Alex Veeren e Pedro Bomeisel lideram os Brasileiros de Standard e 4.7

 

O 43º Campeonato Brasileiro de Laser Standard e 4.7 teve seu primeiro dia de disputas válidas marcado por chuva frava e vento forte na represa de Guarapiranga, zona sul da capital paulista. Os velejadores sofreram para terminar as duas regatas desta terça-feia, dia 17, devido às rajadas que chegaram a mais de 20 nós. Diversos barcos viraram nas manobras e perderam importantes posições, como foi o caso de Stephan Kunath, do Yacht Club Santo Amaro, sede da competição, que virou bem na chegada da primeira regata terminando em 3ºlugar. “Cometi um erro técnico na chegada da primeira regata e acabei perdendo duas posições. Na segunda velejei melhor e soube aproveitar bem as rajadas, mas ainda sim venci a regata por muito pouco. Tirando meu erro, estou feliz com o meu desempenho e gostei bastante de velejar no vento forte”, conta Stephan.

Alex Veeren, de Florianópolis, venceu a primeira regata e terminou a segunda na 4ª posição. Com esses resultados, o atleta do Iate de Santa Catarina lidera a classe Standard com 5 pontos perdidos, empatado com João Pedro de Oliveira, do Iate Clube do Rio de Janeiro. “Apesar de não gostar tanto de vento forte, na represa acabo preferindo essas condições. Tive mais facilidade na primeira regata porque conseguia ver melhor de onde vinham as rajadas e isso ajudou me desempenho. Já na segunda regata, a raia tinha muito buracos de vento e acabei me perdendo um pouco”, comenta Alex Veeren.  Continuar lendo “Alex Veeren e Pedro Bomeisel lideram os Brasileiros de Standard e 4.7”

Apenas 69 milhas separam os líderes da Vendée Globe a um dia da chegada

unnamed (18).jpg

Apenas 62 milhas separam os dois primeiros colocados da Vendée Globe, faltando pouco menos de 500 milhas par aa chegada. Armel Le Cleach’ lidera a competição desde o dia 5 de dezembro, mas o inglês Alex Thompson não quer deixar barato e segue buscando a vitória. Há dois dias ele bateu o recorde de singradura, fazendo nada menos que 536,8 milhas em 24 horas, o que dá uma média de 22,4 nós.

A tensão vai ser o combustível noturno para a dupla, que está sendo esperada em Les Sables d’Olonne, na França, nesta quarta-feira. Thompson espera ser o primeiro britânico a vencer a competição, enquanto Le Cleac’h espera vencer após dois segundos lugares consecutivos. Tudo pode acontecer nestas últimas milhas, visto a edição 2004/05, quando o britânico Mike Golding perdeu a quilha – e a liderança – a 50 milhas da chegada, terminando na terceira colocação. Façam suas apostas.

Para acompanhar o tracking da regata, clique aqui.

 

Martine e Kahena vencem o Midwinters de 49er FX em Miami

Martine Grael e Kahena Kunze.jpg

Na primeira competição após os Jogos Rio 2016, Martine Grael e Kahena Kunze mantiveram a doce rotina do pódio. Melhor ainda: o topo do pódio. As campeãs olímpicas da classe 49er FX conquistaram nesta segunda-feira, dia 14, o título do Miami Mid Winters, nos Estados Unidos. Com sobras, elas garantiram a medalha de ouro vencendo sete de 11 regatas e fechando o campeonato com 13 pontos perdidos.

Foi o segundo título de Martine e Kahena no Mid Winters, onde elas levaram ouro em 2015 e bronze em 2016. Em segundo lugar chegaram as americanas Paris Henken/Helena Scutt, com 24 pontos, e as norueguesas Ragna Agerup/ Maia Agerup ficaram com o bronze (35 p.p.).

A competição marcou também a estreia de Robert Scheidt em sua nova classe, a 49er. Ao lado de Gabriel Borges, o maior medalhista olímpico do esporte brasileiro terminou na 11ª posição, com 116 pontos perdidos, após sofrer com quebras no barco durante o primeiro dia do campeonato. O ouro foi para Diego Botin e Santi López, com 28 p.p.

Aberto para as classes Nacra 17, 49er e 49er FX, o Miami Mid Winters foi um evento de preparação para a etapa de Miami da Copa do Mundo da World Saling (Federação Internacional de Vela), que começa no próximo domingo, dia 22, no City of Miami Regatta Park. As primeiras regatas estão previstas para terça-feira, dia 24, com disputas em todas as classes olímpicas: Nacra 17, 49er, 49er FX, Finn, Laser, Laser Radial, RS:X masculino e feminino, e 470 masculino e feminino.

Mais informações sobre o Miami Mid Winters:

http://www.regattanetwork.com/event/13682#_newsroom

Fonte: assessoria