Copa Brasil de Vela: Kitesurf estreia nas águas do Guaíba

Os barcos que estão na disputa da IV Copa Brasil de Vela e da II Copa Brasil de Vela Jovem ganharam a companhia de uma nova classe — voadora e radical — nesta quinta-feira, nas águas do Guaíba, em Porto Alegre. As pranchas do kitesurfe deram um colorido especial à competição. Apesar do vento fraco, foram realizadas as quatro regatas previstas de Hidrofoil, em evento válido também como 1ª etapa do Campeonato Brasileiro da categoria. É o casamento da emoção de um esporte eletrizante com a tradição vitoriosa da modalidade que mais conquistou medalhas de ouro olímpicas para o Brasil.

“Com essa proximidade entre a ABK e a CBVela, conseguimos unir a prática de mais de 20 anos que nós temos do kitesurfe com toda a tradição que a vela já construiu ao longo dos anos”, avalia Augusto Sampaio, presidente da Associação Brasileira de Kitesurfe (ABK).

A competição de Kitesurfe Hidrofoil em Porto Alegre conta com duas categorias: Tubular e Foil. Na primeira, os kites são equipados com velas infláveis, enchidas por uma bomba manual, diferentemente da segunda, que conta apenas o vento como propulsor durante a regata, formando uma espécie de parapente.

As séries foram bastante disputadas entre os velejadores, com um total de 11 inscritos. Na disputa do Foil, ao fim do primeiro dia, Bruno Lobo, atual campeão brasileiro de Hidrofoil, venceu as quatro provas e é o líder. Wilson Veloso aparece em segundo lugar, à frente de Roberto Veiga e Arthur Veloso, jovem de apenas 15 anos. No Tubular, o pernambucano Eduardo Fernandes venceu as disputas.

“Contamos uma estrutura excepcional que foi disponibilizada para a ABK realizar a prova. Não só de equipamentos, mas das pessoas envolvidas. A condição de ventos variou bastante, deixando a competição ainda mais acirrada. Esta sexta-feira será mais um dia de grandes disputas”, analisou Augusto Sampaio.

Sobre a IV Copa Brasil de Vela e a II Copa Brasil de Vela Jovem:

A IV Copa Brasil está sendo disputada nas seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, Nacra 17 (Misto), Kitesurfe Hidrofoil Open (Tubular e Foil) e Kitesurfe Hidrofoil Amador (Tubular). O projeto de Vela Jovem da CBVela tem o patrocínio do Grupo Energisa. A II Copa Brasil de Vela Jovem conta com as seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Radial (Masc e Fem.), 420 (Masc. e Fem.), 29er (Masc e Fem.) e Hobie Cat 16 (Aberto). São mais de 100 velejadores inscritos, representando cinco países (Argentina, Brasil, Equador, França e Uruguai) e totalizando mais de 80 barcos.

O evento é seletivo para a formação da Equipe Brasileira de Vela em 2017. Os atletas vencedores da IV Copa Brasil de Vela e os velejadores sub-23 mais bem classificados nas suas respectivas classes passarão a fazer parte do plano de investimento da Confederação Brasileira de Vela (CBVela) para participação nas principais competições internacionais deste ano. Eles serão constantemente analisados no Programa de Desenvolvimento Individual de Atletas durante todo o ciclo olímpico, até Tóquio 2020. A competição também vale pontos para o ranking mundial da Federação Internacional de Vela (World Sailing).

Resultados:

Finn

470

RSX Masc

RSX Fem

Laser Standard

Laser Radial

Nacra17

49er

29er 

420

Kitesurf Hidrofoil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s