0564, ou por e-mail ryc@oi.com.br com depósito na conta indicada na Instrução de Regata até dia 12/12/18 por R$50,00 por tripulante. Para inscrições com data no comprovante de depósito após 12/12, a taxa de inscrição deverá ser de R$70,00 por tripulante. A inscrição será confirmada após o envio de comprovante de depósito ou pagamento. Cada tripulante terá direito a camisa e pulseira do evento para participação na feijoada no clube após a regata.

Final da Star Sailors League começa nesta terça em Nassau

As águas azuis e transparentes da Baía de Montagu irão se transformar em passarela para o desfile de talentos dos melhores velejadores do mundo a partir desta terça-feira (04). No currículo das 25 duplas da Star Sailors League Finals, estão 21 medalhas olímpicas, além de vários títulos mundiais. Com cinco pódios em olimpíadas, Robert Scheidt, vencedor da primeira edição em 2013 e atual vice-campeão, é uma das estrelas de 2018.  

Destaque para o também bicampeão olímpico Iain Percy, que compete pela primeira vez na Classe Star, após a perda trágica do amigo e proeiro de longa data, Andrew Simpson, em um treino para a Amerca’s Cup em 2013. O último campeão olímpico de Star, nos Jogos de 2012, o sueco Fred Lööf, dono de três medalhas, é mais um consagrado velejador em Nassau.

Embora nunca tenha conquistado uma medalha olímpica, o norte-americano Mark Mendelblatt retorna à Baía de Montagu como o competidor de maior sucesso da SSL Finals, com duas medalhas de ouro e duas de bronze, sempre ao lado de Brian Fatih, o parceiro dos Jogos de Londres. O polonês Mateusz Kusznierewickz, com duas medalhas olímpicas na Classe Finn, velejará com Dominik Zycki.

Continuar lendo “Final da Star Sailors League começa nesta terça em Nassau”