Seletiva para Mundial da Juventude, Copa da Juventude chega ao fim no Rio de Janeiro

Terminou nesta sexta-feira (dia 14) a edição 2016 da Copa da Juventude, competição importante no calendário da Vela Jovem, iniciativa da Confederação Brasileira de Vela (CBVela) para o desenvolvimento do esporte entre os jovens. Realizada na Baía de Guanabara após os Jogos Rio-2016, e com sede no Iate Clube do Rio de Janeiro, a competição foi seletiva para o Mundial da Juventude, que será disputado em Auckland, na Nova Zelândia, em dezembro. Além disso, a entidade organizou diversas palestras ao longo da semana com a participação de nomes como Martine Grael e Robert Scheidt.

“Estamos sempre buscando a evolução e não fazer apenas do campeonato uma eliminatória para o Mundial da Juventude. Buscamos trazer mais conhecimento técnico e inspiração para estes jovens velejadores. Para isso, trouxemos este ano alguns dos nossos medalhistas olímpicos e treinadores para conversarem com a garotada. Também contamos com o apoio dos clubes para ajudar neste momento de transição entre a vela de iniciação e o alto rendimento”, afirmou o Secretário Geral da CBVela, Ricardo Lobato.

A edição 2016 da Copa da Juventude contou com 95 velejadores de 7 estados. Na classe 29er, os vencedores foram Lucas Cazale/Lucas Mirow e Helena De Marchi/Nicole Buuck; na classe 420, os campeões foram Gustavo Abdulklech/Pietro Geromini e Olivia Belda/Marina Arndt; na Hobie Cat 16 a dupla Carlos Eduardo Monteiro Lopes e Rafael Rizzato terminou em primeiro; na Laser Radial os vencedores foram João Emilio Vasconcellos e Natascha Boddener; e na RS:X os campeões foram Daniel Pereira e Larissa Schenker.

Os vencedores em cada classe na Copa da Juventude ingressam no Programa de Desenvolvimento Individual de Atletas da CBVela. Nele, o Conselho Técnico de Vela Jovem e a diretoria da entidade avaliam os atletas para a formação da Equipe Brasileira de Vela Jovem que irá representar o país no Mundial da Juventude.

Na edição 2015 do Mundial da Juventude, em Langkawi, na Malásia, o Brasil conquistou duas medalhas. Na classe 420 masculina, Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz faturaram a prata. Na RS:X masculina, Brenno Francioli ficou com o bronze.

Palestras

Ao longo dos cinco dias de competição, os jovens velejadores assistiram à palestras diariamente no fim do dia. Foram palestrantes a campeã olímpica Martine Grael, o bicampeão olímpico Robert Scheidt além dos atletas olímpicos Gabriel Borges e Patricia Freitas. Também conversaram com a garotada os técnicos Javier Torres, Alexandre Saldanha e Bruno Di Bernardi. O treinador espanhol também ministrou clínicas para técnicos da Vela Jovem.

Para ver o resultado completo da competição, clique aqui.

Para mais fotos de Fred Hoffmann, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s