Ilhabela sedia Brasileiro de Optimist

26230056_1818795405085984_1154063299333647994_n

Entre os dias 5 e 15 de janeiro de 2019 Ilhabela vai receber centenas de velejadores com idade até 15 anos na disputa do Campeonato Brasileiro de Optimist. O evento é dividido em dois: Copa Brasil de Estreantes, para aqueles que nunca correram um campeonato oficial, disputado entre os dias 9 e 11, e Campeonato Brasileiro, entre os dias 5 e 15.

As inscrições podem ser feitas através do site www.velaviagem.com.br e custam R$ 200,00 até o dia 20/11/2018, R$ 250,00 de 21/11/2018 a 21/12/2018 e R$ 300,00 após esta data. Lembrando que é preciso estar quites com a ABCO e também com a federação estadual a qual o velejador pertence.

Confira os ARs aqui:

Brasileiro de Optimist

Copa Brasil de Estreantes

Organização divulga o AR da Copa Brasil de Vela

Dia 01_Carlos Robles e Marco Grael_Dante Bianchi e Thomas Lowbeer_Credito Ana Catarina

Entre os dias 18 e 24 de novembro a capital catarinense vai ser o palco do maior evento da vela de monotipo do país: a Copa Brasil de Vela. Estão convidadas as classes olímpicas, pan-americanas e jovens. As inscrições custam R$ 150,00 por velejador até o dia 18/10 e após esta data, R$ 200,00 por velejador e pode ser pagos por transferência na conta Caixa Econômica Federal, Agência nº. 4044, Op. 003, conta corrente nº 1456-2, Confederação Brasileira de Vela, CNPJ: 17.543.402/0001-35 – ou diretamente na sede da Confederação Brasileira de Vela a partir do dia 20/06/2017 ou na secretaria do evento a partir do dia 18/11/2018. Para os campeonatos Sul-Americanos de Formula Kite, Nacra 17 e 49er, os valores estão especificados nos ARs de cada competição.

Para ver o AR completo, clique aqui.

Brasil tem cinco representantes no Mundial de Optimist

40316851_1271592372978157_6380226677586264064_o.jpg

Começou nesta segunda-feira em Limassol, no Chipre, o Mundial de Optimist. O Brasil tem cinco representantes: Leonardo e Mathias Crespo, Bernardo Martins, Erick Carpes e Lorenzo Correa. Nestes dois primeiros dias os 264 velejadores estão ocupados com a medição e com a cerimônia de abertura. As regatas começam para valer nesta quarta-feira.

Foto: Matias Capizzano

Odara é campeão brasileiro de MOCRA

No sábado chegou ao fim em Maragojipe, na Bahia, o Brasileiro da classe MOCRA. A última regata da competição foi a tradicional Aratu Maragojipe, que foi vencida pelo Aventureiro 3. A regata reuniu mais de 100 embarcações, enquanto o Brasileiro contou com seis multicascos.

Confira o relato de Karina Hutzler, tripulante do Aventureiro:

Começamos o último dia do Brasileiro de Mocra empatados em pontos com o Seu Gugu. Mas perdendo no desempate. Precisávamos vencê-lo na Aratu Maragogipe para ficar em terceiro no campeonato Brasileiro, uma tarefa difícil, já que estamos na casa deles e eles têm um barco bem mais leve com tripulação local muito experiente. Éramos somente cinco a bordo mais o pequeno Lipe, de 6 anos e não nos entregamos nem por um segundo. Ao cruzar a linha, comemoramos a vitória sobre o Seu Gugu no tempo corrigido o que nos deixaria em terceiro n Brasileiro. Mas, ao desembarcar, fui dar uma olhada na diferença de tempo corrigido e para a minha surpresa vencemos a Aratu Maragogipe e com isso conquistamos o vice campeonato brasileiro. Passamos o troféu rotativo com alegria pra o Odara e vamos voltar pra casa com a sensação de ter feito o nosso melhor. Foi um campeonato sensacional. Quem perdeu foi quem não participou”, disse ela.

Os resultados podem ser vistos aqui.

 

Odara lidera o Brasileiro de MOCRA na Bahia

whatsapp-image-2018-08-24-at-7-51-41-am.jpeg

Depois de dois dias de competição e três regatas disputadas, sendo uma longa e duas triangulares, o Odara é lidera invicto o Campeonato Brasileiro de MOCRA, que está sendo disputado no Aratu Iate Clube, na Bahia. O evento encerra neste sábado com a disputa da tradicional regata Aratu Maragojipe, que conta com mais de 100 veleiros inscritos.

Confira os resultados aqui. 

 

Copa ICS retoma em setembro com a Volta da Laje

unnamed (29)

Promovida pelo Iate Clube de Santos desde 2015, a Copa ICS de Regatas de Percurso reúne, em quatro etapas, as rotas mais famosas do litoral paulista: Ilha das Cabras, Ilha dos Arvoredos, Laje de Santos e Laje da Conceição.

Neste ano, as disputas começaram no início de março com a regata Volta da Laje de Santos. Doze veleiros participaram da regata que teve o Sessentão – atual Dynos 60 – como fita azul.

Em maio, a mudança repentina no tempo trouxe para a baixada santista ventos de 35 nós e determinou o cancelamento da regata Volta da Ilha das Cabras, até então válida como a 2ª etapa da competição. Continuar lendo “Copa ICS retoma em setembro com a Volta da Laje”

Brasileiro de MOCRA começa nesta quinta na Bahia

O Brasileiro de MOCRA vai começar nesta quinta-feira no Aratu Iate Clube. Serão três dias de competição com regatas de percurso e triangulares na quinta e na sexta e no sábado, os participantes se juntam aos mais de 100 inscritos na tradicional Aratu Maragojipe.

Karina Hutzler, atual bi-campeã brasileira a bordo do Aventureiro 3, conta como foi a ida de Recife a Salvador levando o lindo troféu transitório:

Sorria, estamos na Bahia!!! Não é vento contra nem mar grosso que faria o Aventureiro 3 desistir de vir à Bahia. Saímos do Recife no fim da tarde do dia 17/08. O vento tinha passado a semana toda lestando, mas mudou de ideia e partimos com sudeste e com vento de menos de 20 graus aparente, velocidade 15 nós verdadeiro e 20 aparente, marzinho picado e chato. Depois a coisa melhorou, tiramos o rizo da mestra e até deu o code zero!

A pior parte ainda estava por vir. Depois de um atumzinho e uma cavalinha na nossa linhajá no forno para o almoço, foi só dizer “tá pronto”, faltavam 70 milhas pra Salvador, e ligaram o modo batedeira + liquidificador juntos. Mar levantou enfurecido, ventou aumentou para casa dos 30 nós, felizmente que já estávamos de mestra rizada. Terminada a sobremesa, como num passe de mágica, o mar acalmou e o vento diminuiu.

Essa viagem na contramão, enquanto os veleiros sobem a costa indo pro Recife pra Refeno, tem um motivo nobre: viemos pro Campeonato Brasileiro de Mocra.

Daí você se pergunta: o que diabos é Mocra!? É o rating de correção do tempo para que catamarãs e trimarãs possam disputar regatas juntos. Uma regra inglesa, usada sob licença no Brasil.

O campeonato começa nesta quinta, 23/08, com um regata de médio percurso na Baia de Todos os Santos, de cerca de 22 milhas. Na sexta serão duas regatas triangulares e no sábado fechamento com a 49ª Regata Aratu – Maragojipe. A Aratu – Maragogipe é uma imensa festa que já tem mais de 100 barcos inscritos de várias categorias. Seu percurso atravessa a Baía de Todos os Santos e entra pelo rio Paraguassu.

Esta é a sexta edição do Brasileiro de Mocra e vencemos as duas últimas. Este é o primeiro evento em que participaremos após mudanças na regra. Vai ser animado!”

 

 

Puerto Portals Sailing Week começa com participação brasileira

A Puerto Portals 52 Super Series Sailing Week começou nesta segunda-feira em Maiorca, na Espanha, com a participação da equipe Onda, comandada por Eduardo Souza Ramos. O time, que tem Robert Scheidt como tático, aparece na nona colocação, empatado com o Gadiator, da Inglaterra, e com o Sled, dos EUA. Nesta segunda, o vento não apareceu e até o momento duas regatas foram disputadas, das três estão programadas para esta terça-feira.  A competição segue até o dia 25.

Para acompanhar as regatas ao vivo, clique aqui.

Brasileiras são quarto no Mundial Feminino de Snipe

Mundial Fem Snipe Juliana Duque e Marina Anrdt chegaram em Newport, nos Estados Unidos, como favoritas ao título do Mundial Feminino de Snipe. Juliana ganhou a última edição ao lado de Amanda Sento Sé. Porém, apesar de terem vencido três das nove regatas disputadas, um DSQ e um OCS tiraram a dupla da briga pelo pódio, terminando na quarta colocação. As vencedoras foram as americanas Carol Cronin e Kim Couranz. A outra dupla brasileira, Paola Prada e Georgia Bruder, terminou na 28ª colocação dentre 32 duplas.

Os resultados completos estão aqui.