Com Pan no horizonte, Fórmula Kite tem primeiro dia de regatas na Copa Brasil

Nico Laudaner©2018_Gabriel_Heusi.jpg

O céu de Florianópolis esteve mais colorido nesta quinta-feira (22). As primeiras regatas do kitesurfe marcaram o dia de competição na Copa Brasil de Vela 2018, na sede Oceânica Jurerê do Iate Clube de Santa Catarina. E os riders entraram na água com um objetivo a mais: a disputa é válida também como Campeonato Sul-Americano e este ano vai definir o representante do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, na estreia da classe no evento continental.

O cenário da Fórmula Kite é de evolução. Além do Pan, a classe foi incluída pela World Sailing (Federação Internacional de Vela) no programa dos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

“O kitesurfe está tendo uma visibilidade grande nos últimos anos. E o Pan é um evento muito grandioso, só fica atrás dos Jogos Olímpicos. É um sonho ter o kite nesse patamar”, afirmou Bruno Lobo, campeão do Circuito Brasileiro da classe este ano.

Com ventos de 8 a 12 nós, menos intensos em relação aos dias anteriores, o americano Nico Landauer saiu na frente com quatro pontos perdidos (1+2+1). Bruno Lobo aparece em segundo lugar, com 6 p.p. (2+1+3), logo à frente do mexicano Xantos Villegas (12 p.p.). Ao todo, 25 riders participam da competição.

“Para nós, ter o Kite no Pan-Americano e nos Jogos Olímpicos é muito gratificante e coloca nosso esporte em outro nível. Agora é preciso seguir treinando bastante para chegar ao mais alto nível possível e sonhar com uma medalha nas Olimpíadas”, disse Maria do Socorro Reis, a Socorrinho, representante feminina do Brasil na competição.

Na Fórmula Kite, a disputa é em formato de regata, com os velejadores competindo numa prancha com foil, que praticamente voa sobre a água.

“O esporte está evoluindo muito a cada ano que passa, O desenvolvimento dos equipamentos é muito grande, e dos atletas também. Isso faz com que o velejo tenha mais adrenalina e seja cada vez melhor”, afirmou Bruno Lobo.

FAVORITOS NO TOPO NA FINN E 470

Enquanto a Fórmula Kite desponta como novidade no cenário da vela, em classes tradicionais os favoritos se mantêm firme no topo. Na 470, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan lideram a classificação geral com 11 pontos perdidos. Na Finn, Jorge Zarif também está consolidado na liderança, com 7 pontos perdidos.

Resultados completos: http://copabrasildevela.cbvela.org.br/

A Copa Brasil é organizada pela Confederação Brasileira de Vela, com patrocínio oficial do Bradesco desde a primeira edição, e conta ainda com a parceria da Federação de Iatismo de Santa Catarina e do Iate Clube de Santa Catarina.

O campeonato tem regatas nas seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, Nacra 17 Foil (Misto), Snipe (Misto), Lightning (Misto), Formula Kitesurf (Open). A disputa vai até o dia 24 de novembro.

Assim como nos últimos anos, paralelamente à Copa Brasil de Vela acontece a Copa Brasil de Vela Jovem, que estará aberta às seguintes classes: RS:X (Masc. e Fem.), Laser Radial (Masc. e Fem.), 420 (Masc. e Fem.), 29er (Masc. e Fem.) e Nacra 15 (Misto). O objetivo é oferecer aos velejadores que estão em fase de iniciação e aperfeiçoamento no esporte a oportunidade de ter um contato próximo com os atletas que estão em campanha pan-americana e olímpica.

Da assessoria / foto: Gabriel Heusi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s