Volvo Ocean Race: Dongfeng vence regata inport na Cidade do Cabo

m108074_13-03-171208-pma-01110-0259.jpg

O Dongfeng Race Team venceu, nesta sexta-feira (8), a regata In-Port Race da Cidade do Cabo, a terceira do campeonato. Mesmo não valendo pontos para a Volvo Ocean Race, a prova teve emoção do começo ao fim entre os sete times que disputam a competição. O barco chinês Dongfeng protagonizou uma disputa milha a milha com Vestas 11th Hour Racing, que perdeu velocidade e acabou em quarto. Um problema em uma das velas tirou um lugar entre os três primeiros do veleiro, que defende as bandeiras da Dinamarca e dos Estados Unidos. O pódio teve MAPFRE, que ficou em segundo lugar, e o team AkzoNobel, em terceiro. O barco contou com a brasileira campeã olímpica Martine Grael.

As condições foram espetaculares nas águas da Cidade do Cabo, com ventos de quase 20 nós e céu ensolarado.

“A nossa equipe fez um trabalho fantástico, com um bom manejo do barco e boa velocidade”, disse o comandante do Dongfeng, Charles Caudrelier, após a regata.

“Não largamos bem, mas depois conseguimos atacar e pressionar o Vestas. Esse foi o fator decisivo”.

O resultado coloca a equipe do francês Charles Caudrelier em segundo lugar no geral da série In-Port, logo atrás da MAPFRE, que manteve a liderança após o segundo lugar na Cidade do Cabo. Ao todo somam 19 pontos contra 18 do Dongfeng. Os espanhóis também estão em primeiro na Volta ao Mundo.

A equipe espanhola largou mal, com direito à penalidade (foram obrigados a pagar um 360). Do último, o MAPFRE pulou pra segundo após as seis bóias contornadas .

”Tivemos um pequeno incidente no início com o Vestas, o que nos atrasou muito. Depois subimos e lutamos com AkzoNobel e Vestas, que teve um problema com o spi no final”, disse o comandante Xabi Fernandez.

“Começamos bem”, disse o navegador do Vestas, Simon Fisher. “No segundo barlavento, o Dongfeng fez um ótimo trabalho, nos empurrou para o lado menos favorecido da raia, e isso dói … Em uma flotilha tão igual, um pequeno erro pode ser transformado em uma bola de neve que leva você do primeiro lugar para o último”.

A In-Port teve ainda Team Brunel e Scallywag participaando de uma batalha particular desde o início. Os árbitros penalizaram Scallywag por uma infração e depois de serem penalizados, o time de David Witt permaneceu atrás.

No final, o Brunel quase roubou uma posição do Turn the Tide on Plastic, mas a equipe de Dee Caffari, que teve um ótimo começo, ficou em quinto lugar. O Team Brunel ganhou a segunda In-Port Race em Lisboa.

Agora os barcos se preparam para a largada da terceira etapa da Volvo Ocean Race, que será disputada entre a cidade sul-africana e Melbourne, na Austrália.

Resultados

1. Dongfeng Race Team

2. MAPFRE

3. team AkzoNobel

4. Vestas 11th Hour Racing

5. Turn the Tide on Plastic

6. Team Brunel

7. Sun Hung Kai / Scallywag

 

Classificação geral

1. MAPFRE – 19 pontos

2. Dongfeng Race Team – 18 pontos

3. Team Brunel – 13 pontos

4. Vestas 11th Hour Racing – 12 pontos

5. team AkzoNobel – 11 pontos

6. Sun Hung Kai / Scallywag – 6 pontos

7. Turn the Tide on Plastic – 5 pontos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s