Tripulante da Clipper Race morre após cair no mar

Sarah Young
Free for editorial use image, please credit: ©onEdition Clipper crew member Sarah Young If you require a higher resolution image or you have any other onEdition photographic enquiries, please contact onEdition on 0845 900 2 900 or email info@onEdition.com This image is copyright onEdition 2015©. This image has been supplied by onEdition and must be credited onEdition. The author is asserting his full Moral rights in relation to the publication of this image. Rights for onward transmission of any image or file is not granted or implied. Changing or deleting Copyright information is illegal as specified in the Copyright, Design and Patents Act 1988. If you are in any way unsure of your right to publish this image please contact onEdition on 0845 900 2 900 or email info@onEdition.com

A velejadora inglesa Sarah Young morreu enquanto disputava a nona etapa da Clipper Race, maior regata de volta ao mundo para amadores, entre Qingdao, na China e Seattle, nos EUA. Sarah caiu do IchorCoal, veleiro que tripulava, enquanto rizava a vela em ventos de 35 a 40 nós. Uma primeira onda a jogou de costas no guarda-mancebo e uma segunda onda a jogou no mar. Segundo a organização, ela não estava amarrada ao cockpit com a linha de vida.

Imediatamente a tripulação fez a manobra de man over board, porém as condições de mar e o tempo permitiram o seu resgate apenas 15 minutos depois. A tripulação ainda tentou ressuscitá-la, porém o esforço foi em vão.

Sarah era dona de uma empresa de life style na Inglaterra e estava disputando a regata em sua totalidade, com mais de 20 mil milhas navegadas até agora. Uma investigação será instaurada para entender o que aconteceu.

“Em nome da Clipper Ventures expresso a minha tristeza pela perda de Sarah. Ela era um membro muito popular da família Clipper Race e conhecia bem os nossos barcos, tendo velejado conosco desde o último verão quando partimos de Londres. A segurança da nossa tripulação sempre foi e vai continuar sendo a nossa maior prioridade e iremos investigar o incidente imediatamente em parceria com as autoridades”, disse Sir Robin Knox Johnston, organizador da competição.

 

 

Brasil disputa 4 medal races no Princesa Sofia

12417729_965872276800328_2924149980579780901_n

Terminou nesta sexta-feira em Palma de Maiorca, Espanha, a fase final do Trofeo Princesa Sofia e neste domingo o Brasil estará na medal race em quatro classes: 470 feminino, 49er, Finn e Laser Standard.

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan entrarão na água como líderes da 470, empatadas com as inglesas Amy Seabright e Anna Carpenter. As meninas precisam vencer a regata para garantir o ouro.

Quem também briga por medalha é Robert Scheidt, que fechou a sexta-feira na terceira colocação da Laser. Ele não pode conquistar o ouro, já que o neozelandês Andrew Maloney está 27 pontos na sua frente, mas ainda pode tentar a prata, já que o croata Tonci Stipanovic tem 10 pontos a menos. Lembrando que a medal race tem pontuação dobrada.

Já Jorginho Zarif, na Finn, e Marco Grael e Gabriel Borges, na 49er, não têm chances de medalha, já que ambos estão na 10ª colocação.

Os resultados completos podem ser vistos aqui: