Pernambucanos conquistam o 31º Campeonato Brasileiro de Dingue

unnamed (51).jpg

Os pernambucanos Leonardo Almeida e Miguel Andrade, do Cabanga Iate Clube, conquistaram nessa terça-feira o título do 31º Campeonato Brasileiro de Dingue, realizado desde o último domingo (5), em Florianópolis, na Sede Oceânica de Jurerê do Iate Clube de Santa Catarina. Após três regatas realizadas na segunda-feira, o último dia de competição contou com mais três disputas, com duas vitórias e um segundo lugar da dupla nordestina.

“Eu velejo há 22 anos e ganhar um Brasileiro é fruto de um trabalho muito longo. Demanda muito tempo, muita pesquisa, muito treino, muita dedicação. Eu e Miguel começamos a velejar há pouco tempo, mas estamos em uma sintonia muito boa, tanto é que veio o resultado”, comemorou o timoneiro Leonardo. “O segredo do sucesso dos pernambucanos em tantas classes está no apoio do Cabanga Iate Clube. Nós recebemos um apoio irrestrito e posso dizer que a instituição tem grande peso nos resultados”, completa.

Se Leonardo veleja há 22 anos, seu proeiro, Miguel está “engatinhando” na vela. Com apenas dez anos, o velejador compete no Optimist e esse foi seu primeiro campeonato nacional, independente da categoria. Mesmo jovem, Miguel mostrou que tem personalidade. “Eu gosto de velejar de Dingue e de Optimist, mas prefiro competir em dupla, pois se um fica um dúvida o outro sabe o que fazer”, brincou.

O último dia de regatas em Florianópolis começou com os pernambucanos liderando a competição com apenas dois pontos de vantagem sobre os catarinenses Fábio Ramos e David Ventura. Próximo ao meio dia, as tripulações foram para água e a primeira regata foi realizada com ventos nortes de até oito nós. Entrosados, os pernambucanos dominaram a disputa vencendo a primeira no dia.

Quando parecia que o vento firmaria, as condições mudaram totalmente, obrigando a Comissão a reposicionar a raia. “Após a primeira regata nós tivemos que esperar e fazer um remanejamento na raia, pois começou a entrar um vento Oeste de 10 a 12 nós, o que não é muito comum aqui em Florianópolis. Para ser sincero, não me lembro de ter feito nenhuma competição nacional com essas condições aqui”, comentou Ricardo Navarro, Presidente da Comissão de Regatas.

Nas duas disputas seguintes, os pernambucanos voltaram a manter o bom rendimento, vencendo a segunda e chegando em 2º lugar na última prova do dia, somando 7 pontos perdidos com o descarte. Tetracampeão brasileiro da classe, o velejador Fabio Ramos, do Iate Clube de Santa Catarina, e seu proeiro David Ventura terminaram o evento com o vice-campeonato.

Em um belo duelo com a dupla pernambucana, Fábio e David fecharam o dia com um 4º, um 3º e um 6º, fechando o campeonato com 15 pontos perdidos, enquanto os cariocas Luiz Jose Junior e Anísio Correia, do Clube Naval Charitas (RJ) completaram o pódio.

Confira os vencedores de cada categoria:

Geral: Leonardo Almeida/Miguel Andrade (PE)
1.5: Eduardo Borges/Giovana Simas (BA)
Dupla Mista: Álvaro Bastos/Cristiane Bastos (RJ)
Grand Master: William Cordebello/Julia do Brasil (RJ)
Master: Luiz Jose Junior/Anisio Correia (RJ)
Senior: Leonardo Almeida/Miguel Andrade (PE)
Feminina: Amanda Arcari/Maria Cristina Boabaid (SC)
Juvenil: Samer Kayali/Chales de Simas (SC/RJ)
Estreante: Marcio Torquato/Gabriel de Paula (SC)

Os resultados completos estão disponíveis no site do ICSC: http://migre.me/uUYt4

Amyr Klink confirma participação na REFENO

AMYR KLINK1.jpg
O renomado velejador Amyr Khan Klink, 61 anos, confirmou sua participação na 28° edição da Refeno, com partida marcada para o dia 24 de setembro, a bordo da embarcação Paratii 2, de 96 pés. Conhecido por sua originalidade no design, o veleiro pesa entre 75 toneladas a 110 toneladas (cheio). Nenhum peso na embarcação é “morto”, ou seja, não há chumbo para o seu equilíbrio e nenhum tipo de cabo. A estabilidade fica por conta dos dois mastros de fibra de carbono e da hidrodinâmica do casco, que é como o resto do barco que é de alumínio.

A estrutura do Paratii 2 foi feita com alumínio aeronáutico, enquanto a área externa do barco leva um alumínio naval especialmente desenvolvido para a embarcação, bem como a solda. Essa liga leva magnésio na composição. Isso o protege da corrosão e dispensa pintura, evitando, portanto, a poluição do mar.

Além de velejar, em seu currículo, Amyr Klink carrega a realização de mais de 2,5 mil palestras no Brasil e no exterior e tem mais de 30 anos de experiência neste setor. Em suas palestras, alguns assuntos abordados são inovação, liderança, motivação, criatividade e estratégia.

Além disso, Klink é autor de cinco livros. O primeiro deles, lançado em 1985, é denominado de “Cem dias entre Céu e Mar”. Parati entre dois pólos (1992); As Janelas do Paratii (1993); Mar Sem Fim (2000); e Linha D’Água (2006), completam as publicações de sua autoria.

REFENO 2016

Este ano, a Refeno chegará a sua 28ª edição. A partida do Recife até o paradisíaco Arquipélago de Fernando de Noronha será dia 24 de setembro, do Marco Zero. Até o momento, 49 embarcações estão confirmadas na prova. A inscrição pode ser realizada clicando aqui.

Sul-brasileiro de Optimist teve as regatas canceladas nesta terça

Nesta terça-feira nenhuma regata pode ser realizada no Campeonato Sul-brasileiro da classe Optimist em Porto Alegre em função do excesso de vento. Os 139 velejadores se mantiveram em terra aguardando a posição da comissão de regatas que permaneceu na raia monitorando as condições até que as 16h.

Conforme a comissão, as disputas não foram realizadas por excesso de vento, que soprou de noroeste alcançando 42 nós de rajadas. Entre as 14h e 15h o vento se manteve constante entre 38 e 40 nós. Para esta quarta-feira, as regatas finais estão previstas para as 13h. O argentino Máximo Videla lidera entre os Veteranos. Na classe Estreante o paulista Mário de Carvalho é quem lidera.

O Campeonato Sul-brasileiro da classe Optimist conta com a participação de 139 velejadores – 82 veteranos e 57 Estreantes de cinco estados: RS, SC, PR, SP, RJ e BA, e da Argentina e Uruguai. O evento conta com apoio da Jimo e da Confederação Brasileira de Vela

Brasileiro de Star vai ser sediado em Cabo Frio

Entre os dias 15 e 18 de setembro será realizado em Cabo Frio mais uma edição do Campeonato Brasileiro da Classe Star. Há previsão da participação de um bom número de barcos, representando as flotilhas do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Esta é uma oportunidade especial de velejar desfrutando de umas das áreas de regata mais técnicas do Brasil.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas por e-mail (vela@icrj.com.br), no site do ICRJ (http://www.icrj.com.br/site/vela_men.html), inscrição online (http://www.icrj.com.br/site/inscricao-em-regatas.html) ou na secretaria do evento, até o dia 15/09, e custam R$ 200,00 (Duzentos Reais) por barco. Para maiores informações confira o AR.