Paralimpíadas: Austrália garante dois ouros por antecipação na Skud 18 e na Sonar

14324689_10154678738035757_7370268334293282879_o

A vela nas Paralimpíadas do Rio 2016 chegam ao fim neste sábado porém os australianos Daniel Fitzgibbon e Liesl Tesch já nem precisam mais competir. A dupla conquistou a medalha de ouro na classe Skud pela segunda vez com duas regatas de antecipação e termina o dia com 31 pontos de vantagem sobre John McRoberts e Jackie Gay, do Canadá, segundos colocados. Colin Harrison, Russell Boaden e Jonathan Harris, também da Austrália, na classe Sonar, estão na mesma situação. O trio abriu 24 pontos sobre os americanos Alphonsus Doerr, Hugh Freund e Bradley Kendell, segundos colocados, e já garantiu o lugar mais alto no pódio. O país ainda pode ganhar mais um ouro na classe 2.4 com Matthew Bugg, primeiro colocado, com quatro pontos de vantagem.

O Brasil não tem mais chance de medalha, mas estará na água nas três classes neste sábado a partir das 12h. Quem quiser assistir de perto as competições e as cerimônias de medalha, pode garantir o ingresso clicando aqui.

Para ver o resultado completo após 10 regatas, clique aqui.

Regata arquipélago será disputada neste sábado em Florianópolis

unnamed (4).jpg

Tradicional etapa do calendário de vela oceânica do Iate Clube de Santa Catarina, a Regata Arquipélago acontece nesse sábado (17), na Baía Norte, em Florianópolis. Com largada em frente ao Trapiche da Avenida Beira-Mar Norte marcada para às 12h, a competição é aberta aos veleiros das classes C30, ORC, HPE, RGS e Início/Retorno e a expectativa é grande devido as condições apontadas para esse final de semana na capital catarinense.

As previsões marcam ventos de 12-16 nós (entre 25 e 32km/h) o que seria perfeito para a regata que tem seu percurso todo na Baía Norte. Logo após a largada, os veleiros mais rápidos precisam cumprir uma perna de barla-sota, que consiste em uma navegação contra o vento (perna de barlavento) até uma boia determinada pela Comissão de Regatas, e retornam a favor do vento (perna de sotavento), o que deixa a regata ainda mais técnica.

Após essa passagem, o percurso segue igual para todas as classes, incluindo a de barcos mais lentos, passando por boias nas proximidades da Marina de Santo Antônio e Ilha do Ratones Grande (para as classes mais velozes) e Ratones Pequeno (para os barcos mais lentos) retornando para o Trapiche da Avenida Beira-Mar Norte, local de chegada.

Os barcos elegíveis para a Regata Arquipélago devem preencher o formulário de inscrição na Secretatiar Náutica do Iate Clube de Santa Catarina até Às 11h deste sábado.

Até o momento seis etapas já foram realizadas naCopa Veleiros de Oceano: Regata Centro-Jurerê (fevereiro), Regata Cidade de Florianópolis (março), Regata Fortalezas (abril), Regata Tripulação (junho), Regata Lineares (junho) e Regata Baía Sul (agosto). Até o final da temporada estão programadas, além da Regata Arquipélago, a Regata Mormaii (outubro), Regata Marejada (novembro) e a Volta à Ilha de Santa Catarina, que encerra o calendário náutico do ICSC no mês de dezembro.

Ilhabela recebe segunda etapa do Paulista de OP

Ilhabela recebe a partir deste sábado a segunda etapa do Campeonato Paulista de Optimist 2016. O evento é organizado pela Prefeitura Municipal de Ilhabela, Secretaria de Esportes e Escola Municipal de Vela Lars Grael, e vai até o dia 25 de Setembro. Estão programadas 12 regatas e a flotilha do YCSA já está em peso no litoral, aguardando mais uma importante competição, válida para o ranking da COSP.
O Yacht Club Santo Amaro foi o responsável por sediar a primeira etapa do campeonato, disputada durante a Taça Almirante Tamandaré. Na ocasião, Nicolas Bernal do YCSA foi o campeão e tentará nos próximos dois finais de semana bons resultados para levar o bicampeonato.