Dupla francesa que capotou Multi 50 nos Açores na Transat JV está a salvo em cargueiro holandês. #ihdeumerda

Coluna do Murillo - Notícias de Vela

Por volta das 19h de ontem (Horário de Brasília), o Multi50 Drekan Group capotou próximo à Ilha de São Miguel, nos Açores.

Os franceses Eric Defert e Christopher Pratt se mantiveram seguros dentro do barco e a organização acionou o resgate.

Agora os velejadores já estão em segurança no cargueiro holandês Triton, acionado para resgatar os franceses, skippers do Multi50 Drekan Group. O barco capotou na noite desta quarta-feira (8) no Oceano Atlântico, 300 milhas dos Açores.

A dupla está em segurança. O resgate exigiu bastante atenção, pois ondas de 5 metros e 25 nós de vento foram registradas na manhã desta quinta-feira (9).

O comandante do cargueiro entrou em contato por VHF para avisar que iniciaria os procedimentos ao nascer do sol na região.

A MRCC, guarda de salvamento marítimo, também colocou à disposição um navio de patrulha da Marinha Portuguesa.

O Drekan Group está abandonado nesse momento no…

Ver o post original 10 mais palavras

Marit Bowmeester e Peter Burling são eleitos velejadores do ano da World Sailing

unnamed (2).png

Não deu para a nossa dupla dourada Martine Grael e Kahena Kunze. A holandesa Marit Bowmeester foi a escolhida como melhor velejadora do ano da World Sailing. Entre os homens, o título ficou com o neozelandês Peter Burling.

Marit é velejadora da classe Laser e, após uma série de contusões venceu o Mundial e o Europeu da classe. Burling foi o skipper do Emirates Team New Zealand, vencedor da America´s Cup.

O prêmio foi entregue no final da conferência anual da World Sailing, que este ano aconteceu em Puerto Vallarta, no México. Burling não estava presente, pois está disputando a Volvo Ocean Race a bordo do Team Brunel. Esta é a segunda vez que ele é eleito o melhor velejador do ano. Em 2016 ele levou o troféu (ao lado de Blair Tucke), por ter vencido todos os campeonatos que disputou na classe 49er, incluindo os Jogos Olímpicos.