Martine e Kahena competem contra os homens na Copa Brasil de Vela

IV Copa Brasil de Vela

Os bons ventos da vela começaram a soprar nesta segunda-feira em Porto Alegre. Foi o primeiro dia de regatas da IV Copa Brasil de Vela e da II Copa Brasil de Vela Jovem, que estão sendo realizadas no Guaíba, com sede dividida entre o Clubes dos Jangadeiros e o Veleiros do Sul. Neste dia de estreia, destaque para a participação das velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze na raia entre os homens, na disputa da classe 49er. As campeãs olímpicas da 49erFX venceram uma das duas regatas disputadas e estão em segundo lugar na classificação, com quatro pontos perdidos.

“Toda competição é válida, e competir com os homens é um desafio maior. Hoje, demos um jeito de acertar todos os detalhes para ganhar alguma vantagem caso o vento aumentasse. E isso deu certo”, explicou Martine, que topou o desafio de correr ao lado de Kahena de 49er pela falta de um número suficiente de adversárias na 49erFX. As embarcações das duas classes são iguais, mas o mastro e a vela são maiores na 49er. Continuar lendo “Martine e Kahena competem contra os homens na Copa Brasil de Vela”

Ricardo Halla e Marcela Mendes são bicampeões do SULCAT

unnamed (31).jpg

A dupla de velejadores do Iate Clube de Santa Catarina, Ricardo Halla e Marcela Mendes, confirmou o bicampeonato do Campeonato Sul-Brasileiro de Hobie Cat, disputado de quinta até sábado em Florianópolis. A disputa foi definida apenas nas últimas regatas da competição com vantagem de apenas dois pontos dos catarinenses para a dupla paulista Felipe Frey e Geisa Frey.

Após começarem o evento com três vitórias, Ricardo e Marcela viram a diferença cair para apenas dois pontos após um dia quase perfeito dos paulistas na sexta. No último dia, Felipe e Geisa venceram a primeira regata, mas sofreram uma quebra na segunda penúltima regata do evento. Enquanto isso, a dupla do ICSC manteve a consistência durante todo o evento, com dois segundos e um 3º no sábado. João Kraemer e Daniele Capiotti (RS) fecharam o evento na 3ª posição. Continuar lendo “Ricardo Halla e Marcela Mendes são bicampeões do SULCAT”

Copa Brasil de Vela começa nesta segunda em Porto Alegre

unnamed (30).jpg

Após chegar a disputa da Medal Race na Copa do Mundo de Vela de Miami, que marcou o iniciou do novo ciclo olímpico, o velejador Bruno Fontes inicia nessa segunda-feira sua campanha na IV Copa Brasil de Vela, principal competição do calendário nacional da modalidade e que define a Equipe Brasileira para a temporada 2017. Competindo na classe Laser, Bruno Fontes terá pela frente fortes adversários, como Alex Veeren, companheiro de treinos em Florianópolis e atual campeão brasileiro da classe.

“Ter chegado até a Medal Race em Miami me deu bastante confiança no meu retorno as competições. O último ciclo olímpico foi muito intenso, mas estou bem focado para mais esse desafio”, comenta Bruno. “A flotilha de Laser sempre tem uma renovação bacana e é preciso ficar bem atento aos novos velejadores. Com certeza será um campeonato bem disputado”, completa.

A IV Copa Brasil de vela acontece no Rio Grande do Sul, com sede dividida entre o Clube dos Jangadeiros e Veleiros do Sul. A cerimônia de abertura acontece nesse domingo (5) e as regatas ocorrem de 6 a 11. “Estou bastante otimista para a competição. Temos uma semana longa pela frente, mas eu tenho um objetivo claro de integrar a equipe olímpica. Não será uma tarefa fácil, mas estou bem preparado para encarar as regatas”, afirma Bruno.

Paralelo a IV Copa Brasil de Vela acontece a II Copa Brasil de Vela Jovem, sendo uma ótima oportunidade para a nova geração ter contato com as estrelas do esporte, como Robert Scheidt (cinco vezes medalhista olímpico), Martine Grael e Kahena Kunze (campeãs olímpicas da classe 49er FX na Rio/2016), Fernanda Oliveira e Isabel Swan (medalhistas na classe 470 em Pequim/2008) e Torben Grael, coordenador-técnico da equipe brasileira de vela, dono de cinco medalhas em olimpíadas e vice-presidente da Federação Internacional de Vela.

Os vencedores do evento farão parte da Equipe Brasileira de Vela em 2017, sendo que esses atletas passam a fazer parte do plano de investimento da Confederação Brasileira de Vela para a participação nas principais competições internacionais desse ano. Os atletas passarão por análises periódicas no Programa de Desenvolvimento Individual durante todo o ciclo, até as Olimpíadas de Tóquio 2020.

A IV Copa Brasil terá disputa nas seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, Nacra 17 (Misto), Kitesurfe Hidrofoil Open (Tubular e Foil) e Kitesurfe Hidrofoil Amador (Tubular).

Geison Mendes e Gustavo Thiesen são tetracampeões sul-americanos de 470

IMG_9132.JPG

Os velejadores Geison Mendes e Gustavo Thiesen venceram o Campeonato Sul-americano da classe 470 que encerrou neste domingo no Veleiros do Sul. Em segundo lugar ficaram os cariocas Henrique Haddad e Breno Abdulklech e em terceiro e na colocação geral, e em primeiro na categoria feminina, as gaúchas olímpicas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan. E na categoria júnior os campeões foram os argentinos Agustin Romero e Fermin Jacobs. Veja a classificação completa aqui

A dupla campeã do Veleiros do Sul ( Navegação Aliança/Honda Via Porto) nem correu a última regata porque já estava com o título garantido por antecipação e também o tetracampeonato: 2013, 2014, 2015 e 2017.

“Nós optamos por não correr a última regata porque o vento estava muito forte e queríamos preservar as velas e descansarmos um pouco. Hoje a dupla do RJ procurou nos marcar na raia, o que é normal numa disputa, mas conseguimos velejar melhor porque taticamente fizemos tudo certo”, comentou o timoneiro Geison Mendes, 29 anos. Das oito regatas que eles participaram ficaram em primeiro lugar em cinco. Ao chegarem no pátio do clube Geison e Gustavo receberam muitos parabéns e o carinho em forma de festa pelas crianças da flotilha de Optimist.

Os velejadores nem terão um tempo de pausa para comemorações porque nesta segunda-feira começa outro desafio para eles: as regatas da Copa Brasil de Vela em Porto Alegre que definirá a Equipe Brasileira de Vela 2017 que iniciará o ciclo dos Jogos de Tóquio 2020.
O último dia do Sul-americano teve chuva na raia antes da largada da primeira das três regatas realizadas na raia de Ipanema. Com a entrada da frente fria, após a chuva, o vento veio de direção sul e com rajadas de até 23 nós de intensidade. O que provocou ondas mais fortes no Guaíba. O Sul-americano teve a participação de 13 tripulações do Brasil, Argentina e Equador.