Hyères: Brasil aparece no top 10 em quatro classes

 

O segundo dia de regatas em Hyères, na França, foi bem diferente do primeiro, quando os velejadores que estão disputando a Copa do Mundo de Vela mais sobreviveram do que velejaram. O vento diminuiu bastante e as regatas começaram a ser disputadas com cerca de 10 nós. As gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, que foram muito bem no vento forte, inclusive vencendo uma regata, caíram uma posição neste segundo dia e agora estão em quarto lugar na classe 470. Apenas três pontos as separam das líderes, as inglesas Hanna Mills e Sáskia Clark.

Jorginho Zarif, na Finn, também caiu mas, na 13ª colocação geral, ainda segue na briga pelo top 10. Quem também está na briga pelos top 10 é Bimba, que ocupa a 11ª colocação na RS:X. Patrícia Freitas já está na zona da medal race, em 9º também na RS:X. Bruna Martinelli é 39ª.

Na Laser, Fernanda Decnop foi penalizada por um OCS, mas ainda assim subiu uma posição e aparece em 28º.  Entre os homens, o Brasil não tem representantes.

Na 49er, que já completou seis regatas, Marco Grael e Gabriel Borges estão em 25º. Os dois tiveram reparadas as duas primeiras regatas da série e não completaram a terceira. Entre as meninas, Martine Grael e Kahena Kunze aparecem em sexto lugar após quatro regatas. As líderes do ranking mundial estão voltando com calma para a água após uma lesão no joelho da Kahena.

Depois de não completarem a única regata de ontem, Samuel Albrecht e Isabel Swan aparecem em 10º na Nacra 17 com quatro regatas disputadas hoje.

Os resultados completos podem ser vistos aqui.