Bruno Fontes treina nos Estados Unidos visando Tóquio 2020

bruno fontes.jpg

O velejador Bruno Fontes está nos Estados Unidos onde participa desde a última de um training camp a convite de membros da seleção olímpica americana. Com vasta experiência na carreira, incluindo três Olimpíadas, Bruno é tido como referência pelos atletas de outros países e constantemente é convidado para participar de intercâmbios com o intuito de passar seu conhecimento a outros velejadores.

Inclusive, essa não é a primeira vez no ano que Bruno fica fora do país por um tempo. No começo da temporada o velejador brasileiro passou um período na China, pela terceira vez consecutiva, treinando com alguns dos principais competidores da Ásia. “É muito bacana ter esse retorno dos atletas de outros países. A oportunidade do intercâmbio sempre é muito válida, pois a gente consegue aprender muito velejando em lugares diferentes e com atletas talentosos”, explica Bruno.

Vice-campeão da etapa da Copa do Mundo de Miami em 2012, Bruno frequenta os Estados Unidos todos os anos em competições e treinamentos. Esse ano, além de participar da competição americana do circuito mundial, Bruno pode retornar ao país para testar a nova vela da classe Laser e treinar ao lado de velejadores de outras partes do mundo.

“Os treinos têm sido ótimos. Longos e com muita intensidade. Além dos quatro americanos temos um canadense e um mexicano velejando juntos. Posso dizer que em trinta anos competindo e treinando esse é, sem dúvida, um dos melhores camps que já fiz na vida”, enfatiza.

De olho nas Olimpíadas de Tóquio-2020, Bruno Fontes segue sua rotina de treinamentos e competições. Porém, mais experiente, o brasileiro pretende fazer um ciclo diferente durante os próximos três anos e meio. “Nos próximos meses vou dar ênfase aos treinamentos, intercâmbios e as competições mais importantes mesmo. Já estou fazendo todo o trabalho desse segundo semestre planejando a próxima Copa Brasil de Vela, que será um balizador para a formação da equipe olímpica”, encerra.

Vestas 11th Hour Racing anuncia equipe para a Volvo Ocean Race

m45243_13-00-170424-veh-rhe-lisbon-newport-photo-card1-dsc09446.jpg

O time do Vestas 11th Hour Racing anunciou na semana passada o nome dos velejadores que farão parte da equipe que disputará a Volvo Ocean Race 2017-18. Serão dez velejadores, de cinco países, sendo seis deles vencedores da regata em edições passadas.

O britânico Simon Fisher, que foi navegador do Abu Dhabi na última edição, volta para a sua quinta participação na regata. Ao seu lado estarão Phil Harmer, da Austrália, vencedor das duas últimas edições, o irlandês Damian Foxall, que fez parte do time do Ericsson 4 em 2008-09 e o veterano Tony Mutter, da Nova Zelândia, que vem para a sua sexta volta ao mundo e que busca a terceira vitória na regata. O também australiano Tom Johnson trocou o match race da America´s Cup a bordo do Oracle Racing para mais uma volta ao mundo e reforça o time, assim como Nick Dana, dos EUA, que vem para sua segunda edição consecutiva da VOR.

Fazem a estreia na competição a medalhista olímpica da Dinamarca Jena Mai Hansen e a britânica Hannah Diamond.

 

Confira as posições de cada um:

Nick Dana; EUA; Boat Captain
Hannah Diamond; UK; tripulante
Charlie Enright; USA; Skipper
Simon Fisher; UK; Navegador
Jena Mai Hansen; DK; tripulante
Phil Harmer; AUS; tripulante
Tom Johnson; AUS; tripulante
Damian Foxall; IRE; tripulante
Tony Mutter; NZL; tripulante
Mark Towill; USA; Diretor do time