Nem Wanderley é bicampeão máster de Laser Radial

13086916_780667732033340_1716238074779113965_o

Terminou neste sábado em Puerto Vallarta, no México o Mundial Master de Laser Radial. E deu Zebra! Nem Wanderley, que tinha como objetivo ficar entre os 5 melhores na categoria master, liderou a competição de ponta a ponta e levou o título pela segunda vez. Marcia Macdonald levou o título na mesma categoria entre as mulheres, enquanto Luis Castro ficou com o bronze na Grand Master.

Confira os resultados finais:http://bit.ly/1Tcko9e

Confira como foi este último dia de regatas:

Hoje trocaram a ordem de largada nas duas regatas e fomos a 3ª classe a largar fazendo o percurso inner.

“Primeira regata com vento 215-220 e uns 10 nós, mas hoje sem onda picada como nos outros dias. Larguei bem no meio da linha e mais uma vez optei pela direita cambando nas pequenas rondadas e rajadas. Faltando 1/3 para a boia o vento deu uma rondada para a esquerda e saindo das cambadas na cara do pessoal da esquerda acabei montando mal. No popa passei alguns e no segundo contravento optei mais uma vez pela direita, o que valeu a penae já montei em 6º, com o italiano em 4º e o neozeolandês em 3º. No través passei um e fui para quinto, o que consegui manter com certo esforço até o final. Com isso eu fiquei 2 pontos à frente do neozeolandês.

Na segunda, com o vento na mesma direção e com uns 12-13 nós, decidi fazer a minha regata e não me preocupar em marcar, match race, etc, porque na real não tenho esta experiência. Para fazer mal feito é melhor não fazer… Larguei bem perto da comissão e consegui cambar logo para direita e segui até pegar uma pressão boa e cambei. O vento foi aumentando para uns 15-16 e vi que estava entre os primeiros, com o italiano na retranca e sem vista do neozeolendês. Estava com uma ótima velocidade e fui mantendo um pouco mais pela direita, montei em 1º master e terceiro geral. No popa consegui manter e ao montar o gate de sotavento o vento tinha dado uma diminuída e as ondas estavam bem de frente no bordo de vela direita. Vi a pressão entrando pela direita novamente e segui até ela. Cambei, fui com vento bom e limpo até quase a boia de contravento, que me aproximei por sotavento. Com isso juntei bem nos 2 pré-master na minha frente e abri bem dos outros. Través e popa sem problema e chegada em 1º. Antes de comemorar fui até a comissão de largada para ver no quadro se não tinha tomado bandeira preta na largada, o que não ocorreu. Boa regata. Tudo fica mais fácil quando se tem boa velocidade”

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s