Cabanga faz balanço e divulga resultados da REFENO

O Cabanga Iate Clube de Pernambuco apresentou, na manhã da última quarta-feira (04), no Cine Mabya, em Fernando de Noronha, o balanço da 29ª edição da Regata Internacional Recife – Fernando de Noronha.

Ao todo, 47 embarcações participaram da edição 2017 da Regata. A Refeno reuniu 353 tripulantes de 11 estados do Brasil e dois países – Argentina e Reino Unido. Pernambuco foi o estado com o maior número de participantes este ano, com 14 barcos inscritos. O Rio de Janeiro ficou logo atrás, com 10, seguido pela Bahia, com 7 barcos. Completam a lista São Paulo (4), Argentina (2), Alagoas (2), Rio Grande do Sul (2), Distrito Federal (1), Sergipe (1), Paraná (1), Rio Grande do Norte (1), Santa Catarina (1) e Reino Unido (1).

“Tivemos uma regata excelente. Um mar tranquilo. Tivemos um fato extremamente positivo que todas as embarcações que saíram do Recife chegaram a Fernando de Noronha. Tivemos só três problemas durante o percurso. Mas foram problemas solucionados no próprio barco, pela tripulação, e todos chegaram a Ilha. Então, este é um fato extremamente positivo nesta 29ª Refeno”, comemorou Sérgio Avellar, diretor de Vela do Cabanga.

Administrador da Ilha de Fernando de Noronha, Luís Eduardo Antunes não escondeu a alegria em receber a Refeno no arquipélago. “Para Noronha é uma enorme satisfação receber a Refeno e participar como apoiadora deste evento internacional. Temos o maior prazer em estar ajudando e patrocinando o Cabanga na realização deste evento”, disse.

O Comodoro do clube, Jaime Monteiro Jr., destacou a importância da festa ser realizada de velejador para velejador e agradeceu o apoio da Marinha e da Administração da Ilha na realização de mais uma edição da maior regata oceânica do Brasil. “É uma alegria saber que estamos trazendo mais gente à Ilha, o que é bastante positivo para Noronha. Ano passado tivemos algo em torno de 300 tripulantes, e este ano chegamos próximo dos 370 velejadores na regata”, complementou.

Este ano, a embarcação Camiranga, do Rio Grande do Sul, escreveu, mais uma vez, o seu nome na história da Regata Internacional Recife- Fernando de Noronha (Refeno). No último domingo (1º de outubro), o veleiro conquistou o Troféu Fita Azul pelo quarto ano consecutivo, com direito a quebra do próprio recorde entre os barcos monocascos. Do Marco Zero do Recife até a praia do Boldró, o barco comandado por Samuel Albrecht completou a travessia de 292 milhas náuticas (545 quilômetros) em 19h03min18s.

Para ver os resultados completos, por categoria, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s