Disputa acirrada entre paulistas e catarinenses marca o segundo dia do BRASCAT

unnamed (29).jpg

Após dominarem o primeiro dia do 43º Sul Brasileiro de Hobie Cat com vitórias nas três regatas realizadas na quinta-feira (2) a dupla do Iate Clube de Santa Catarina, Ricardo Halla e Marcela Mendes, sustentou a liderança da competição, mas viu a diferença de pontos diminuir com relação aos paulistas Felipe Frey e Geisa Frey. Dessa forma, o campeonato segue totalmente indefinido e as regatas finais deste sábado apontarão a dupla vencedora entre os Hobie Cat 16 em Jurerê.

O cenário dessa sexta repetiu o que se viu na quinta. Sol, céu limpo e vento nordeste ganhando força do meio da tarde para frente, soprando entre 10 e 15 nós para a alegria dos velejadores. Com duas vitórias e um segundo lugar nas três regatas realizadas nessa sexta, os paulistas Felipe Frey e Geisa Frey somam agora nove pontos perdidos, após um descarte. Continuar lendo “Disputa acirrada entre paulistas e catarinenses marca o segundo dia do BRASCAT”

Em Porto Alegre, Copa Brasil de Vela terá disputa de kitesurf

unnamed-28

A IV Copa Brasil de Vela será recheada de emoções nas águas da capital gaúcha. Isso porque, além dos principais nomes da vela nacional, a competição – que acontece de 5 a 11 de março, juntamente com a II Copa Brasil de Vela Jovem – terá a classe kitesurfe, com atletas de ponta mostrando toda a sua habilidade. O evento é organizado pela Confederação Brasileira de Vela (CBVela), com patrocínio máster do Bradesco, patrocínio do Grupo Energisa para o projeto de Vela Jovem e apoio da Federação de Vela do Estado do Rio Grande do Sul.

Esta será a primeira vez que a Copa Brasil contará com uma competição de Kitesurfe, e a expectativa é grande para receber feras como o jovem Arthur Veloso, Nayara Rocha e Bruno Lobo, este último, o atual campeão brasileiro de Hidrofoil, título conquistado em 2016, em Maracaípe, Pernambuco. A disputa, inclusive, será a primeira etapa do Circuito Brasileiro de Kitesurfe Hidrofoil 2017.

“Para nós, é super importante ter o kitesurfe presente no principal evento de vela olímpica do país. Temos grandes chances de ter o kite aprovado como evento exibição nos Jogos de Tóquio, portanto, precisamos cada vez mais nos aproximar dos velejadores, de forma a iniciar uma preparação futura nessa importante classe. Estamos muito entusiasmados com a presença dos atletas do kite na Copa Brasil”, afirmou o Diretor-executivo da CBVela, Daniel Santiago.

A competição de Kitesurfe Hidrofoil em Porto Alegre contará com duas categorias: Tubular e Foil. Na primeira, os kites são equipados com velas infláveis, enchidas por uma bomba manual, ao contrário da segunda, em que se utiliza apenas o vento, durante a regata, para inflar as velas, formando uma espécie de parapente. A ideia da Associação Brasileira de Kitesurfe (ABK) é realizar várias outras etapas da modalidade ao longo do ano.

“Vai ser muito legal para nós participar desta Copa Brasil e estamos na expectativa de grandes disputas, sobretudo entre os atletas nordestinos, que andam muito forte, e os do próprio Rio Grande do Sul, que também vêm com força para a competição. Sem dúvida, será muito bom inclusive para que eles se preparem para campeonatos internacionais”, avalia o Presidente da ABK, Augusto Sampaio. Além da competição de Kitesurfe em si, que acontece de 9 a 11 de março, o evento contará com uma clínica para instrutores, ministrada pela ABK, de 5 a 7.

Estrelas da Vela em Porto Alegre:

Dentro do melhor espírito de parceria, a sede será dividida entre os dois grandes clubes da modalidade em Porto Alegre: o Clube dos Jangadeiros e o Veleiros do Sul. As duas competições – IV Copa Brasil de Vela e II Copa Brasil de Vela Jovem –  serão disputadas paralelamente, a fim de dar uma oportunidade para os jovens velejadores terem contato com os atletas das classes olímpicas, incluindo ídolos no evento como Robert Scheidt, Isabel Swan, Martine e Kahena

 

O evento serve de seletiva para a formação da equipe brasileira de Vela em 2017. Os atletas vencedores da IV Copa Brasil de Vela e os velejadores Sub-23 mais bem classificados na IV Copa Brasil de Vela, nas suas respectivas classes, passarão a fazer parte do plano de investimento da CBVela para participação nas principais competições internacionais deste ano, sendo constantemente analisados no Programa de Desenvolvimento Individual de Atletas durante todo o ciclo olímpico, até Tóquio 2020.

A IV Copa Brasil terá disputa nas seguintes classes: RS:X (Masc e Fem.), Laser Standard, Laser Radial (Fem.), Finn, 470 (Masc e Fem.), 49er, 49er FX, Nacra 17 (Misto), Kitesurf Hidrofoil Open (Tubular e Foil) e  Kitesurf Hidrofoil Amador (Tubular).

A II Copa Brasil de Vela Jovem está aberta para as classes RS:X (Masc e Fem.), Laser Radial (Masc e Fem.), 420 (Masc. e Fem.), 29er (Masc e Fem.) e Hobie Cat 16 (Aberto).

Catarinenses largam na frente no Sulbrasileiro de Hobie Cat

Começou nessa quinta-feira o 43º Campeonato Sul-Brasileiro de Hobie Cat em Florianópolis, na raia de Jurerê, e a dupla do Iate Clube de Santa Catarina Ricardo Halla e Marcela Mendes largou na frente na classe Hobie Cat 16 vencendo as três regatas do dia na Sede Oceânica.

Com vento nordeste soprando entre 10 e 15 nós, os catarinenses, que são os atuais campeões do evento, dominaram todas as regatas iniciando o campeonato com três pontos perdidos. Com dois terceiros e um segundo lugar os paulistas Felipe Frey e Geisa Frey vem logo atrás com oito pontos perdidos, enquanto os gaúchos Mario Dubeux e Karoline Bauermann estão na terceira posição com nove pontos perdidos.

No total catorze duplas participam do 43º Sul Brasileiro de Hobie Cat 16. Já na Hobie  Cat 14, onze velejadores participam da competição e nesse primeiro dia o equilíbrio ficou evidente com três competidores empatados na primeira posição com sete pontos perdidos, todos de Santa Catarina.

Adam Mayerle, Eduardo da Silva e Henrique Gomes venceram uma regata cada no primeiro dia e dividem a liderança, com vantagem no desempate para Adam (4+1+2), seguido por Eduardo (1+2+4) e Henrique (3+3+1).

O primeiro dia de regatas proporcionou aos velejadores um dia típico de Jurerê, com o vento nordeste apertando ao longo da tarde. Dessa forma a Comissão de Regatas, presidida pelo juiz internacional Ricardo Navarro, conseguiu dar sequência ao cronograma previsto com três regatas para o primeiro dia. Nessa sexta-feira mais três estão previstas e a expectativa é de que todas sejam realizadas.

Classificação após três regatas:

Hobie Cat 16:
1 – Ricardo Halla/Marcela Mendes (SC) – 3 pp
2 – Felipe Frey/Geisa Frey (SP) – 8pp
3 – Mario Dubeux/Karoline Bauermann (RS) – 9pp
4 – João Kraemer/Daniele Capiotti (RS) – 11pp
5 – Ricardo Lowy/José Irineu da Silva (SP/SC) – 16pp

Hobie Cat 14:
1 – Adam Mayerle (SC) – 7pp
2 – Edaurdo da Silva (SC) – 7pp
3 – Henrique Gomes (SC) – 7pp
4 – Alexandre Serratine (SC) – 10pp
5 – Jairo Krieger (SC) – 15pp

Sul-Americano de 470 começa em Porto Alegre com Brasileiro na liderança

IMG_8475.JPG

O Campeonato Sul-americano da classe 470 iniciou nesta quinta-feira no Veleiros do Sul com a participação de 13 barcos do Brasil, Argentina e Equador.  O primeiro dia de disputa foi promissor para os velejadores locais que tiveram bom desempenho nas três regatas realizadas na raia do Guaíba.

A dupla Geison Mendes e Gustavo Thiesen fez as colocações: 2º + 1º + 1º  e começou o campeonato na liderança. Em segundo lugar vem outra dupla de Porto Alegre, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan. E no terceiro lugar estão os cariocas Henrique Haddad e  Breno Abdulklech.

As condições de vento foram variadas, a competição iniciou com intensidade fraca de noroeste e no final da tarde aumentou um pouco a velocidade, com a direção sudoeste. O Sul-americano continua nesta sexta-feira a partir das 13 horas.