Auckland é confirmada com sede da próxima América´s Cup

A cidade neozelandesa de Auckland foi confirmada como sede da 36ª America´s Cup, em março de 2021. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo defensor Team New Zealand e o governo neozelandês.

O Challenge Of Record 36 (COR), braço operacional do Luna Rossa, desafiante da Copa, se disse satisfeito com o anúncio. “Em nome dos desafiantes, estamos muito contentes com este anúncio. Estamos ansiosos para ir para Auckland, onde iremos organizar a Christmas Race, em dezembro de 2020 e a Prada Cup, competição que vai definir o desafiante em janeiro e fevereiro de 2021. Muito bem, Aucland, que venha a AC36!”, disse Laurent Esquier, CEO da COR36.

 

Zeus é fita-azul da Regata Cidade de Florianópolis

unnamed (8).jpg

Fazendo parte das comemorações dos 345 anos da capital catarinense, a Regata Cidade de Florianópolis foi realizada nesse sábado, na Baía Norte, consagrando a tripulação do Zeus Team como a grande vencedora do final de semana. A equipe comandada por Inácio Vandresen conquistou o troféu Fita Azul, destinado a primeira embarcação a cruzar a linha de chegada, em um belo sábado com ventos nordeste de 12 nós.

A segunda etapa da temporada contou com aproximadamente vinte embarcações e com dois tipos de percursos na Baía Norte. As classes IRC, ORC, C30, RGS A e Hpe-25 cumpriram um percurso barla-sota com seis pernas, enquanto as classes RGS Cruzeiro A e B, Multicascos e Bico de Proa realizaram um percurso triangular. Fita azul da competição, o Zeus Team faturou o título geral da etapa e levou a melhor na IRC, terminando a frente de Absoluto, vice-campeão, e Argonauta 4, terceiro colocado. Continuar lendo “Zeus é fita-azul da Regata Cidade de Florianópolis”

Volvo Ocean Race: Buscas por John Fisher terminam

WhatsApp Image 2018-03-27 at 8.48.09 AM

A organização da Volvo Ocean Race e a equipe Sun Hung Kai/Scallywag deram por encerradas as buscas pelo velejador inglês John Fisher, que caiu do barco nesta segunda-feira. Esta foi a segunda situação de homem ao mar vivenciada pela equipe nesta edição da regata. Em janeiro, na disputa da 4ª etapa, entre Melbourne e Hong Kong, em condições bem mais tranquilas, com água mais quente e ventos mais fracos, o australiano Alex Gough caiu e foi resgatado em menos de 15 minutos.

Fisher era um velejador experiente, embora esta fosse sua primeira participação na Volvo Ocean Race. Ele fazia parte das equipes de super maxis Ragamiffin e Scallywag e havia participado de diversas Sydney-Hobart ao lado do skipper David Witt.

Confira o comunicado enviado pelo presidente da VOR:

Estou extremamente triste em informar nesta manhã que um dos nossos velejadores, John Fisher, da equipe Sun Hung Kai / Scallywag, acredita-se que agora esteja perdido no mar. Isso é de partir o coração de todos nós. Como velejadores e organizadores de regatas, perder um tripulante no mar é uma tragédia pela qual não queremos passar. Estamos arrasados ​​e nossos pensamentos estão com a família de John, amigos e companheiros de equipe.

Ontem, pouco depois das 13:00 UTC, o Controle da Volvo Ocean Race foi informado de uma situação de homem ao mar pela equipe Sun Hung Kai / Scallywag. Nós imediatamente coordenamos com a equipe e com o Centro de Coordenação de Resgate Marítimo, que localizou um navio e desviou-o para o local. Mas, na velocidade atual, demoraria mais de um dia para alcançá-los. Com o resto da flotilha da Volvo Ocean Race a cerca de 200 milhas a favor do vento, enviá-los de volta de contravento para ajudar, não era uma opção viável.

A equipe Sun Hung Kai / Scallywag realizou uma busca exaustiva por várias horas em condições meteorológicas extremamente desafiadoras, mas não conseguiu recuperar seu companheiro de equipe. Dada a temperatura da água fria e o estado extremo do mar, juntamente com o tempo que passou desde que ele caiu, devemos presumir que John foi perdido no mar.

Todos nós aqui na organização Volvo Ocean Race enviamos nossas sinceras condolências à família de John, seus amigos e seus companheiros de equipe e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para apoiá-los neste momento tão difícil.

O Team Sun Hung Kai / Scallywag agora retomou a direção nordeste. Na verdade, a equipe está atualmente em uma posição desafiadora – o clima está se deteriorando e a previsão é de que seja bastante dura ao longo do dia.

A tripulação está, naturalmente, emocionalmente e fisicamente arrasada após o que eles acabaram de vivenciar. Nosso único foco agora é fornecer todo o suporte e assistência que pudermos para a equipe. Temos certeza de que haverá muitas dúvidas sobre como um de nossos velejadores foi perdido no mar ontem. Podemos resolver isso depois que a equipe tiver sido totalmente informada.

Hoje, nossos pensamentos e orações vão para a família de John e toda a equipe do Scallywag.”