Brasileiros são campeões Centro Sul-Americano de Laser

Terminou neste domingo no lago Rapel, no Chile, o Campeonato Centro Sul-Americano da classe Laser. E o Brasil foi o grande vencedor nas categorias 4.7 com Odile Ginaid e Radial, com Tiago Quevedo. A competição garantiu a vaga pan-americana para Argentina e Uruguai na classe Radial com Lucia Falasca e Dolores Moreira, segunda e terceira colocadas respectivamente. Odile ficou com a quarta colocação geral e a terceira feminina. Leonardo Mota foi o 5º colocado, equanto Gabriela Kidd ficou em 8º.

“Seria ótimo ter classificado o país agora, mas ainda temos chances de pegar a vaga. Não importa qual velejadora que irá conquistar a vaga, depois teremos uma seletiva interna”, explicou Odile.

O Brasil ainda tem mais duas chances de conquistar a vaga pan-americana: durante o Norte Americano, que será disputado em julho em Los Angeles, e em Paracas, no Peru, sede do Pan, em março de 2019.

Time de Martine Grael vence a sexta perna da Volvo Ocean Race

m114212_13-06-180227-jre-05925-0110.jpg

O barco Team AkzoNobel foi o vencedor da sexta etapa da Volvo Ocean Race 2017-18, percurso de mais de 6 mil milhas náuticas entre Hong Kong e Auckland (Nova Zelândia). Com a brasileira Martine Grael a bordo, a equipe cruzou a linha de chegada na manhã desta terça-feira (27), após uma disputa milha a milha com o Sun Hung Kai / Scallywag pela vitória.

O resultado, além de um dos mais apertados de todas as edições do evento, foi histórico para a vela nacional, já que a campeã olímpica da Rio 2016 se tornou a primeira brasileira a vencer uma perna da regata de Volta ao Mundo.

“Sentimento incrível de ganhar uma perna em Auckland”, comemorou Martine Grael. “Foi um clima muito tenso antes da chegada aqui na Nova Zelândia. Teve vento fraco, todo mundo se aproximando por trás com mais vento e foi muito tenso nas últimas 24 horas. Parecia uma pulga que não queria sair!”. Continuar lendo “Time de Martine Grael vence a sexta perna da Volvo Ocean Race”

Parem as Máquinas! AkzoNobel, de Martine Grael, vence a 6ª etapa da VOR em Auckland.

Coluna do Murillo - Notícias de Vela

Akzo_chegada_NZ.jpg Na madruga kiwi, foi Martine e seus companheiros que cruzaram linha primeiro. Uhuu!

Esta terça-feira que se inicia em terras brasilis, já madrugada de quarta-feira na Nova Zelândia (GMT+13), é histórica para a vela tupiniquim. E novamente quem protagoniza o feito traz um sobrenome legendário nos mares nacionais e planetários: Grael.

Na primeira vez que um velejador brasileiro venceu uma etapa da regata de volta ao mundo, na Holanda, em 2006 (onde pude testemunhar, in loco, na madrugada fria de Roterdam), o comando do inesquecível Brasil 1 estava com um Grael, Torben. Foi ele também, junto com Joca Signorini e Horácio Carabelli (uruguaio-catarinense), que colocou o Brasil no topo ao vencer a VOR 2008/9 no comando do sueco Ericsson 4. Agora, quando pela primeira vez uma velejadora de Pindorama chega à frente numa etapa da Volvo Ocean Race, é a filha dele, Martine, que tem a honra de seguir…

Ver o post original 331 mais palavras