Inspeção dos barcos para a 30ª Refeno começa nesta segunda-feira (17)

Cabanga Refeno 2018 - Inspeção Marinha - Fotos Tsuey Lan Bizzocchi-4.jpg

As embarcações que vão participar da 30ª Regata Recife-Fernando de Noronha começaram a ser inspecionadas pela Marinha a partir desta segunda-feira (17). O agendamento deve ser feito através do e-mail secretaria@refeno.com.br e as vistorias acontecem até o dia 26 de setembro, a partir das 9h30.

A Marinha do Brasil reforça a importância de os itens de segurança estarem todos inspecionados dentro do prazo de validade para as embarcações que vão disputar a Refeno 2018. Neste ano, a partida será no dia 29 de setembro, ao meio-dia, no Marco Zero do Recife.

O grande e principal objetivo é tornar a disputa ainda mais segura. Para isso, alguns elementos precisam estar em perfeito funcionamento para que não haja maiores problemas.

Este ano, a Marinha do Brasil, através do 3º Distrito Naval e da Capitania dos Portos de Pernambuco (CPPE), acatou o pedido do Cabanga Iate Clube de Pernambuco e confirmou substituição do Rádio HF (SSB) para a 30ª edição da Regata. Com a mudança, as embarcações participantes da Refeno poderão substituir o SSB por telefone satelital (Iridium ou Inmarsat).

Outras sugestões feitas pelo Cabanga também foram acatadas:

. Cartas Náuticas – Será aceito um Sistema de Cartas Eletrônicas (Eletronic Chart System – ECS), instalado no aparelho de GPS/Chartplotter, como atendendo as exigências deste requisito com relação a existência de cartas a bordo;

. Epirb – Deverão ser dotadas de EPIRB registrados, podendo ser de acionamento manual (não precisará de casulo);

. Artefatos Pirotécnicos – Redução dos artefatos pirotécnicos passando a ser: 04 foguetes manuais estrela vermelha com paraquedas, 02 fachos manuais luz vermelha e 02 sinais fumígenos flutuante laranja;

. Coletes salva vidas – As embarcações poderão ser dotadas do colete classe II, no modelo canga ou jaleco, em substituição aos classe I, homologados pela DPC;

. Quadros – Ficam dispensadas da dotação dos quadros previstos no item 0421 da NORMAM-03/DPC. Entretanto, devem ter a bordo um exemplar atualizado do RIPEAM-72;

. A Marinha também acrescentou algumas exigências sugeridas pelo Cabanga: I) As embarcações deverão ser dotadas de dois ferros (âncoras) e cabos ou amarra com um mínimo de 50 metros de comprimento para um dos ferros e um mínimo de 20 metros para o outro e II) Dois baldes com capacidade de pelo menos nove litros, providos de cabo de pelo menos 6mm de diâmetro e 2 metros de comprimento.

Da assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s