Martine Grael e Kahena Kunze são vice-campeãs mundiais de 49erFX

Martine Grael e Kahena Kunze podio_Crédito Maria Muina.jpg

Martine Grael e Kahena Kunze mais uma vez estão entre as melhores do mundo. O Campeonato Mundial das classes 49er FX e 49er terminou neste sábado (2), na cidade do Porto, em Portugal, com as brasileiras de novo no pódio. As atuais campeãs olímpicas desta vez ficaram com a medalha de prata, com 39 pontos perdidos, atrás somente das dinamarquesas Jena Mai Hansen e Katja Salskov-Iversen (30 p.p.) e à frente das neozelandesas Alexandra Maloney e Molly Meech (49 p.p.).

As três duplas mantiveram seu domínio na classe, já que formaram o pódio também nos Jogos Rio 2016, com as brasileiras no topo. A competição chegou ao fim com uma programação cheia no último dia. Só na 49er FX, foram disputadas cinco regatas: duas pela fase de classificação e três na série da medalha. Martine e Kahena mostraram regularidade, ficando sempre no top 5. No fim, só não superaram as velejadoras da Dinamarca, medalhistas olímpicas de bronze, recompensadas por um desempenho quase perfeito numa semana ora sem ventos, ora com rajadas muito fortes.

A prata no Mundial coroa um ano brilhante para Martine Grael e Kahena Kunze. A dupla brasileira conquistou de forma inapelável a Copa do Mundo da World Sailing (Federação Internacional de Vela), com três ouros nas três etapas disputadas: Miami, nos Estados Unidos; Hyères, na França; e Santander, na Espanha. E agora encerra a campanha repetindo o vice-campeonato mundial que teve em 2015. As duas já foram campeãs mundiais de 49er FX em 2014.

A partir de agora, Martine volta seu foco momentaneamente para a disputa da Regata de Volta ao Mundo, mas sem deixar de lado a campanha olímpica. Kahena estará presente nesta segunda-feira (4) em Recife, para participar, a partir de 11h, de uma clínica da classe 29er na Copa da Juventude, na subsede Maria Farinha do Cabanga Iate Clube.

MUNDIAL DE 49ER

Na classe 49er, o Brasil teve três tripulações em ação no último dia. Carlos Robles e Marco Grael correram as quatro regatas de sábado na flotilha ouro e terminaram na 20ª colocação na classificação geral, com 83 pontos perdidos. Na flotilha prata também foram disputadas quatro regatas, com Dante Bianchi e Thomas Lowbeer fechando a competição em 36º lugar (94 p.p.), e Robert Scheidt e Gabriel Borges ficando na 40ª posição (102 p.p.). O título do Mundial de 49er ficou com a dupla britânica Dylan Fletcher-Scott e Stuart Bithell, com 19 pontos perdidos.