Martine Grael e Kahena Kunze estreiam neste sábado no Mundial

Martine e Kahena2_Crédito Pedro Martinez_Sailing Energy.jpg

As campeãs olímpicas da classe 49er FX estreiam neste sábado, dia 4, no Mundial de Classes Olímpicas de vela. Após um ano sem competir juntas, Martine Grael e Kahena Kunze entram na água a partir de 7h (de Brasília), na Baía de Aarhus, na Dinamarca. Além do título, estarão em jogo as primeiras vagas para os países nos Jogos de Tóquio 2020. As regatas de medalha estão previstas para os dias 9, 10, 11 e 12 de agosto.

“A gente vem de uma pausa grande sem velejar juntas, desde o Mundial do ano passado”, afirma Martine, que se dedicou no último ano à disputa da Volvo Ocean Race, na primeira participação de uma mulher brasileira na prova.

“Não vai ser fácil, porque as meninas que estão aqui vieram de uma temporada muito forte, mas vamos fazer de tudo para classificar”, acrescenta Kahena. Continuar lendo “Martine Grael e Kahena Kunze estreiam neste sábado no Mundial”

Cabanga promove I Copa União de Dingue

Campeonato_Pernambucano_Dingue_2018_Cabanga_-_Fotos_Tsuey_Lan_Bizzocchi-56
O Cabanga Iate Clube de Pernambuco promove, neste final de semana, a I Copa União da classe Dingue. A competição será realizada na sede de Maria Farinha do Clube, a partir das 13h, com duas regatas para definir os campeões.
O torneio não tem este nome à toa. A ideia da flotilha de Dingue do Cabanga é exatamente promover o entrosamento entre os velejadores. Portanto, os timoneiros mais experientes serão proeiros dos timoneiros mais novos para que passem um pouco dos seus conhecimentos.
A ideia é de que haja uma troca de experiência entre os competidores durante as regatas. Assim, o nível técnico da flotilha só tende a aumentar para as competições futuras, incluindo o Campeonato Pernambucano.
Da assessoria

Bruno Fontes inicia Mundial na Dinamarca com dois resultados no Top 10

unnamed (26).jpg

Bruno Fontes estreou no Mundial de Classes Olímpicas, disputado na Baía de Aarhus, Dinamarca, mostrando que a forma competitiva está mais viva do que nunca dentro de si. Com dois oitavos lugares nas regatas realizadas no Laser Standard o velejador catarinense começou muito bem a campanha em busca de uma das catorze vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Com 16 pontos perdidos o brasileiro é o 19º na classificação geral entre os 165 atletas inscritos na competição.

Com ventos de 6 a 10 nós soprando na Baía de Aarhus, Bruno aproveitou as boas largadas nas duas regatas, mas com desenrolar diferente ao longo do dia. Na primeira o catarinense apontava na parte da frente da flotilha, mas acabou punido e precisou fazer uma prova de recuperação. “Tomei uma bandeira amarela e cai algumas posições. Importante que me recuperei bem e isso foi o que me deixou mais feliz. Foi uma boa regata”, avalia.

Na segunda velejada no dia, Bruno manteve a boa estratégia e largou na frente, mantendo-se entre primeiros da regata até o final. Com dois oitavos lugares a estreia do brasileiro foi bastante positiva. “Estou contente com o início. Ainda temos uma longa jornada pela frente, mas para um primeiro dia foi bem positivo. Meta é passar bem para a fase final de olho nas vagas para Tóquio e depois pensar em Medal Race e medalha”, enfatiza. Continuar lendo “Bruno Fontes inicia Mundial na Dinamarca com dois resultados no Top 10”