Clube de aluguel de veleiros é opção barata para quem quer velejar em SP

14884664_1003285603130515_385601032888477366_o.jpg

O estaleiro Craftec fez uma parceria com a Sailorcraft e com o Sailing Center, na Guarapiranga, que mudou a forma como as pessoas velejam em São Paulo. Eles criaram o Flash Clube, um clube cujos associados pagam uma mensalidade para ter um veleiro modelo Flash sempre à disposição, sem ter que se preocupar com manutenção, custo com marina, velas novas, etc. Basta o associado agendar o dia que quer usar o barco, que ele estará prontinho no píer. A reserva é feita online, de acordo com a seguinte agenda:

  • De terça a sexta-feira das 10h às 16h
  • Sábados, domingos e feriados das 9h às 13h ou das 13h às 17h.

Existem três modelos de barcos disponíveis: Flash 165, Flash 170 e Flash 195. O Flash 165 possui quilha com bulbo, característica principal que não permite que o barco vire ou aderne exageradamente, proporcionando uma velejada totalmente seca com total segurança para levar a família, filhos, netos e amigos. Já o Flash 170 tem as mesmas características do 165, porém possui uma cabine, é indicado para velejadas com crianças e em família, ou aquela velejada sem preocupação com a performance. O Flash 195, também é cabinado e comporta até 5 pessoas. Possui vaso sanitário, escada de popa e âncora, proporcionando muito conforto. Exige habilitação Arrais Amador. Os três modelos vêm com enrolados de buja, mestra com lazzy jack e rizo, quilha e leme retráteis.

Para quem não sabe velejar, o Flash Clube também ministra aulas para iniciantes e de aperfeiçoamento para quem já tem noção do esporte. A classe Flash possui mais de 250 barcos produzidos no país e este ano realizou pela primeira vez os Campeonatos Brasileiro e Paulista de Flash 165.

World Sailing anuncia mudanças na Copa do Mundo de Vela

160811_RIO2016_jr_113582.jpg

A Federação Internacional de Vela World Sailing mudou o sistema da Copa do Mundo de Vela. O evento, que era disputado o ano todo, agora terá menos etapas e vai começar em outubro e terminar em junho/julho.

Para 2017, a primeira etapa será disputada em Miami, entre os dias 22 e 29 de janeiro. A segunda terá Hyères, na França, como sede, entre os dias 23 e 30 de abril, e a etapa final será disputada em Santander, na Espanha, entre 4 e 11 de junho.

A edição 2018 começará em outubro de 2017 no Japão, que também será sede de mais três etapas em 2018 e 2019, além da final em 2020 um pouquinho antes do início das Olimpíadas, e terminará em Kiel, na Alemanha.

O calendário ficará assim até as Olimpíadas de Tóquio:

2017/18: Gamagori, Japão (outubro 2017), Miami (janeiro 2018), Hyères (maio 2018) + Kiel Final (Junho/Julho 2018)
2018/19: Enoshima, Japão (outubro 2018), Miami (janeiro 2019),  Round Europeu (maio-Junho) + TBC Final (Junho/Julho 2019)
2019/20: Enoshima, Japão (outubro 2019), Miami, (janeiro 2020) Round Europeu (maio-Junho) + Enoshima, Japão Final (Julho 2020)

 

Thomas Coville poderá bater recorde de volta ao mundo em solitário

14918882_10154722827499264_5336709496478926604_o.jpg

No último dia 6 o velejador francês Thomas Coville partiu de Brest, na França, a bordo do maxitrimarã Sodebo para tentar quebrar o recorde de volta ao mundo em solitário. Seis dias depois, parece que as coisas vão indo bem e ele veleja pouco mais de 300 milhas à frente do atual recorde de 57d 13h 34m 6s, que foi estabelecido em 2008 por Francis Joyon a bordo do trimarã Idec.

Até a manhã desta sexta-feira ele já havia percorrido 3 mil milhas e ainda tem pouco mais de 20 mil pela frente. A velocidade média até agora é de 23,4 nós. Esperemos até a chegada nos Doldrums.

Para acompanhar a aventura em tempo real, acesse: http://bit.ly/2fHhOzQ