Precisamos de tantas mudanças na vela? Texto de Ricardo Lobato

A Federação Internacional de Vela está reunida para definir o futuro da vela olímpica mundial e algumas mudanças estão sendo propostas. A pergunta é: será que precisamos de tantas mudanças? O velejador e juiz de regatas Ricardo Lobato fez uma análise muito boa (em inglês. Matéria original aqui).

By Ricardo Lobato: Former Brazilian Sailing MNA Executive Secretary and former Snipe Class Commodore.

Many years have passed since I learned how to sail. But, I still remember two sailing lessons. Our first class was at the Iate Clube do Rio de Janeiro swimming pool. We learned how to right the boat and how to bail water out. In fact, Bibi Juetz, our instructor, wanted to make sure we were able to swim with our sailing gear on, before sending us to the Guanabara Bay. I also remember the last sailing class of this year. It was about racing. We learned that a regatta had seven races and one discard. The course was known as “Olympic Course” and we sailed all wind angles (three up wind legs, two reaches and one downwind). We also had a sticker showing all flags we needed to know. That was all the information I needed for the next 20 years and we had great races. Continuar lendo “Precisamos de tantas mudanças na vela? Texto de Ricardo Lobato”

Veleiros de Oceano disputam 36ª Regata Atapuz/Recife no próximo domingo

Circuito-Recifense-Oceano-21-out-18-Fotos-Tsuey-Lan-Bizzocchi-38-800x534.jpg
A tradicional Regata João Batista de Queiroz – Atapuz/Recife chega à 36ª edição e, neste ano, será realizada no próximo domingo (4). O evento, que conta com o apoio do Cabanga Iate Clube de Pernambuco, leva o nome do grande homenageado, João Batista, ex-sócio e velejador do nosso clube. A competição reúne as classes Monocasco RGS A, RGS B e Multicascos Mocra Regata e Mocra Cruzeiro.
As festividades da regata começam já na sexta-feira (2), a partir das 8h30, com a saída das embarcações do Marco Zero do Recife. Na chegada a Atapuz, na cidade de Goiana, haverá o Churrascão Coletivo, na Casa de Moraes. No sábado (3), a Farra do Contra Bordo, no Bar da Velha, dará sequência ao clima de confraternização. E à noite acontecerá o Jantar da Regata e a entrega de premiação do ano passado, na Casa de João Batista.
A curiosidade da Regata João Batista de Queiroz – Atapuz/Recife é que a premiação dos vencedores é realizada apenas no ano seguinte. Desta forma, o idealizador da regata encontrou para manter a grande participação de velejadores na prova. Em 2017, o barco Patoruzu completou o percurso de Recife até Atapuz em 3h53min39s e receberá a premiação neste ano.
 
Antes da partida, no domingo, dia 4 de novembro, haverá o café da manhã, na Casa de João Batista. E a partir das 11h30, as embarcações iniciam a Regata Atapuz/Recife. As inscrições estão abertas ao valor de R$ 80 e dão direito a camisa, jantar e café da manhã do evento.

Sul-Brasileiro de Laser começa nesta sexta em Porto Alegre

IMG_8877.JPG

O Clube dos Jangadeiros, de Porto Alegre, vai receber, de 2 a 4 de novembro (sexta-feira a domingo), o 40º Sul-Brasileiro da Classe Laser. A competição vai reunir nas águas do Guaíba cerca de 50 atletas das classes Standard, Radial e 4.7, dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. As regatas começam na sexta-feira (2), a partir das 13h e estão previstas oito até o final das disputas. No domingo, a largada será às 12h.