Sobre a classe Snipe: O fim de um grande guerreiro, o barco Ruga!

Durante o Brasileiro de Snipe em Porto Alegre, o paulista Alonso López e gaúcho Ziege sofreram um acidente e perderam o barco. Com o vento forte, eles capotaram e, pelo rio Guaíba ser muito raso, o mastro acabou pegando no fundo e estragou a fibra, levando o barco a pique. Mas, como os velejadores da classe Snipe são muito unidos, surpreenderam a dupla e agora a dupla surpreende a classe. Neste mundo de hoje em dia, vale a leitura para continuar acreditando na humanidade:

Esta é uma daquelas histórias que vale a pena registrar. Foi o fim de um grande guerreiro: O barco Ruga! Além de uma surpresa incrível da Classe Snipe.

Estávamos em Porto Alegre para o Campeonato Brasileiro de Snipe. O campeonato tinha 59 barcos inscritos. Da represa de Guarapiranga estávamos em 3 tripulações e somando com o pessoal da Ilhabela e Santos estávamos em aproximadamente 12 barcos.

Essas regatas acontecem em todo mês de janeiro e os melhores competidores ganham uma vaga para o Mundial de Snipe. O resultado disso é que os melhores velejadores do Brasil participam e disputam as primeiras colocações. Continuar lendo “Sobre a classe Snipe: O fim de um grande guerreiro, o barco Ruga!”