Zeus leva é fita-azul da Regata Volta a Ilha de Santa Catarina

unnamed (14).jpg

Principal disputa de vela oceânica do estado, a Regata Volta a Ilha de Santa Catarina sempre reserva grandes momentos para as tripulações que enfrentam o percurso de 65 milhas ao redor da capital catarinense. E a edição de 2016 com certeza ficará marcada na memória de cada um dos participantes como uma das mais duras já realizadas. Após largar às 10h da manhã do sábado, a competição só foi encerrada no começo da tarde de domingo, para a última equipe, com quase 27h de duração.

A grande campeã e vencedora do Troféu Fita Azul foi a tripulação do Zeus Team, comandada por Inácio Vandresen, ao cruzar a linha de chegada com 14h59min15s de regata, quando já passava da 01h do domingo. Para se ter uma ideia da dificuldade enfrentada pelas tripulações, o recorde da Regata Volta a Ilha de Santa Catarina, pertence ao veleiro Mano Champ´s, comandado por Avelino Alvarez, que em 2011 completou o percurso em 8h43m01s, pouco mais de seis horas mais rápido do que o tempo obtido pela tripulação do Zeus Team nessa temporada.

Porém, quanto mais difícil o feito, mais valorizado ele se torna. Essa foi a primeira vez que a tripulação do Zeus Team alcançou o título de Fita Azul com o C30. “Foi uma linda Volta à Ilha. Muita chuva, dura, bem difícil, mas uma grande regata. Tripulação toda está de parabéns. Uma coisa inacreditável”, comemorou o comandante Inácio Vandresen ao chegar à Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina.

Um dos mais experientes velejadores da equipe, Felipe “Fipa” Linhares, que desempenha o papel de timoneiro e tático da equipe, falou sobre a conquista. “Regata com pouco vento, muita chuva, tivemos uma pane elétrica e precisamos velejar “às cegas” durante um período, mas fizemos uma ótima regata. Lideramos no começo, fomos ultrapassados pelo Catuana e depois conseguimos recuperar a liderança já aqui dentro da Baía Norte. Essa foi uma edição muito desgastante e esse título coroa um ano legal para a tripulação”, comentou Fipa. Esse foi o terceiro título consecutivo de um veleiro da Classe C30 na Regata Volta a Ilha de Santa Catarina, sendo que em 2014 e 2015 as vitórias foram conquistadas pelo Katana.

Além da conquista geral do evento, o Zeus Team conquistou também o título na classe ORC com pequena vantagem sobre o Catuana Kim após o tempo corrigido. Na RGS Geral o título ficou com o veleiro Bruxo, comandando por Luiz Carlos Schaefer, enquanto na RGS Cruzeiro, o título ficou com o Carino, do comandante Moacir Carqueja.

Largando às 10h do sábado, a 48ª Regata Volta a Ilha de Santa Catarina foi realizada em condições difíceis, de ventos norte/nordeste de 3 a 5 nós no tempo que soprou, intercalado com muitos períodos de calmaria. “Foi uma regata longa e tensa, pois em qualquer momento uma rajada poderia definir. Qualquer vantagem construída em horas podia desaparecer em poucos minutos. Uma regata de resistência das mais difíceis dos últimos anos”, explicou o Presidente da Comissão de Regatas, Ricardo Navarro.

Arretado leva o título da Volta a Ilha do Largo.

Paralelo a disputa da Regata Volta a Ilha de Santa Catarina acontece a Regata Volta a Ilha do Largo, e o que se viu foi uma disputa extremamente equilibrada, entre os HPE 25 Arretado e Força 12. Como bem frisou Ricardo Navarro, em condições de vento fraco qualquer vantagem construída pode ser desfeita e foi o que aconteceu no duelo.

Na primeira parte do percurso, sentido Sul da Ilha, a tripulação do Arretado conseguiu abrir boa vantagem sobre o Força 12 ao contornarem a Ilha do Largo. Porém, ao passarem pelas Pontes, o vento “sumiu” e a vantagem de quase quinze minutos foi diminuído. Além de voltarem para disputa, a tripulação do Força 12 passou a abrir diferença na Baía Norte. No contorno na Ilha de Ratones, última perna antes do retorno a chegada, a vantagem chegava a quase dez minutos e foi nesse momento que a disputa começou a ficar emocionante. Aos poucos o Arretado foi encostando e já próximo do final emparelharam com o Força 12. Ao final, apenas 20s de diferença separaram as duas tripulações com vantagem para o Arretado, que conseguiu a ultrapassagem nos metros finais.

Dorf, Stand By Me e Ventaneiro são campeões do Circuito Niterói

18562778329_eb17c04ee4_o

Neste final de semana o Clube Naval Charitas promoveu o Circuito Niterói, aberto para as classes ORC, IRC e RGS. Trinta e três barcos estiveram na raia disputando cinco regatas. A primeira regata da série foi de percurso longo e homenageou o Comandante Érico.

Após três dias de competição, os vencedores foram Ventaneiro III, de Renato Cunha, na IRC, Stand by Me, de Lars Grael, na ORC, e Dorf, de Roberto Schnarndorf. Todos são associados ABVO e seus resultados contaram ponto para a Copa Brasil de Oceano, que está chegando ao fim.

Resultados completos:

ORC

IRC

RGS