Velejador da Golden Globe Race é resgatado por navio francês

pic

O velejador solitário Abhilash Tomy foi resgatado pelo Osiris, navio pesqueiro francês, nesta segunda-feira a aproximadamente 1900 milhas de Perth, na costa Australiana. O indiano ocupava a terceira colocação da Golden Globe Race, regata de volta ao mundo sem parada e sem assistência, quando foi pego por uma tempestade com ventos de mais de 70 nós e ondas de 15 metros e o mastro do seu veleiro Thuriya veio a baixo. Ele acabou machucando a coluna e aguardou o resgate imóvel em seu beliche, conseguindo apenas enviar mensagens para o HQ da competição informando que não conseguia mexer os pés e nem se alimentar.

A noventa milhas do seu barco, o companheiro de competição Gregor McGuckin também viu o mastro do Hanley Energy Endurance vir a baixo na mesma tempestade, mas teve mais sorte e sofreu apenas pequenos ferimentos. Ele veleja a 3 nós por hora com mastreação de fortuna rumo à ilha Amsterdã. O mesmo navio que resgatou Tomy deverá fazer o seu resgate e vai levar os dois para a ilha, onde eles receberão os primeiros auxílios médicos.

Dos 18 velejadores que largaram em Les Sables d’Olonne, sete desistiram, incluindo o francês Antoine Cousot, que aportou no Rio de Janeiro no início do mês.

Acompanhe o tracking da regata aqui

 

 

Martine Grael e Kahena Kunze fecham a temporada no Japão com mais um ouro

unnamed (36)

Depois da medalha de ouro no evento teste em Enoshima, raia olímpica dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram mais um ouro na temporada asiática. A dupla disputou a Olympic Week e subiu ao lugar mais alto do pódio, acompanhadas das suecas Klara Wester e Rebecca Netzler, medalha de prata, e da dupla britânica Sophie Weguelin e Sophie Ainsworth, medalha de bronze.

“A competição foi um pouco dura pela falta de vento e poucas regatas no total, mas deu para conhecer bem a raia olímpica e saber o que esperar daqui”, comentou Martine Grael.

As regatas aconteceram no fim de semana e terminaram nesta segunda-feira. A dupla retoma os treinos no Brasil em outubro. De acordo com o calendário programado, até o final do ano Martine e Kahena disputam regatas aqui no país.

Da assessoria