Françoise Gabart segue quebrando recordes na volta ao mundo em solitário

Quando partiu de Ouessant, na França, há 38 dias, o francês François Gabart tinha um objetivo: ser o cara mais rápido a dar a volta ao mundo em solitário. O tempo a ser batido é de 49 dias, 3 horas, 4 minutos e 28 segundos e foi estabelecido por Thomas Coville. Só que Gabbart não só está bem à frente do recorde de volta ao mundo (na manhã desta terça-feira a distância era de 2443,97 milhas), como também quebrou outros recordes.

Com uma média de 27,4 nós, ele foi o mais rápido da história da vela mundial no trecho entre o Cabo Horn e o Equador, com 06 dias, 22 horas e 15 minutos de velejada. O antigo tempo pertencia a à tripulação do Banque Populaire e era de 7 dias, 4 horas e 27 minutos.

Ele também fez o segundo melhor tempo da história entre Ouessant e o Equador, com 41 dias, 14 horas e 53 minutos. O melhor tempo é do Idec Sport (com seis tripulantes) de 35 dias, 4 horas e 09 minutos.

No tempo entre Equador e Equador, ele conquistou uma nova marca: baixou o tempo de Thomas Coville de 35 dias, 21 horas e 39 minutos para 30 dias, 4 horas e 45 minutos.

Ainda faltam pouco mais de 2200 milhas para a chegada, mas tudo indica que vem novo recorde por aí!

Acompanhe a aventura de Gabart em: http://bit.ly/2yyrDu9

Presidente da ISCYRA, Lars Grael comenta o ano brasileiro na classe Star

image1 (1)

Lars Grael está deixando o cargo de presidente da ISCYRA, entidade máxima da classe Star, a qual esteve à frente durante quatro anos. Ele faz um balanço dos resultados dos velejadores brasileiros em 2017 tanto no país quanto no exterior. Confira:

“Chegamos ao final da temporada de 2017, aonde nossos velejadores estiveram atuantes nas regatas de flotilhas regionais, nos eventos nacionais do 7º Distrito e nas inúmeras conquistas em águas internacionais.  

Conquistas nas raias internacionais: 

Bruno Prada: em dupla com o americano Augie Diaz, Bruno foi Campeão Norte-Americano (USA); Bronze no Campeonato Europeu (Sanremo/ITA); 5º na Bacardi Cup (Miami/USA); 7º no Campeonato Mundial (Svendborg/DEN); 1º no Star Fall (Oxford/USA). Com o campeão olímpico Freddy Loof, Bruno foi 13º na SSL Finals, e, é o brasileiro mais bem colocado no ranking de proeiros da SSL #3. 

Lars Grael / Samuel Gonçalves: Vice-Campeões Mundiais (Svendborg/DEN) {1º Master; 4º na Bacardi Cup (Miami/USA); 4º no Campeonato Europeu (Sanremo/ITA); Campeões Brasileiros (Brasília/DF); Campeões do 7º Distrito (Rio/RJ); Campeões Estaduais (Búzios/RJ). Encerraram a temporada num modesto 12º na SSL Finals. Lars passou a ocupar a #3 colocação no ranking da SSL. Samuel em #4 entre os proeiros.  Continuar lendo “Presidente da ISCYRA, Lars Grael comenta o ano brasileiro na classe Star”

Regatas da Copa Brasil de Vela começam nesta terça em Ilhabela

Mundial de Finn_Jorge Zarif 02_Crédito Cserta Gabor (1).jpg

O cenário icônico de Ilhabela vai ser o palco da disputa, a partir desta terça-feira, dia 12, do mais importante campeonato nacional da vela, a Copa Brasil 2017. Os principais velejadores do país entram na água para as primeiras regatas, com início previsto para 13h (de Brasília). A competição serve para a formação da Equipe Brasileira de Vela em 2018 e terá disputa nas classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, 49er FX, Snipe, Kitesurf Hidrofoil e Kite Race (Masc e Fem).

Quarto colocado na classe Finn nos Jogos Rio 2016, Jorge Zarif é um dos velejadores que está em ritmo de campanha para o ciclo olímpico Tóquio 2020 e é um dos nomes de peso da Copa Brasil 2017. Continuar lendo “Regatas da Copa Brasil de Vela começam nesta terça em Ilhabela”