Nicolas Bernal e Gabriel Michaelis são campeões brasileiros de 29er

39897411522_e3b37ae03b_o.jpg

A dupla paulista Nicolas Bernal e Gabriel Michaelis foi a grande vencedora do Brasileiro de 29er, que foi disputado na represa de Guarapiranga. Os dois lideram a competição de ponta a ponta, terminando com nove pontos de vantagem sobre Lucas Cazale e Richard Hilbert, do Rio de Janeiro. Giovanne Pistorello e Gabriel Simões, de Porto Alegre, completaram o pódio.

A última regata da série foi disputada no sábado, com vento médio vindo de sudeste. No total, participaram da competição nove duplas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Pernambuco e Bahia.

Confira o resultado completo

Foto: Volnys Bernal

Time de Martine Grael vence regata de porto de Hong Kong na VOR (com vídeo)

Coluna do Murillo - Notícias de Vela

O AkzoNobel venceu, neste sábado (27), a HGC In-Port Race Hong Kong em disputada regata nas águas da baía de Kowloon. A equipe da brasileira Martine Grael ganhou pela primeira vez uma prova costeira, que faz parte do calendário da Volvo Ocean Race 20171-18. Uhuu!!

A equipe holandesa travou uma bela disputa com o Dongfeng Race Team durante a regata, repetindo o que houve na quarta perna da volta ao mundo por mais de 3 mil milhas, quando os sino-gauleses lideravam com o barco da timoneira/reguladora de velas brasuca sempre a menos de três milhas deles. No fim, como sabemos, o local Scallywag venceu a etapa, o Dongfeng foi segundo colocado e o AkzoNobel ficou em terceiro.

Na regata de hoje, os chineses chegaram em segundo lugar e o Team Brunel, também da Holanda, em terceiro. O vento variou de 6 a 10 nós, e estava muito rondado com uma…

Ver o post original 128 mais palavras

Em Miami,Jorge Zarif é o melhor brasileiro na Copa do Mundo

Jorge Zarif 01_Crédito Jesus Renedo_Sailing Energy.jpg

Com um bom desempenho na regata da medalha disputada neste domingo (28), Jorge Zarif conseguiu mais uma vez ficar no top 5 da etapa de Miami da Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela). O brasileiro ficou em segundo lugar na prova decisiva e terminou na quarta posição na classificação geral da classe Finn, com 61 pontos perdidos. Em seis participações na competição americana, esta foi a quinta vez que Jorginho ficou entre os cinco melhores: foi ouro em 2016 e 2017 e bronze em 2013 e 2014.

“O objetivo era o pódio, mas não foi um mau resultado. Em relação ao ano passado, eu melhorei muito nas largadas, mas perdi pontos no popa aqui. Agora é continuar treinando e tentar ajustar a parte tática”, afirmou o brasileiro, que pela terceira vez consecutiva terminou no top 5 em etapas da Copa do Mundo de vela (ouro em Miami-2017 e 5° lugar em Hyères-2017, na França).

A semana foi relativamente atípica em termos de condições de vento na Flórida, com rajadas mais fortes do que o normal para esta época do ano. O vencedor da classe Finn foi o inglês Giles Scott, atual campeão olímpico da classe, com apenas 19 pontos perdidos. O velejador britânico dominou a última regata de ponta a ponta, mas sempre com Jorge Zarif logo atrás, na cola. A prata foi para o americano Caleb Paine (51 p.p.) e o bronze ficou com o turco Alican Kaynar (54 p.p.).  Continuar lendo “Em Miami,Jorge Zarif é o melhor brasileiro na Copa do Mundo”

Paradeda/Mazin conquistam o segundo título brasileiro de Snipe consecutivo

Pódio 2 Snipe 2018 _ Claudio Bergman.JPG

Se a classe Snipe brasileira tivesse um rosto, com certeza ele seria carequinha como Alexandre Paradeda. O gaúcho, que já era o maior campeão brasileiro da classe, acaba de colocar mais uma vez o seu nome no troféu transitório, ao lado de Lucas Mazin. Desta vez, o título veio em casa, em uma disputa familiar com Beto Paradeda e Phillip Grochtmann, que ficaram com a prata. Este foi o 12º título de Xandi, o segundo consecutivo ao lado de Lucas.

“Essa foi uma semana muito incrível para mim. Eu retornei ao Janga e a Porto Alegre. Encontrei a família e muitos amigos que não via há muito tempo, depois da mudança para Ilhabela. Foi um campeonato de alto nível, com 60 barcos e no final essa disputa particular com o meu irmão. Agora iremos nos preparar para a eliminatória do Pan no próximo ano. É o campeonato mais importante e onde vamos dar foco total”, disse Xandi.

Os santistas Rafael Gagliotti e Henrique Wisnieski, que chegaram a liderar a competição, acabaram com o bronze. Na categoria Gran Master, Mário Eugenio Tavares e Celeste Torres, do Clube Regatas Guanabara, conquistaram a medalha de ouro. Paulo Santos e Thiago Sanguineto, do Iate Clube do Rio de Janeiro, ficaram com a segunda colocação. Paulo foi homenageado com o Troféu Legend, pela sua história vitoriosa no Snipe. O angolano, de 74 anos, já foi cinco vezes campeão brasileiro, conquistou dois bronzes em mundiais, além de dois títulos europeus, entre outros troféus. Continuar lendo “Paradeda/Mazin conquistam o segundo título brasileiro de Snipe consecutivo”