Scheidt sobe para quarto e entra de vez na briga por medalha na Rio 2016

291041_628831_160809_rio2016_pm_17120_1_

Após dois dias de uma verdadeira montanha russa sobre as ondas, oscilando entre resultados medianos e posições de liderança nas quatro provas iniciais, Roberto Scheidt conseguiu apresentar sua famosa regularidade na Rio 2016. Favorecido por ventos de até 20 nós, obteve 11º e 2º lugares nas regatas desta quarta-feira (10), disputadas fora da Baía, na raia Copacabana. Os resultados colocam o bicampeão olímpico na briga direta por medalhas na classe Laser. Scheidt soma 41 pontos perdidos e está em quarto lugar, a 4 pontos do terceiro, o holandês Rutge van Schaardenburg e a 6 do britânico Nick Thompson, segundo colocado. O líder é o croata Tonci Stipanovic, com 26.

“Como eu já esperava, a disputa está sendo muito dura aqui no Rio de Janeiro. Felizmente hoje (quarta-feira, 10) consegui melhorar. Na primeira regata fiz uma boa recuperação e na segunda velejei bem. Subir para o quarto lugar aumenta minha confiança para chegar forte na medal race e lutar com todas as minhas forças pela sexta medalha olímpica”, afirmou Scheidt, que é patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex, Deloitte e Audi, com os apoios de COB e CBVela. A regata da medalha será na próxima segunda-feira (15).

O terceiro dia de disputas do iatismo da Rio 2016 marcou a primeira vez que Robert terminou entre os melhores em duas regatas seguidas na competição. Na estreia, segunda-feira (8), ele finalizou a primeira disputa na 23º posição. Na segunda prova da classe Laser, esteve na frente de ponta a ponta e cruzou a linha de chegada em primeiro. Na terça, teve problemas e terminou em 27º na primeira flotilha. Na sequência, voltou para a água disposto a se recuperar novamente e conseguiu um quarto lugar. O bicampeão olímpico brasileiro folga nesta quinta-feira (11) e volta a competir na sexta (12).

Uma medalha no Rio de Janeiro significará marcas históricas para Robert. Se subir ao pódio, será o primeiro atleta, entre todas as classes do iatismo, a somar seis conquistas na vela. E isso em seis edições consecutivas dos Jogos, considerando todos os esportes. A disputa da classe Laser na Rio 2016 terá 10 regatas, duas por dia, e a medal race (regata da medalha) no dia 15.

A lituana Gintare Scheidt, esposa de Robert e uma das favoritas ao ouro na Laser Radial, somou um 12º e um 5º lugares nas regatas desta quarta-feira. Com isso, segue na 6º colocação na classificação geral, com 34 pontos perdidos.  A brasileira da classe, Fernanda Decnop não conseguiu velejar bem e terminou o dia na 23ª colocação.

Foto World Sailing

Regatas da 470 começam hoje na Rio-2016

Olympische klassen

As duplas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, da 470 Feminina, e Henrique Haddad e Bruno Bethlem, da 470 Masculina, estarão na água hoje na estreia da classe 470 nos Jogos do Rio. Serão duas regatas na raia da Escola Naval. Fernanda e Ana são grandes esperança de medalha para a vela brasileira após os ótimos resultados do ciclo olímpico dos últimos quatro anos.

As regatas estão programadas para começar daqui a pouco, às 13h

Isabel Swan e Samuel Albrecht estreiam na Nacra 17 com fortes concorrentes na raia

nacra17

Samuel Albrecht e Isabel Swan estreiam hoje na classe Nacra 17, classe corrida em um barco multicasco com equipe mista que também está estreando nesta Olimpíada. Com uma medalha de bronze, conquistada em Pequim-2008 na classe 470 ao lado de Fernanda Oliveira, Isabel Swan está em sua segunda Olimpíada e já velejou em um multicasco no começo da carreira, o barco era o Tornado, que já fez parte do programa olímpico. Já Samuca, é mais conhecido pelos bons resultados na vela oceânica, mas já velejou em classes olímpicas como a 470 e 49er e também está em sua segunda Olimpíada, ele participou dos Jogos de Pequim-2008 também na classe 470.

A dupla, que está velejando na classe há pouco mais de 1 ano, irá enfrentar grandes adversários como os tetracampeões mundiais Billy Besson e Marie Riou, da França.

O Nacra 17 é o maior barco do programa olímpico com 6,09 metros e área vélica de 14,45 m2. As regatas de hoje estão programadas para às 13h, na raia do Pão de Açúcar. 20 barcos estarão na água para o grande dia.