61 países estão classificados para as Olimpíadas

12377765_912475352133750_546013181088793480_o

Faltando pouco mais de 120 dias para o início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, 388 velejadores, de 61 países já podem comemorar o carimbo no passaporte e a viagem rumo ao Brasil. O caminho não foi fácil e começou em Santander, em 2014, na disputa do Mundial da Isaf que classificou metade dos países. A outra metade foi sendo definida nos Campeonatos Mundiais das classes, em 2015 e nos eventos regionais. Com as vagas em mãos, cada país classificado definiu a sua equipe.

O Brasil,a França, a Inglaterra, a Nova Zelândia e os Estados Unidos serão os únicos países a ter um time completo, com 15 atletas, ou seja, um barco em cada uma das dez classes. Do total de atletas, 207 são homens e 154, mulheres.

O Notícias Náuticas vai estar presente, trazendo as notícias mais quentinhas da vela para você que nos acompanha!

Para conferir o critério de classificação, clique aqui.

Para saber quantos atletas cada país vai enviar ao Rio de Janeiro, clique aqui.

 

Vela mata mais que futebol, indica estudo americano

12968041_1069600499747932_5590582740004710562_o

Um estudo americano baseado em dados da Guarda Costeira e feito pelo Rhode Island Hospital descobriu que a vela tem uma taxa de mortalidade maior que futebol e ski downhill. E os motivos mais conhecidos são ventos fortes, cair do barco em um mar ruim e falta de atenção, além do uso do álcool, que é responsável por 15% das mortes.

“Afogamento era a causa mais comum e infelizmente 82% das vítimas não estava usando colete salva-vidas”, disse Andrew Nathanson, médico de emergência do hospital. “Estas mortes poderiam ser evitadas se os skipperes e os tripulantes usassem salva-vidas, não bebessem a bordo e prestassem sempre atenção enquanto a bordo”, completou.

A maioria dos casos resgistrados entre 2000 e 2011 aconteceu quando o tripulante caiu na água. A intoxicação alcóolica foi o maior fator causador de morte, seguido pela inexperiência e falta de atenção. Juntos os dois fatores somam 37% das mortes no período de estudo. Mar revolto aparece com 28% das causas de morte.

Por lei todos os acidentes e incidentes com barco devem ser reportados à Marinha, que abastece um banco de dados com estas informações. Foram analisados 4180 casos, com 217 mortes e 841 feridos, o que dá uma estimativa de morte de 1,19 por milhão de pessoa velejando por dia nos EUA. Esta taxa cai para 1,06 por milhão de pessoas esquiando por dia. Durante os 11 anos de estudo foram relatadas 271 mortes de velejadores, enquanto este número para jogadores de futebol foi de 197.

 

 

Taça dos Lagos chega a sua 77ª edição

No dia 07 de Maio, o Yacht Club Santo Amaro vai sediar a 77ª edição da regata mais tradicional da Represa Guarapiranga, a Taça dos Lagos. O evento, que vem crescendo a cada ano, teve 88 barcos em 24 classes em 2014, 109 barcos em 31 classes em 2015 e espera bater este número em 2016.

Aberta à todas as classes, a intenção principal da regata é integrar os clubes, bem como os velejadores de inúmeras classes. Além disso, os 2 kg de alimento exigidos para validar a inscrição ajudam uma instituição beneficente, a Sociedade Benfeitora Jaguaré.
O clube campeão levará para a casa o troféu transitório Ernesto Reibel (criado em homenagem a um dos sócios mais influentes do clube) que atualmente é defendido pelo próprio YCSA.
Informações:
Data: 07 de Maio
Horário da largada: 13h
Inscrição: 2kgs de arroz, feijão ou macarrão – POR EMBARCAÇÃO
Aberta à todas as classes