Cabanga divulga resultado final da REFENO

O Cabanga Iate Clube de Pernambuco divulgou, nesta quarta-feira (28), o resultado final das 14 classes participantes da edição 2016 da Regata Internacional Recife/Fernando de Noronha. “A Refeno, mais uma vez, cumpriu com o seu objetivo”. Foram essas as palavras que o comodoro do Cabanga Iate Clube de Pernambuco, Jaime Monteiro Jr., avaliou como positiva a 28ª edição da Regata Internacional Recife/Fernando de Noronha, realizada de 24 a 28 de setembro. Durante a coletiva de Imprensa, no Museu do Tubarão, o comodoro do Cabanga elogiou a integração dos participantes.

“Uma festa da vela brasileira. Uma confraternização dos velejadores. É com esse propósito que organizamos todos os anos da Refeno, considerada hoje uma das cinco maiores regatas oceânicas do Brasil e da América do Sul. Mais do que uma simples Regata, a Refeno é a grande vitrine do nosso clube”, disse o comodoro.

O Capitão dos Portos de Pernambuco, Petrile, afirmou que não foi contabilizado nenhum incidente grave na Refeno deste ano. “Não tivemos alteração e ocorrência. A Marinha do Brasil aproveita essas oportunidades para mostrar a todos a importância do mar e da salvaguarda da vida humana”, explicou o capitão de mar e guerra da Marinha do Brasil.

 Para Sérgio Avellar, diretor de Vela do Cabanga, a edição 2016 foi bastante tranquila, sem nenhuma alteração e ocorrência e que o próximo passo é iniciar as discussões para a e Refeno 2017 “A partir de agora iniciaremos os preparativos para a organização da Refeno 2017, que será realizada dia 30 de setembro de 2017. Agradecemos a todos a acolhida dos velejadores aqui na Ilha”, disse Avellar.
O Superintendente de Finanças e Tecnologia da Ilha de Fernando de Noronha, Rodrigo Valença, que representou Luis Eduardo Antunes, administrador do Arquipélago, informou que durante o período da Refeno houve um aumento de 30% de visitantes na Ilha. Atrelado à isso, temos que ressaltar o incremento financeiro que a Regata proporciona para o comércio da Ilha”, disse Rodrigo Valença. “Não podemos deixar de agradecer ao Cabanga por toda ajuda social à nossa escola, o Centro de Integração de Educação Infantil Bem-Me-Quer. Somos muito gratos ao Cabanga e a Refeno”, complementou o superintendente.
A embarcação Camiranga, do Rio Grande do Sul, conquistou o Troféu Fita Azul da edição 2016. O veleiro garantiu o título geral pelo terceiro ano consecutivo. A embarcação pernambucana Jahú 2 e o Parati 2, do Rio de Janeiro, ficaram na segunda e terceira colocação geral respectivamente.

ICRJ promove o Mini Circuito Rio em outubro para barcos de até 29,9 pés

Que o Mini Circuito Rio é um sucesso, ninguém duvida, mas a cada ano a organização do evento tenta se aprimorar ainda mais. Este ano as regatas serão disputadas entre os dias 21 e 23 de outubro e serão abertas para barcos das classes BRA-RGS e IRC de até 29,9 pés, J/24, J/70, HPE 25, Ranger 22, Soling e Star. Vale ressaltar que todos os participantes devem ser associados ABVO. As inscrições podem ser feitas na secretaria no ICRJ e custam R$ 20,00 por tripulante. Estão programadas até cinco regatas, sendo no máximo duas por dia. Para ver o AR completo, clique aqui.