Primeiro dia do Brasileiro de Laser tem surpresa e favoritos na liderança

26907309_1894617880868437_8095054087321107882_n
Após cerimônia de abertura, com coquetel, banda da Aeronáutica e discursos , o Comodoro do Yacht Club da Bahia declarou oficialmente aberto o 44º Campeonato Brasileiro da Classe Laser, nessa quarta-feira, dia 17 de janeiro. 106 embarcações, sendo 29 Lasers Standard, 46 com vela radial e 32 da categoria 4.7, disputaram as duas primeiras regatas das 10 programadas para a competição.

A raia escolhida pela Comissão de Regatas, que tem como Gerente Cuca Sodré, foi a do Banco da Panela, que é a mais próxima ao Iate Clube e fica em frente à Marina, ao Porto e tem o Elevador Lacerda como cenário. Justamente por tal situação geográfica, somada aos ventos do quadrante leste, a raia torna-se muito difícil, com rondadas e variações de intensidade muito significativas. O vento esteve o dia todo entre 10 e 15 nós.

Na categoria standard, que é categoria olímpica masculina, o carioca João Pedro Souto de Oliveira teve um dia perfeito, apesar das variações do vento, conquistou dois primeiros lugares. Em segundo está o também representante do ICRJ, Gustavo Nascimento, enquanto Stephan Kunath, de São Paulo, representando o YCSA, completa o pódio provisório. Destaque para a aula de técnica e tática dada pelo eterno campeão Jonas Penteado, já Grand Master, que obteve um sexto e um oitavo lugares, ocupando a oitava posição na classificação geral.

A vela Radial, que impulsiona os lasers que disputam as Olimpíadas no feminino, congrega as mulheres e todos os velejadores com um pouco menos de peso, bem como aqueles para os quais a idade já é um peso maior, é a mais numerosa e uma das mais disputadas tecnicamente. O paulista José Hackerott, com um terceiro e um segundo lugares, ocupa a liderança provisória, seguido pelo paranaense, representante do ICLI, Andrey Godoy, que tem o também paulista, velejador master, Yago Whately, logo no seu encalço. Na categoria feminina a carioca Gabriela Kidd lidera com boa vantagem sobre a paulista Christine Marie Reimer, sendo que a representante da casa, a baiana Amanda Santo-Sé, ocupa a terceira posição. Destaque também na categoria radial para o paraibano Edvaldo Barbosa, o “Seo Vavá”, velejador mais experiente na raia.

Por último, e não menos importante, cabe registrar a disputa acirradíssima que marca a categoria 4.7, que é a que tem a vela menor, sendo utilizada basicamente como barco de transição entre o Optimist e as classes adultas. Aqui, pela primeira vez temos líderes que saem do eixo Rio, São Paulo e Paraná, sendo que o primeiro lugar provisório é ocupado pelo pernambucano Tiago Monteiro, seguido pelo paulista Felipe da Fonseca, que tem e pelo o paranaense Gabriel Lopes Pereira. Fato digno de registro, e que marca o equilíbrio da categoria, foi a vitória do representante do ICSC, o catarinense Rafael Servaes, que foi o primeiro colocado na sua primeira regata em um campeonato brasileiro de Laser.

Nesta sexta-feira deverão ser disputadas mais duas regatas, sendo que a previsão é de ventos novamente do quadrante leste, possivelmente com um pouco a menos de intensidade.

RESULTADOS:

STANDARD

RADIAL

4.7
Luciano Gubert de Oliveira é o correspondente de Notícias Náuticas no campeonato e escreve com o apoio de MeuBarcoNovo.com.br.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s