Brasileiros disputam final da Copa do Mundo de Vela na França

Patricia Freitas_Credito Robert Hajduk  ShutterSail.jpg

A temporada 2017/2018 da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela) chega ao fim nesta primeira semana de junho. E o Brasil estará na água com oito velejadores na Final do circuito, que terá as primeiras regatas nesta terça-feira, dia 5, em Marselha, na França. A delegação inclui Patrícia Freitas, que recentemente voltou às competições internacionais após período de treinos no Brasil; e Jorge Zarif, da classe Finn, medalha de ouro na etapa de Hyères, no fim de abril.

“Minha expectativa é pôr em prática tudo que estou treinando e desenvolvendo nos últimos meses. Estou direto na Europa desde Hyères, então é tentar utilizar todas essas novas informações com equilíbrio”, afirma Jorginho.

A temporada tem sido muito positiva para Zarif até aqui. Além do ouro na França, o brasileiro ficou em 4º lugar na Copa do Mundo de Miami (EUA), foi 5º no Troféu Princesa Sofia e 7º no Campeonato Europeu, ambos na Espanha. Continuar lendo “Brasileiros disputam final da Copa do Mundo de Vela na França”

SVSP reúne mais de 140 barcos em quatro dias de regatas

Neste domingo chegou ao fim na Guarapiranga a Semana de Vela de São Paulo. Organizado pela Federação de Vela do Estado de São Paulo – Fevesp, em parceria com todos os clubes da represa e sede no Yacht club Paulista, o evento reuniu nada menos que 145 barcos e mais de 200 velejadores.

Das 29 classes convidadas, a Snipe foi a mais numerosa, com 33 inscritos. E o pessoal de Ilhabela fez bonito, conquistando as três primeiras colocações com Juninho Jesus e Anderson Brandão em primeiro, Alexandre Paradeda e Anna Julia Tenório em segundo e Vicente Monteiro e Otávio Cardoso em terceiro. A premiação contou com a presença do prefeito de Ilhabela Marcio Tenório.

“Velejar na Guarapiranga foi muito legal. Estava sem competir na Snipe há um tempo por conta de eventos em outras classes, mas vir aqui e ganhar do Xandi Paradeda, que é o melhor velejador de Snipe no Brasil, sem treinar muito, é motivo de orgulho. Fora que é sempre bom rever os amigos… É bonito ver bastante gente velejando na represa. É bonito ver a classe Snipe se reerguendo em São Paulo”, disse Juninho. Continuar lendo “SVSP reúne mais de 140 barcos em quatro dias de regatas”