Jorge Zarif, da classe Finn, faz bela medal race e fecha Rio 2016 no 4º lugar

zariffinal

O jovem Jorge Zarif, velejador brasileiro da classe Finn, terminou a medal race de ontem, realizada na raia do Pão de Açúcar, na terceira posição e ficou em 4º no geral, a 11 pontos da medalha de bronze. O resultado não era o esperado por Jorginho que sonhava em conquistar uma medalha olímpica em águas brasileiras, mas mesmo assim não deixa de ser uma grande vitória. Jorginho participou dos Jogos de Londres-2012 e saiu de lá sem ao menos disputar a medal race, no 20º lugar geral. Com apenas 19 anos, Jorginho estava com o joelho lesionado e sem apoio para a campanha olímpica. Saiu daqueles Jogos determinado a ser grande em sua classe, a mesma em que seu pai defendeu o país em duas Olimpíadas (Los Angeles-1984 e Seul-1988). Durante os últimos quatro anos Jorginho se dedicou inteiramente à vela e foi campeão mundial júnior e campeão mundial, sendo o atleta mais jovem a conquistar o título. Ele soube aproveitar como ninguém o incentivo que o esporte recebeu nesse ciclo olímpico que antecedeu os Jogos do Rio. Ontem Jorginho não escondeu a decepção do 4º lugar, mas saiu da água já pensando em Tóquio 2020.

A Finn, conhecida como a classe dos gigantes por exigir do atleta peso perto dos 100 kg e altura de mais de 1,80 m, é dominada por atletas mais velhos — Giles Scott, atual campeão olímpico, tem 29 anos. Jorginho ainda tem 23 anos e muitas chances de figurar entre os maiores atletas da classe. Ben Ainslie, dono de três ouros na classe, conquistou a primeira medalha olímpica na Finn aos 27 anos — antes ele velejava de Laser e conquistou uma prata e um ouro. 27 anos será a idade de Jorginho nos Jogos de Tóquio-2020, portanto, se a CBVela e os patrocinadores continuarem investindo em nossos atletas, temos grandes chances nas próximas Olimpíadas.

Giles Scott, da Grã-Bretanha, garantiu o ouro antes mesmo da medal race. Com 29 anos, ele precisou esperar Ben Ainslie se aposentar para, finalmente, brilhar na classe. Com anos de treinamento ao lado da lenda da classe, Giles não decepcionou e garantiu a hegemonia da Grã-Bretanha na classe. Mesmo dominando as regatas, Giles parecia incrédulo com o título antecipado. O americano Caleb Paine também comemorou muito o bronze da classe, a prata ficou com o esloveno Vasilij Zbogar.

finnfinal

Fotos World Sailing

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s