Falta de vento marca segundo dia da vela paralímpica

14241690_10154671417545757_3048182800006151762_o

O segundo dia de regatas das Paralimpíadas do Rio 2016 foi marcado por muita espera. O vento, que estava fraco e vindo da direção errada, fez com que as Comissões de Regata das duas raias deixassem os velejadores esperando em terra até ter as melhores condições possíveis para velejar. Quando foi 14h30 foi dado o sinal sonoro que indicava a liberação para os barcos irem para a água. Apenas uma regata foi realizada para as classes Skud e Sonar. Os velejadores de 2.4 acabaram voltando para terra sem completar a prova. Para esta quarta-feira estão programadas três regatas para cada classe e o Brasil entra na água com Nuno Santa Rosa em 13º na Skud, Bruno Landgraf e Marinalva Almeida em 9º na Skud e Marcão, Jamaica e Herivelton em 11º na Sonar. Os resultados completos podem ser vistos aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s