Campeões do Circuito Oceânico de SC são definidos na última perna

unnamed (2).jpg

Na última “perna” da última regata! Como tem acontecido nos últimos anos, a 29ª edição do Circuito Oceânico definiu seus campeões apenas nos últimos instantes com regatas acirradas de muito equilíbrio entre as tripulações. Após quatro dias, Mahalo (IRC), Ângela Star VI (ORC), Força 12 (HPE-25), Caulimaran (RGS), Harmonya (Bico de Proa A), Caos Calmo (Bico de Proa B), Astral (RGS Cruzeiro) e Tico Tyko (Multicasco) levaram os títulos da competição definida neste domingo com uma regata para todas as classes.

O vento virou para sudeste com um pouco menos de intensidade com relação ao sábado, mas ao longo da tarde chegou aos 22 nós terminando o dia próximo dos 15. Com condições de vento forte, as tripulações deram o máximo de si, pois seria na última regata que seriam definidos os campeões. Vice-líder até o domingo, o carioca Mahalo contou com a experiência da tripulação para levar o título na última perna de popa. Itajaí Sailing Team, segundo colocado, e Zeus Team, terceiro, completaram o pódio da classe.
Com presença do medalhista olímpico Clinio de Freitas, bronze em Seul-1988 na classe Tornado (como proeiro de Lars Grael) a equipe do Mahalo venceu a regata decisiva para confirmar o título. “Nossa equipe é formada por amigos que curtem muito velejar e todos conhecem muito de vela. A mescla de experiência com juventude foi fundamental”, comemorou Clinio. “Eu nunca tinha corrido regatas nesse barco e fiquei impressionado com o rendimento. O legal das regatas de rating é que a gente não sabe que levou e vencemos no último popa. Estamos bem contentes com o resultado”, completou.

Na ORC o título também ficou para uma equipe do Rio de Janeiro e a definição do campeão também se deu na última regata. Comandados por Peter Siemsen, a tripulação do Ângela Star VI levou pela segunda vez o título do Circuito Oceânico. Completaram o pódio o Stand By Me, vice-campeão, e Catuana Kim, terceiro colocado.

“É sempre um privilégio competir em Florianópolis. A raia do Iate Clube de Santa Catarina é espetacular e poder ganhar o campeonato aqui pela segunda vez é extremamente gratificante para nossa tripulação. Com certeza estaremos aqui no próximo ano para comemorar a 30ª edição deste maravilhoso evento”, comentou o Comandante Peter.

Definida também na última regata, a classe HPE-25 teve como grande campeão o catarinense Força 12, comandando por Arno Juk. A vitória sobre o Arretado na última regata confirmou o título da equipe. Na RGS Geral só deu Caulimaran que com cinco vitórias em seis regatas disputadas levou o título à frente de Maná (2º) e Gaivota (3º).  Na Bico de Proa A Harmonya, enquanto na Bico de Proa B deu Caos Calmo. Fechando a lista de campeões, o Astral venceu na RGS Cruzeiro e Tico Tyko na Multicascos.

Campeões do 29º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina

ORC: Ângela Star VI
IRC: Mahalo
HPE-25: Força 12
RGS Geral: Caulimaran
RGS Cruzeiro: Astral
Multicascos: Tico Tiko
Bico de Proa A: Harmonya
Bico de Proa B: Caos Calmo

Da assessoria / foto: Green Multimídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s