Velejador da Golden Globe Race desiste aporta no Rio de Janeiro

Após pouco mais de 60 dias no mar, o velejador solitário francês Antoine Cousot, que participava Golden Globe Race 2018 (prova de volta ao mundo em solitário sem paradas), aportou no Rio de Janeiro no último sábado (1/9) após desistir da regata. A largada foi dada em Les Sables D´Olone, na França, no dia 1 de julho, com 18 participantes e apenas 12 seguem velejando. Esta regata em solitário é uma edição comemorativa dos 50 anos da primeira regata volta ao mundo em solitário non stop que aconteceu em 1968, a The Sunday Times Golden Globe Race, cujo o único velejador a terminá-la foi o Sir Robin Knox Johnston.

Cousot desistiu da regata quando estava a cerca de 100 milhas a nordeste da Ilha de Trindade, no meio do oceano Atlântico Sul. Quando ainda estava no Hemisfério Norte, próximo à costa portuguesa, ele machucou o ombro durante uma manobra com o balão, mas optou por seguir velejando. Já no Hemisfério Sul, ele torceu o pé, e, após consultar a equipe médica da regata, acabou desistindo da competição, uma vez que não seria fácil enfrentar os mares do sul nestas condições. O velejador foi recebido fora da baia da Guanabara por Gustavo Pacheco, que tinha planos de disputar a regata, porém foi obrigado a desistir por falta de patrocínio.

Dos 12 barcos que seguem na disputa, metade da flotilha já veleja no paralelo 40º sul entrando no Oceano Índico. O francês Jean-Luc Van Dee Heede lidera a regata com uma grande vantagem de 600 milhas para o segundo colocado, o holandes  Mark Slats.

Texto e fotos por Gustavo Pacheco.