Brasileiros se destacam no Norte Americano de Optimist

19620520_984887708315293_4855066825037458667_o

Como sempre a vela jovem brasileira vem se destacando no cenário internacional. Desta vez, os pequenos do Optimist estão levando a bandeira brasileira ao top 10 da Copa das Nações, que está sendo disputada em paralelo com o Norte Americano de Optimist, . O evento tem como sede Toronto, no Canadá, na mesma raia e clube onde foi disputado o Pan de 2015. Lorenzo Balestrin é o melhor brasileiro na competição, em quarto lugar após cinco regatas da fase classificatória, que terminou nesta quarta-feira. Stephan Barker, dos EUA, lidera.Nesta quinta serão disputadas as regatas de equipe, porém os velejadores estão em terra esperando o vento entrar. As regatas individuais voltam na sexta-feira.

O time brasileiro conta ainda com Roberto Cardoso (10), Vinicius Koeche (14), Guido Hirth (25), Erick Carpes (28), Bernardo Martins (43), Julia Ollivier (50), Mathias Crespo (51), Gabriel Rimoli (55), Antonio Branco (90), João Silva (101), Marcelo Souza (112), Nina Pessoa (124), Leticia Lira (130) e Renata Praseres (131). Acompanham a equipe Guilherme Borne e Juninho como técnicos e Cassio como Team Leader. Participam da competição 178 velejadores com idade até 15 anos.

Os resultados completos podem ser vistos aqui: http://bit.ly/2spSDE8

Bouwe Bekking retorna à Volvo Ocean Race com o Team Brunnel

m45174_bru-141124-coppers-0053-20141125-110303.jpg

Pense em um velejador que ama a Volvo Ocean Race e que adoraria subir no lugar mais alto do pódio na regata de volta ao mundo. Este é Bouwe Bekking. O Holandês de 54 anos acaba de confirmar sua oitava participação na competição e vem em busca da inédita vitória juntamente com o Team Brunel, o sétimo confirmado até agora de oito possíveis.

Não existe outro velejador no mundo que tenha participado de tantas edições da regata. São oito no total. A primeira foi na edição 1985-86 a bordo do Philips Innovator e a última em 2014-15, com mesmo Team Brunel, terminando na segunda colocação.

Assim como o Team Brunel, outros três times voltaram para esta edição da regata: Dongfeng Race Team (Charles Caudrelier), Vestas (Charlie Enright) e Mapfre (Xabi Fernández). Completam a lista de inscritos o AkzoNobel (Simeon Tienpont, que terá o brasileiro Joca Sognorini como reforço), Team Sun Hung Kai/Scallywag (David Witt) e Turn The Tide on Plastic (Dee Caffari). A regata larga no dia 22 de outubro em Alicante, na Espanha.

CBVela inaugura nova sede na Marina da Glória

MFF_5621.jpg

De frente para a Baía de Guanabara, a Confederação Brasileira de Vela (CBVela) inaugurou, na manhã desta quarta-feira, dia 28, sua nova sede, na Marina da Glória. Orgulhosa do passado, mas pensando pra frente, a entidade celebrou a nova casa dando o primeiro passo para a criação do Hall da Fama da vela no Brasil, com uma homenagem aos bicampeões olímpicos Torben Grael e Marcelo Ferreira. O evento contou também com a presença dos velejadores que defenderão o país em julho no Mundial de Optimist, classe de formação para crianças e adolescentes. Para completar, durante a cerimônia foi selada a assinatura da renovação, até 2020, do contrato da CBVela com o Bradesco, patrocinador máster da Confederação desde o último ciclo olímpico.

Convidados de honra, Torben Grael e Marcelo Ferreira foram os primeiros atletas a botar as mãos nos moldes que irão, no futuro, compor o Hall da Fama da vela brasileira, homenageando os grandes nomes da modalidade. Com cinco pódios, Torben é o maior medalhista olímpico do esporte brasileiro, ao lado do também velejador Robert Scheidt. Em seis participações nos Jogos, foi ouro em Atlanta-1996 e Atenas-2004, na classe Star; prata em Los Angeles-1984, na Soling; e bronze em Seul-1988 e Sydney-2000, novamente na Star. Hoje, o velejador ocupa o cargo de vice-presidente da Federação Internacional de Vela (World Sailing) e foi o primeiro brasileiro a ingressar no Hall da Fama internacional da modalidade.  Continuar lendo “CBVela inaugura nova sede na Marina da Glória”

Trinta e sete barcos já confirmaram a participação na REFENO

refeno 3 (1).JPG

As inscrições para a 29ª Regata Internacional Recife – Fernando de Noronha (Refeno) seguem a todo vapor. Desde que foi aberto – há quase dois meses -, o cadastro para a maior regata oceânica do Brasil já conta com 37 barcos inscritos e 12 pré-inscritos. A largada está marcada para o dia 30 de setembro, no Marco Zero do Recife.

Até o momento, Pernambuco conta com a maior número de embarcações inscritas na tradicional regata, sedo 13 até agora. Logo atrás vem o Rio de Janeiro, com oito barcos inscritos e dois pré-inscritos. A Bahia aparece com a inscrição de cinco embarcações e a pré-inscrição de mais duas. São Paulo até agora possui quatro representantes inscritos e dois pré-cadastrados.

Rio Grande do Sul, Maranhão, Distrito Federal, Sergipe e Alagoas aparecem todos com uma embarcação cadastrada. Paraná, Acre, Sergipe e Santa Catarina também possuem barcos pré-inscritos na Refeno. A Regata Internacional ainda conta com mais duas embarcações estrangeiras, sendo uma da Argentina e outra do Reino Unido, até o momento.

Os velejadores terão até o dia 28 de setembro para confirmar participação através do site http://www.refeno.com.br. Estão aptas para participar da Refeno as embarcações da classe ORC, RGS, Mocra, Multicasco, Catamarã, Multicasco Trimarã, Aço, Bico-de-Proa, Aberta e Turismo.

Como todos os anos, os barcos irão percorrer um total de 298 milhas náuticas, o que equivale a 545 quilômetros de distância entre o local de partida, no Marco Zero, e o de chegada, no Mirante do Boldró, em Fernando de Noronha.